10/04/2009

Resultados de uma Semana Perfeita!

| |
Bom, a semana foi perfect, como eu disse. Comi direitinho, abusei das verduras, comi legumes certinho e frutas também. À noite, comi sopa todas as noites, sempre com legumes e verduras de baixa caloria e algum carboidrato para não ficar fraca demais (ou uma batatinha pequena, ou um pouquinho de macarrão integral, ou ainda 1 ou 2 colheres de aveia). Caminhei todos os dias. Não deu pra entrar na academia porque na segunda e terça-feira eu tive reunião (da formatura e reunião de pais, respectivamente), e nos outros dias eu decidi não ir pelo feriado e já teria perdido dois dias. Mas segunda-feira pretendo ir.

O resultado de tudo isso? NENHUM. Simples assim. Quem acompanhou os posts da semana deve lembrar de eu ter comentado que o resultado estava sendo bom, muito bom. Me pesei na terça ou quarta-feira (agora me fugiu da cabeça o dia exato) e eu estava pesando 73,2Kgs. Pra metade da semana, quase 1,6Kgs, ótimo, não? Pois hoje fui me pesar e lá estava o mesmo peso da semana anterior.

Se desanimei? Capaaaaz, imagiiiina. Tô fula da vida, com uma raiva que não tem nome. Não me dei chocolate nenhum de Páscoa, nem vou me dar. Mas ganhei uma lata de bombons Sonho de Valsa e um ovo da Nestlé (daqueles que vêm em uma lata). Estão fechados, intactos e assim permanecerão. E tudo isso pra quê? Pra NADA. E eu não fiz aquela dieta do post anterior. Eu deixei bem claro que achei ela bastante restritiva (algumas pessoas parecem não terem atentado para esse "detalhe"). Mas que estava e ainda estou tentada, ainda mais depois dessa, isso é verdade. Sei de todos os lero-leros. Se eu fizesse, faria acrescentando os detalhes que a nutricionista pontuou, claro. Com esses detalhes que achei a dieta viável. A nutricionista acrescentou o que deveria ser acrescentado e a dieta ficou perfeita.

Ah também, tô sem saco de falar sobre isso. Não vou sair comendo o mundo. Estou agora é lutando contra a revolta contra a comida, contra a vontade de nunca mais comer na minha vida, ou sair vomitando tudo o que como. Nessas horas a gente entende por onde os bulímicos começam (tá, tô exagerando, mas nem tanto). SACO.

E a minha mãe ajuda um monte. Tá ali fazendo bolo e alguma outra coisa cheirosa que uma praga. Só pra me fazer sofrer. Ô raiva.

Bom, Feliz Páscoa pra vocês, gente. Apesar da minha raiva (e porque não dizer ÓDIO) do momento, gosto muito de todos e agradeço pelo carinho de sempre. E sei que vocês entendem esse meu sentimento.





Que nesta Páscoa todos lembremos do real significado deste dia. E, como eu disse aos meus alunos: "Quando recebermos os doces neste dia, vamos lembrar que isso é um presentinho para lembrarmos do presentão que recebemos de Jesus: o direito à vida eterna." E, pra quem não acredita em Deus, Jesus, ou seja o que lá, fica meu desejo de boas festas. Mas vocÊs não sabem o que estão perdendo.

Beijinho doce light no coração de todos, com muito amor.

Abaixo um vídeo engraçadinho que fiz pras crianças, sobre a Páscoa:



FUIZ...

P.S.: não vou atualizar no final de semana, agora acho que só segunda. Preciso me acalmar primeiro para depois trazer alguma boa notícia. Mas visito vocês,ok.
Comentário(s)
Comentário(s)