18/08/2010

Dando notícias!

| |
Olá gente!


Ok, ok, podem resmungar aí, estou em falta com vocês. E, logicamente comigo mesma. Tudo bem corrido e, no tempo que me sobra, acabo sem saber o que postar no blog. Como voltei para uma alimentação meia-boca, que não me engordou, muito menos me fez emagrecer, o estímulo era menor ainda. Mas hoje mesmo voltei à minha dieta que funcionou antes, e é só eu tomar vergonha nessa minha cara de pau que funcionará novamente! Obviamente, neste momento acabo de comer uma maçãzinha básica, jantar antes das 19h e depois selo na boquinha nervosa.

Bom, vamos a algumas notícias, boas, não tão boas, e ruins...

Boas:

  • Meu sobrinho mais lindo do mndo todo, João Vitor completou 2 aninhos esse mês! Olhe que fofo ele!


  • O remédio que venho tomando para a ansiedade está agindo super bem, tudo está muito tranquilo, graças a Deus. Sem crises de ansiedade intensas!
  • No final de semana fui visitar meus pais e irmãzinha, matei um pouquinho da saudade deles! Coisa boa comida de mãe!
Não tão boas

  • O trabalho anda corrido demais, chego e casa M-O-R-T-A. É mais uma canseira mental do que física, mas cansa mesmo, não dá vontade de pensar em nada muito complicado.
  • Logo começarão as folias de contagem do patrimônio das escolas. Já estou fazendo a contagem do patrimônio da Coordenadoria. maginem vocês contar tudo, desde simples grampeadores, até carros, armários, cadeiras, etc? Dose. Imaginem quando chegar nas escolas S.O.S.
Ruins:

  • Minha mãe descobriu, depois de passar mal, que tem arterosclerose. É um tipo de inflamação nas artérias, no caso dela, nas mais próximas ao coração. A arterosclerose é a principal causa de infartos, ataques cardíacos, AVC's etc. Segundo o médico não há muito o que fazer, apenas controlar a alimentação, fazer atividade física e evitar o stress. Evitar o stress... dizer isso pra uma mulher que trabalha nos turnos da manhã e da noite como merendeira em uma escola pública não adianta muito. Fiquei sabendo neste final de semana. Logicamente estou apavorada, preocupadíssima. É hereditário, no caso dela. Ela fez um exame, e, a grosso modo, há um "item" que, tabelado, representa o risco cardíaco da pessoa. A partir de 3, é risco alto. Minha mãe está no 2,7. Não sei o que fazer, moro longe, não tenho como ver se está se cuidando ou não, estou com o coração na mão! Minha mãezinha gente, por favor...
  • Uma tia, irmã da minha mãe, descobriu um nódulo no seio, e está fazendo os exames para ver se o mesmo se trata de câncer ou não. Também, na família, tivemos casos de câncer de mama. Minha bisavó teve que retirar os dois seios, mas graças a Deus se curou.
Como vcs puderam ver, minha carga hereditária é pesada. Temos muitos casos de problemas cardiacos, circulatórios, câncer, problemas renais sérios, entre outras coisinhas. Por isso, mais do que nunca, preciso cuidar da minha saúde. O que serei e passarei amanhã, vai depender de como me cuido hoje.

Bom, vamos para um último assunto, mais leve: hoje, na minha folga, tirei uma tarde para me cuidar. Eu não ando com a grana boa pra gastar, e por sorte sei faze muitas coisas "em mim mesma" e então acabo economizando. Hoje fiz as unhas, direitinho. Também esfoliei e fiz limpeza de pele no rosto. Hidratei o cabelo e, a estréia nos "auto-cuidados": cortei meu próprio cabelo. O problema é o seguinte: nesse caso nem foi falta de grana. Foi um misto de não encontrar um "hair design" digno, com um preço bom e realmente bo (aqui ao redor, ou só tem caco, ou um caras bons, mas que cobram os olhos da cara), e irritação pelas pontas duplas e feias. Aí fiquei pensando na inha última ida ao cabelereiro: o cara é ótimo, mas o corte era tri simples: separava a franja, cortava e dava uma leve picadinha. Fazia uma espécie de rabinho no alto de cabeça com os cabelos, torcia e metia a tesoura. Uma escova eu saía de lá linda e poderosa. Pois imitei-o e deu certo, kkkkk!

Enfim, acho que era esse o assunto de hoje. Logo retribuirei as visitas. Peço a vocês que orem pela saúde da minha mãezinha, ela se chama Gilceny. Que deus faça o melhor por ela e, consequenteente, por todos nós que a amamos.


Beijos.
Comentário(s)
Comentário(s)