26/11/2011

Indignação - Serviço PORCO dos Correios

| |
Oi pessoal!

Dei outra sumida, ando sobrecarregada de trabalho, tenho trabalhado até à meia-noite quase todos os dias há um mês mais ou menos, envolvida com o PRONATEC (Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego), do qual sou assessora na minha região. O Programa é ótimo, mas na proposta, porque ainda está longe de ter um processo realmente bom e que funcione. Então, ando apagando os incêndios. Enfim, hoje não vim falar de sobrecarga de trabalho, nem de PRONATEC, mas de algo que ontem e hoje me deixou INDIGNADA: o serviço porco dos Correios que simplesmente NÃO GARANTE que as encomendas cheguem no endereço. Peço que leiam o post até o final, apesar de extenso, para que não aconteça com vocês.


Vou explicar: passo bastante tempo na internet, nas redes sociais. Tenho um grupo de amigos ótimo no Twitter, Facebook e afins. Na sexta passada, dia 18 de novembro de 2011, um grupo de seis destes amigos me fez uma surpresa fantástica: se uniram, fizeram uma "vaquinha" e me deram um celular de presente de Natal. Porque eles sempre se comunicam pelo Whatsapp, uma espécie de "MSN" para celulares com Android (e outros) e o meu não tinha, e ainda levaria um tempinho para comprar um que tivesse (nesse dia ainda ganhei uma coleção de livros pela qual eu vinha babando há tempos de outros dois amigos, "As crônicas do gelo e do fogo", e não sei como não infartei de emoção, rs). Ok, muito bem. Fiquei emocionada e sem palavras para agradecer! Então, o celular foi comprado no Magazine Luiza, e postado por Sedex via CORREIOS. Muito bem. Recebo o código de rastreamento da Rita, responsável pela compra (que foi feita no seu nome), e fiquei acompanhando o trajeto da encomenda. Como todos estão CARECAS de saber, quando se faz uma compra pela internet, para presente por exemplo, o objeto segue com o nome do COMPRADOR. Ok? Essa semana comprei um livro para minha irmãzinha, de Natal, pelo Submarino, que será entregue no endereço DELA, mas chegará lá no MEU NOME, porque fui eu quem comprou. Até aí tudo certo? MAIS OU MENOS. 

O caso é que o tal do carteiro chegou na portaria do condomínio e perguntou pela RITA DE CÁSSIA. O porteiro olhou a lista de moradores, não reconheceu o nome e bacana. Aí começa uma sucessão de erros. 
  1. O porteiro não se prestou ao papel de interfonar no meu apartamento para ter certeza de que a encomenda não era para mim.
  2. O carteiro não se prestou ao papel de pedir para que o porteiro o fizesse, para ter certeza de que os MORADORES do endereço que constava na ENCOMENDA realmente não esperavam por ela e meteu a porcaria de um carimbo "DESTINATÁRIO DESCONHECIDO NO LOCAL" e devolveu minha encomenda.
Quando vi essa informação na internet, por meio da pesquisa pelo código de rastreamento, imediatamente liguei na central de encomendas da cidade. A encomenda estava lá. NAS MÃOS DELES. Expliquei todo o caso, timtim por timtim. O senhor que me atendeu deixou bem claro que eles não poderiam entregar, na agência, para outra pessoa que não a Rita. Tudo bem, entendo e nem gostaria que qualquer um pegasse a encomenda. Pedi que pelo menos tentassem e entrega novamente no ENDEREÇO CONSTANTE NO DESTINATÁRIO, que eu já havia avisado o porteiro. NIENTE.

Aí vocês me dizem: "Poxa Denise, você poderia ter avisado o porteiro, mancada!!!" Mas aí temos alguns "poréns":
  1. O porteiro já havia recebido encomendas normais nesse nome, e imaginei que o esperto se ligaria, ou me interfonaria caso tivesse dúvidas.
  2. O carteiro, no caso de cartas e impressos, sempre entrega na portaria mesmo. Mas no caso de Sedex, ele SEMPRE desceu até meu bloco e interfonou para que fôssemos buscar. S E M P R E. Então, o que eu esperaria? QUE ELE DESCESSE ATÉ O BLOCO (que por sinal é o primeiro logo após a entrada) COMO SEMPRE FEZ PARA INTERFONAR E REALIZAR A ENTREGA.
Tudo certo? NADA CERTO. Pedi para que meu marido fosse até a agência e tentasse retirar a mercadoria. De uma outra vez, quando não nos encontraram em casa, entregaram para ele, sem nem ao menos checar a identidade (oi Correios?), então tentamos receber dessa maneira.

FOI O QUE FALTAVA PARA QUE NOS TAXASSEM COMO SAFADOS TENTANDO ROUBAR MERCADORIA ALHEIA.

Liguei novamente e tentei falar com o gerente. O "bonito" estava em reunião, mas uma moça me atendeu. Expliquei o caso. Com um misto de estupidez, ironia e descaso ela me explicou as "normas" (de merda) dos Correios. Insisti, expliquei que eu poderia comprovar que o Sedex era para mim, de posse da nota fiscal eletrônica que indicava meu endereço, comprovante de residência e RG, CPF e, caso ela quisesse, até um exame de tipagem sanguínea ou DNA (agora foi minha vez de ser irônica). Mas não. A partir do momento que o tal carteiro deu aquela carimbada incompetente na encomenda, eu estava fadada a ter de pagar outro frete. Sim, porque não vou de maneira alguma permitir que outros paguem o frete novamente, sendo que a culpa não foi deles. Ou, claro, se a Rita, que mora "ali" em BRASÍLIA, viesse de posse de seus documentos.

No entanto, de tanto eu insistir, a mulher falou que pediria ao carteiro para fazer uma nova entrega no endereço. NO ENTANTO ME ENGAMBELOU BONITO E DEVOLVEU MINHA ENCOMENDA que, no momento, está a caminho (ou já em) de Porto Alegre, depois São Paulo e então, com o pagamento de novo frete, fará todo o caminho de volta.

Ou seja:
  1. Quando comprar pela internet novamente, só o farei em sites que enviem minha encomenda via transportadora, porque OS CORREIOS NÃO GARANTEM A ENTREGA DA ENCOMENDA NO DESTINATÁRIO.
Ela me disse que a norma dos Correios diz que, no caso de condomínios onde há portaria, a responsabilidade do recebimento é do porteiro. A quem não dei esta responsabilidade. O carteiro, segundo eles "não tem a obrigação de tentar o contato com o morador do endereço para checar se a encomenda é mesmo dele". OI? COMO ASSIM? Fiquei boba com esta resposta. Os Correios não têm a responsabilidade de me entregar a encomenda, é isso? Segundo eles sim. Porque fiz a seguinte pergunta ao atendente do 0800, e tive a seguinte resposta:

Pergunta: "Então significa que, ainda que eu comprove por A + B que a encomenda É MINHA, se o porteiro, que não entrou em contato comigo, e o carteiro que também não tentou o contato, devolverem minha encomenda, ela será devolvida e terei de pagar novo frete???"

Resposta: "Sim, neste caso sim."

A moça ainda insistiu que o carteiro não deve descer no bloco fazer a entrega, se ele o fez, foi uma "gentileza". AÍ EU, O DESTINATÁRIO, DEVO DESCOBRIR QUANDO OS CORREIOS FARÃO A GENTILEZA DE ME ENTREGAR ALGO OU NÃO. Porque ficou claro que eles não têm um padrão. E eu, que não trabalho lá, não sei de norma nenhuma, não tenho o regimento ou lei deles, tenho que ADIVINHAR o que eles podem mesmo fazer, ou melhor, QUANDO eles farão algo de uma maneira ou de outra. Aí eu tenho que adivinhar quando eles entregarão na portaria e quando entregarão no bloco, sendo que SEMPRE entregaram aqui no bloco. S E M P R E . Ela mesma teve de reconhecer o erro do carteiro. PELO QUAL ESTOU PAGANDO. Estamos, meus amigos e eu, que estavam ansiosos para me ver de porte do seu presente.

Então, graças à política falha, idiota e sem vergonha dos Correios, além de demorar mais a receber meu presente (que, neste caso, é o de menos) terei de pagar novo frete. QUE MANEIRA INTERESSANTE DE GANHAR DINHEIRO, HEIN? Bom pra ganhar um "extrinha" de vez em quando. 

Hoje fiz questão de ir na agência, falar com todos os envolvidos e comprovar que sim, eu era a dona da encomenda, mesmo ela vindo no nome da compradora. Se bem que, mesmo eu insistindo, a "bunita" da atendente NÃO QUIS olhar a documentação. Porque fiz isso? Porque não quero que quando meu marido precise ir lá retirar alguma encomenda novamente, ele seja visto como o SAFADO QUE ESTAVA QUERENDO ROUBAR A ENCOMENDA DE OUTRA PESSOA. Porque além do incômodo e stress, ainda estávamos sendo taxados de safados. Porque a atendente falou "É que ficou estranho, não encontraram o dono da encomenda e, de repente aparece um 'monte de gente' tentando pegar isso aí, ficou parecendo outra coisa..." Ao que respondi: "Um monte de gente VÍRGULA: apenas meu marido e eu tentamos retirar a mercadoria e agora vocês têm a comprovação de que quem está falando com vocês não é nenhum golpista safado."

Então, para quem tem o costume de presentear pela internet, peço que abram o olho com os Correios, pelos seguintes motivos:
  1. Eles não seguem um padrão de atendimento;
  2. Não tentam checar se REALMENTE você não é o dono da encomenda (daqui uns dias vão perguntar pro dono do buteco da esquina se ele conhece Fulano de Tal. Pobre de quem não for amigo do dono do buteco....);
  3. Entregam encomendas sem comprovação de identidade (como quando meu marido tentou retirar uma encomenda que eles tentaram entregar, mas como não estávamos em casa voltou, para tentar ser entregue novamente, e conseguiu retirar sem sequer apresentar documento de identificação) nas agências de encomendas.
  4. E, no caso do dono do buteco não reconhecer teu nome, eles não tentam entregar as 3 vezes padrão, é só uma, se não deu volta pro remetente.
Sei que expliquei o fato e vou parar o texto por aqui, porque se eu desabafar toda minha indignação e frustração, vou falar além do que devo.

Beijos e OLHO ABERTO.

P.S.: o Submarino entrega mais rápido que os Correios e envia as encomendas por transportadora. Fica a dica. :)


UPDATE: Lembram que a mulher insistiu que eles não entregavam nos blocos e eu falei que sempre entregaram, por isso esperei que fizessem o mesmo? Fotos da janela do meu apartamento, dentro do condomínio de hoje, sábado, 26 de novembro de 2011, às 13:45:


Clique na imagem para aumentar.

Clique na imagem para aumentar.

E então, eu tinha ou não motivos para esperar que a entrega fosse feita NO MEU ENDEREÇO, e não na portaria? O que me dizem??? P A L H A Ç A D A!!!

P.S.² -> Sugiro uma lida nos comentários. Pelo jeito a coisa anda feia pra todo lado. PRA ONDE CORREMOS ENTÃO?

Comentário(s)
Comentário(s)