29/02/2012

... Sobre livros ...

| |
(imagem de uma biblioteca que só não é mais perfeita por não ter mais espaço ainda, DAQUI)

Adoro ler. Amo, é uma das minhas maiores paixões. Ultimamente tenho sido bastante relaxada e tenho lido pouco, ainda que todos os dias. Uma liquidação de perfumes ou roupas não me deixa tão doida quando promoções de livros! 

Então vi um questionário no blog da Manu sobre o assunto e resolvi responder também. Vamos lá?

1. Qual sua hora favorita para ler?
Antes de dormir, porque aí já entro num clima mais calmo, deitada na cama e depois só largar o livro no criado mudo e dormir.

2. Você lê durante as refeições?
Dificilmente. E quando leio, são revistas ou jornais.

3. Você tem algum mau hábito quando lê?
Acho que não. Ao menos não com relação à leitura em si. O que faço errado é algumas vezes ler sob pouca iluminação, em posições erradas, e tal.

4. Quantas horas por dia você lê?
Eu leio praticamente o tempo todo. Mas falando de livros especificamente, acho que cerca de 1 hora por dia.

5. Você lê mais ou menos do que lia, digamos, há 10 anos atrás?
Leio muito menos. Lembro de no Ensino Médio ter "secado" a biblioteca escolar, lia de um a dois livros por semana. Agora levo meses em um só.

6. Você se considera um leitor rápido?
Não mais. Já fui rapidíssima, mas agora a falta de tempo e a mania de me envolver com várias coisas impedem que eu progrida tão rapídamente na leitura.

7. Se você pudesse ter qualquer superpoder relacionado a livros, qual seria?
Queria lembrar de todas as histórias, tais quais a li, e de todos os livros que já li, ou seja, queria o superpoder de uma memória sem falhas.

8. Você carrega um livro com você para todo lugar que vai?
Apesar de ter livros em casa, sempre ter um no trabalho (embora NUNCA tenha tempo de ler) e sempre levar um na mala em viagens, não levo livros na bolsa, por exemplo.

9. Que tipo de livro você prefere ler?
Histórias. Em geral. Fantasiosas ou reais. Suspense, mistério, romance, drama. Uma pitada de comédia de vez em quando. ;)

10. Quantos anos você tinha quando fez sua primeira carteirinha em uma biblioteca?
27 anos. Sério, hahahaha... Nas bibliotecas das escolas que estudei não havia sistema de carteirinhas, e nunca peguei livros na biblioteca municipal (que, a propósito, sempre achei péssima) da cidade onde morei até me casar. Fui fazer aqui em Santo Ângelo, mas confesso que só peguei um livro até agora, tenho muito o que ler em casa ainda.

11. Qual o livro mais antigo em sua coleção? (A cópia física mais antiga? O que está há mais tempo em sua coleção? O de copyright mais antigo?)
A Bíblia, definitivamente. E considero ela a parte mais efetiva da minha biblioteca, porque leio sempre!

12. Você lê na cama? Gosta de ler na cama?
Adoro, conforto acima de tudo.

13. Você escreve nos seus livros?
No máximo, colocava os nomes nas contracapas. Agora nem isso tenho coragem de fazer, me dá dó, rs.

14. Se você pudesse dar um conselho a alguém que acabou de se tornar um leitor, qual seria?
Leia SEMPRE. Tudo o que estiver à mão. Até bulas de remédios. ^^

15. Qual foi o último livro que você leu? Qual você está lendo agora?
O último que li foi "Marley e eu". No momento estou lendo dois, simultaneamente: A Guerra dos Tronos - As crônicas do gelo e do fogo - Livro UM, e a Bíblia, que costumo ler diariamente, três ou quatro capítulos, desde que me entendo por gente.

16. Qual foi o último livro que você deu de presente a alguém?
Vou citar dois, porque um já entreguei e outro comprei hoje, mas levará uns 20 dias pra chegar, então não sei se já posso considerar como "dado". O último livro que entreguei foi o "Dez ursos na cama - Um livro para contar e sentir", que dei pra minha priminha de 5 anos. E hoje comprei o livro "Arte Moderna" que comprei de presente de aniversário para o marido, porque sei que ele irá usar no mestrado.

17. E qual foi o último livro que você ganhou de presente?
Ganhei a coleção Gurra dos Tronos  da Lorena e do Paulo  *_*. 

18. Algum livro que você já tenha lido várias vezes e não cansa de reler?
A Bíblia, de novo, rs. Leio sempre, sempre. Mas um livro que li na adolescêncis umas duas vezes e que leria novamente agora é "O garoto sardento e os Comanches". Muito legal!

19. Cite um, apenas um... Ok, 3 livros que te fizeram chorar.
Chorei com muuuuitos! Mas tem que escolher né. "O Diário de Anne Frank", definitivamente. "Um certo Capitão Rodrigo", do Érico Veríssimo também. E "A menina que roubava livros", fantástico.

20. O livro mais vergonhoso que você possui.
"O doce veneno do escorpião", aquele famoso da Bruna Surfistinha. Só não pus fora ainda porque tem uma extensa dedicatória na contracapa, nada interessante de ser lida por outros. o_O

21. Digamos que exista apenas uma biblioteca no mundo todo, e que ela tenha todos os livros já escritos na história da humanidade - e ela pegou fogo. Você só teve tempo de salvar três livros. Quais?
A Bíblia - um pouco de esperança.
Uma enciclopédia completíssima (como a que a Manu citou, rs) - um pouco de história.
E uma enciclopédia ortográfica - os que escreverão a partir de então irão precisar.

22. Já fez amigos em uma livraria?
Não temos muitas livrarias (recônditos exclusivos de livros) por aqui, e nas que visitei em minhas viagens, sempre estava já acompanhada, então não senti a necessidade - nem tive a oportunidade - de conversar e fazer amizade com alguém.

23. Qual foi a conversa mais interessante que você já teve em uma livraria?
Na Saraiva, em Joinville, meu marido e eu estávamos olhando um livro sobre design gráfico e publicidade, com anúncios inusitados e muito, MUITO engraçados. Então ficamos ali lendo, rindo, conversando e inventando novas "pérolas", rs.

24. Se você está vendo alguém ler, que hábito dessa pessoa pode te irritar?
Eu realmente não presto atenção na leitura dos outros, acho que seria interessante fazer isso, pois é uma chance bacana de compartilhar ideias (desde que não no meio da leitura, claro). Mas nunca prestei atenção nisso, mas acho que me irritaria ver alguém manipulando um livro com desleixo.

25. Qual foi o sonho mais bizarro que você já teve depois de ler um livro?
Quando li a biografia (não autorizada) do Tom Cruise, e todo aquele enfoque - exagerado - que se dá ao seu envolvimento com a Cientologia, sonhei que ele estava conversando com uns bichinhos gosmentos e pedindo para que eles saíssem do seu corpo, e eu estava muito assustada vendo esse diálogo, os bichinhos eram horrorosos, kkkkk! (os cientologistas acreditam que muitas doenças, etc, são causadas por "seres" que ficam neles, então eles ficam "conversando" com esses seres até que eles o respondam (eles são muito chatos e não gostam de conversa) e pedem para que vão embora, e quando esses seres vão embora a doença e a paz são restauradas. Uma explicação simplista, mas é bem por aí, rs)

Então, acho que era isso, rs...


Beijo!

P.S. ~> A propósito, quem quiser me ADD no Skoob, olha o link aí ~> http://www.skoob.com.br/usuario/perfil/159508/perfil:on

27/02/2012

Dom Quixote de La Mancha

| |


Dom Quixote é um dos clássicos da literatura mundial, uma criação de Miguel de Cervantes, escrito por volta de 1605. Nessa história, o protagonista, já de certa idade, lê tantos romances onde cavaleiros apaixonados viviam aventuras incríveis que se vê "piradinho da silva" correndo pelo mundo enquanto acredita estar vivendo uma destas aventuras. Junto com ele vai seu amigo Sancho Pança, que é um pouco mais realista, mas maluquinho também, rs. Ele se envolve em diversas "aventuras" que não passam de fantasias que sempre acabam sendo desmentidas pela realidade. 

Uma das partes que mais gosto é a da batalha dos moinhos de vento. Dom Quixote e seu fiel "escudeiro" Sancho Pança chegaram a um local onde haviam uns 30 ou 40 moinhos de vento. O velhote diz que são gigantes e que irá derrotá-los. Sancho Pança tenta lhe alertar que não passam de moinhos, mas Dom Quixote, com o pensamento em sua amada Dulcinéia de Toboso, se joga de espada em um deles, que, com a força do vento e das "hélices" o atira longe. Mas ele não desiste e continua.

Aí fiquei pensando em quanta gente tem nesse mundo com o que eu chamaria (se fosse uma psiquiatra renomada) de Síndrome de Dom Quixote. Lutam contra coisas que não existem, acreditam que há uma conspiração do mundo contra si. A família não ama o suficiente, não lhes dão valor, os amigos só lhes usam, outros fazem intrigas contra si mesmo, no trabalho só fofocam de si e por aí adiante. Brigam com pessoas que não estão lhes dando a mínima, revivem momentos que lhes incomodaram, remoem rancores. Vivem num mundo de fantasia e eterna tristeza.

E então ficam brigando, dando shows, espalhando rumores, armando "emboscadas", contra quem? Contra moinhos de vento que estão lá, parados, só assistindo a cena. E sempre tem um Sancho Pança que vê a realidade, tenta alertar, mas a pessoa está tão imersa nas suas fantasias, que acredita piamente nelas, e não há o que lhe tire isto da cabeça. 

"Dom Quixote não tinha consciência do que fazia. Ele havia se aprofundado tanto naquele mundo irreal que começou a ver coisas. Logo após o choque contra os moinhos, ele percebe com clareza que os gigantes de fato eram moinhos, porém sua imaginação o faz achar que algum mago o hipnotizou fazendo ele ver nos moinhos os gigantes. Sempre havia uma forma da realidade transformar-se em irrealidade." (Resumo do livro, site Net Saber, sem autoria)

Agora vamos rir um pouco com um episódio do Chaves/Chapolim, com o Dom Quixote e seu amigo Sancho Pança:







E então, reconheceu alguém? Ou mais de uma pessoa? Eu sim.
E você, já lutou contra moinhos de vento? Eu também já fiz isso. 

Acho que todos fazemos algo semelhante na vida. A diferença fica entre os que passam viver a realidade, e os que vivem na ilusão.

Beijos.

26/02/2012

Meu novo Projeto !!!

| |
Ufa, que semana! Minha casa estava uma zona depois do acampamento. Tanta roupa pra lavar, calçados, etc... Ainda bem que sempre guardamos a barraca limpa, limpamos lá no acampamento mesmo, para não ter o trabalho de limpar em casa. E como só choveu uma noite, não sujou muito. Mas correu tudo bem! Algumas preocupações na semana, mas quem não tem? Mas vamos direto ao assunto: vim falar do tal projeto do qual já faço propaganda há tempos.


Sim, um blog novo. Eu não gosto muito de mistureba, sabe? Mesmo que esse blog fale um pouco de tudo, ele fala mais de MIM que qualquer outra coisa. Quando estava prestes a me casar fiz um blog sobre o casamento (no qual ainda posto, mesmo que não com tanta frequência, porque tenho muitos leitores fiéis). E sempre quis um blog de culinária. 

No ano passado aprimorei bastante esse meu "dom" e agora acho que já estou pronta para dar esse passo. Aliás, já estou pronta há tempos, mas passei um tempo dando uma força para uma pessoa com seu blog, nessa mesma área, então agora que já ensinei tudo o que ela precisava, e o blog tá lá, bonitão, e andando com suas próprias pernas, chegou a minha vez.

Não posso dizer que farei concorrência com outros blogs de culinária, porque quero dar um trato diferenciado a esse. Não quero aquela coisa de sempre, de jogar lá os ingredientes e um modo de fazer e tchau. Eu gosto de ensinar o passo a passo, tocar a receita como se fosse uma prosa bem boa. Professora né? Hahahahaha... É bem um bê-à-bá culinário, aquelas receitas esmiuçadinhas para quem ainda não sabe muito bem como se comportar na frente do fogão.

Então eu apresento a vocês o blog ABC da Cozinha.


Ele já tem uma fanpage no Facebook AQUI que, se vocês curtirem, vou ficar muito feliz!
E tem um perfil no Twitter AQUI para compartilhar as receitas na rede.
Também temos um e-mail de contato: contato@abcdacozinha.com

Além de receitas, indicações de produtos e coisas legais referentes à culinária que eu compartilharei com vocês, ainda tem um espacinho para fotos dos pratos preparados, ou de pratos bacanas que eu fotografar (e vocês podem mandar aquela foto supimpa do almoço de domingo, hein?) na Galeria Culinária, uma Tabela de equivalência de pesos e medidas para a hora em que pintar aquela dúvida, e um lugar onde colocarei os Blogs Culinários de que mais gosto.

Acho que vai ser legal, mas mais legal ainda seria ter vocês por lá também! ^^

Beijão!

23/02/2012

Acampamento - Voltei!

| |
Então, voltei do Acampamento de Verão em Santa Bárbara do Sul. Acho que já fazem uns 9 anos que acampo ininterruptamente. Fora esses 9 anos, já acampei várias outras vezes, mas eventualmente "falhava" algum ano.

Gosto demais de lá. É uma área de camping bem organizada, com banheiros, chuveiros, caixa d'água, luz elétrica e tudo o mais. Este ano creio que tivemos umas 500 pessoas acampadas ali, todas em barracas, muito bacana. O melhor de tudo é que, mesmo com todo esse povo, não é necessária segurança extra nas barracas, ninguém mexe, não há casos de roubos, nem nada do tipo. Povo bom esse.

A alimentação também é um ponto alto, pois se prima pela alimentação o mais saudável possível, diminuindo ao máximo até o consumo de carne. Meu marido e sogra organizaram a cozinha de Santo Ângelo (e várias pessoas de outras cidades almoçaram conosco, já que a comida é boa e o preço ótimo), e foi uma delícia! NO desjejum, pão, geléias (aqui chamamos de schmier, rs), manteiga, granola, leite puro, com aveia, achocolatado, iogurtes, uma delícia.  No almoço, no mínimo 3 tipos de salada (grão de bico, feijão branco, soja, repolho, tomate, cenoura, beterraba, alface, couve, etc, etc, etc), opções de lentilha ou feijão (fui de lentilha todos os dias) e os pratos principais bem variados. Para suprir a necessidade de proteína, além dos feijões, grão de bico e soja, havia sempre molho com PVT (proteína vegetal texturizada). Tudo bem balanceado. À noite lanches, como cachorro-quente, hamburguer (com ovo pra substituir a carne), mini pizza, etc. Não dá pra fazer coisa muito leve porque o povo funciona o dia todo e a essa hora está morto de fome. O resultado é que me joguei de corpo e alma nas saladas e emagreci 2Kgs nesses dias, e sem passar fome MESMO, comendo super bem! 

Lá há atividades o dia todo para quem quiser, e quem quiser ficar parado, sentado, conversando, também pode! Tivemos a Gincana das Cores, onde todos foram divididos em equipes, foi muito bacana! Torneio de vôlei de areia e futebol, e no vôlei Santo Ângelo ganhou mais uma vez! A disputa todos os anos acaba ficando entre Santo Ângelo e São Borja que tem um timaço. Eventualmente algum outro time, mas a final quase sempre fica entre essas duas cidades. Não lembro de onde veio todo o povo, lembro de algumas cidades, tipo, Santa Rosa, Santo Ângelo, Palmeira das Missões, São Borja, Ijuí, Erechim, Cruz Alta, Sarandi, Lajeado do Bugre, Passo Fundo, Carazinho, Seberi, Panambi e não lembro mais, rs.

Também houveram momentos de meditação, mensagens religiosas, musicais, programas humorísticos à noite e brincadeiras de roda entre os jovens, que chamamos de "social", muito bacana. 

Lembram que eu estava toda ressabiada por conta do meu peso? Pois lá foi super tranquilo no final das contas. Só não esperem ver foto minha, hahahahaha! 

A parte triste foi a despedida da minha sobrinha linda. Meus cunhados foram embora para São Paulo, e se despediram no último dia de acampamento. Foi uma choradeira só, nossa. E ela abraçada em mim dizia: "Eu não vou largar a minha tiazinha que eu amo! Vou te agarrar e te levar comigo! Não vou te largar nunca mais!" E eu me acabava né. Já estou com uma saudade monstra da minha princesa.

Bom, abaixo seguem algumas fotos do acampamento, que eu tirei, o marido, alguns amigos e do site da Missão Ocidental Sul Riograndense, organizadora do evento.

 O chamado "Fogo do Conselho", tradição indígena que se repete a cada acampamento, com mensagens para reflexão.


 Caio fazendo pose com o óculos da Tiffany. Esse gurizinho é uma figura!!!

Gincana das Cores, prova do Cabo de Guerra. 

 Time de Santo Ângelo detonando no vôlei de areia.

 Timaço recebendo o troféu de CAMPEÃO!!!


 Robson todo empolgado com o troféu!

 Comemoração após a final!

 Momentos de reflexão e oração. Flávio no destaque.

À noite, o pessoal concentrado, jogando Monopholy. Danielle levando um lava, rs.

 Mais uma pose do timão.

 Lauren, minha sobrinha, na hora da despedida, sem graça por conta das fotos. Ainda bem que só aparece meu nariz, porque já estava toda vermelha de tanto chorar, rs.


 Danny (minha irmãzinha), Gui e Carlão concentrados no jogo.

 Bom, era isso pessoal.

Beijão!

18/02/2012

Acampamento - Fuga do Carnaval

| |
*esta é uma postagem programada


Imagem: We Hear It


Quando vocês estiverem lendo este post, provavelmente já estarei "velha" na área de Camping para a qual vou, em Sta Bárbara o Sul. Todos os anos venho para cá, fugir do Carnaval. É uma área de camping que fica  paralela à BR, bem bacana, tem uma estrutura legalzinha, banheiros bons, com chuveiros, luz elétrica, etc e talz. Eu odeio Carnaval, por isso vou pra lá todos os anos, fugir dessa loucuragem. Não farei um post com os motivos que me fazem detestar o Carnaval, por serem óbvios, e porque não pretendo me indispôr com ninguém nesse momento, pois posso falar algo e ser mal interpretada. Enfim.

É acampamento mesmo, com barraca e talz. Mas como faço isso há anos, posso dizer que é muito simples, e até mesmo confortável. Basta escolher um local embaixo das árvores (no caso de chuva, as árvores evitam que a chuva caia inclinada sobre a barraca, molhando-a), que não fique em um declive para evitar possíveis enxurradas, levar lona para reforçar a impermeabilização da barraca... Também tenho uma barraca bastante espaçosa, uma iglu (modelo mais fácil de montar e mais confortável) para 5 pessoas, onde só ficamos meu marido e eu, rs. Levamos colchão inflável, que ocupa pouco espaço e garante um sono ótimo. Por ser afastado da cidade, e a cobertura de celulares por aqui fora das cidades é uma porcaria, lá na área de acampamento não pega sinal de celular. Tem que subir um morrinho lá pra tentar falar com alguém de modo bem precário, mas isso ajuda no "retiro", rs.

Com relação a animais: cobras, lagartos eventualmente podem aparecer sim. Mas basta manter a barraca fechada e não há perigo. Mosquitos? Repelente em spray, preferencialmente da marca Repelex, que é o que mais funciona pra mim. Há cozinhas, então a alimentação é garantida, pagamos um preço bacana e não precisamos nos preocupar com comida. Na verdade passei a semana correndo em função disso, minha sogra e meu marido estão organizando a alimentação para umas 100 pessoas, e eu fui fazer as pesquisas de preços e compras na quarta-feira, estou moída.

É um ambiente bem gostoso, com mensagens cristãs pela manhã e à noite, relaxante, há jogos, gincanas, alimentação o mais saudável possível e tudo o mais. Vale a pena mesmo.

Confesso que o stress deste ano ficará por conta do meu peso. Há muita gente que só vejo nessa época do ano (muitas pessoas de várias cidades acampam em Sta Bárbara do Sul todos os anos, basicamente as mesmas e sempre um grupo novo aqui e acolá), e eu com certeza ficarei envergonhada em desfilar as graxas por lá. Estava bem "menos gorda" no acampamento passado, e isso pode surpreender alguns e ai, nem quero mais pensar que já fico pra baixo. Tenho a maldita mania de me preocupar com o que os outros vão pensar. Eu adoro ir, mas esse ano não queria ir MESMO. Mas marido gosta muito, vai desde criança, a família dele também,e vou levar minha irmãzinha. Então cedi em favor dos outros, e vamos lá.

Beijos para vocês e um bom descanso a todos!

16/02/2012

Compras

| |
Imagem: We Heart It

Quando estava passando uns dias na casa dos meus pais, fomos a Sarandi, cidade vizinha onde aluguei meu vestido de noiva. Lá tem uns shoppings muito bons para se comprar roupas boas e com preços amigos. 

Dessa vez não me senti tão péssima porque de fato haviam roupas do meu tamanho, com bom caimento, e que ficaram bacanas. O triste ficou por conta de ter que comprar roupas num tamanho tão acima do que eu acho aceitável pra mim. 

Mas nessa "compração" de roupas, experimentei várias e me dei conta do óbvio: eu pareço menos gorda em roupas menos largas. Porque eu sou peitudona, e qualquer roupa mais larga logo traz a ilusão de que minha barriga está ainda maior do que na realidade. Então uma roupa de bom caimento, mais ajustada (ajustada, não justa) ao corpo dá um efeito bem melhor. E também descobri as delicinhas dos coletes, aqueles de tecido fluido, mais soltinho.

Então posso dizer que a experiência desta vez não foi tão traumática. Mas ainda sim não foi bacana, uma vez que algumas roupas caíram tão mal e me fizeram parecer tão mais gorda do que já estou que a moral obviamente caiu lá embaixo. Mas pelo menos não saí de lá querendo o suicídio.

Quero agradecer a todos os comentários no post anterior, vi que não estou só, nem maluca, rs, rs... Estou numa correria doida esta semana, então não prometo responder nada antes do Natal, mas quero retribuir cada um!

Beijão!

P.S.: meu pai estará entrando na sala de cirurgia hoje, vai acabar com umas pedras, não sei se as dos rins, ou da vesícula ainda, mas é por aí. Videolaparoscopia, mais tranquilo, mas sempre tem seus riscos. Quem puder erguer um pensamentozinho, uma oração por ele hoje, eu agradeço!

12/02/2012

Dos sonhos que se tem

| |

Essa noite sonhei que eu tinha um nenêzinho. Gente, há quase um ano, sonho com isso no mínimo duas vezes por semana. Eu, que há uns anos atrás nem pretendia pôr um filho nesse mundo doido. E confesso que estou escrevendo isso, na quarta frase do texto recém, me engasgando pra não chorar do lado da minha irmãzinha, hahahahahaha!

Alguém explica como isso acontece? Porque isso acontece? Eu nunca entendi muito dessa história de que o "relógio biológico" desperta, mas agora posso dizer que desperta sim. E ele não desperta com musiquinha calma, ele berra no ouvido da gente!!!

Eu ainda não posso ter um filho, porque como disse, estou MUITO acima do peso, como nunca estive antes, e isso seria ruim até para a minha saúde, e a do bebê. E eu quero uma gravidez tranquila e serena. É ruim essa sensação de querer muito algo e não poder ter. E agora nem é mais pela questão financeira, porque está tudo tranquilo. É questão de saúde mesmo. 

Quem entende a cabeça da gente? Quem entende o corpo? Quem entende a vida? Eu, definitivamente, não entendo. Pra vocês terem ideia de como isso está gritando em mim, analisem os livros que comprei em uma promo no Submarino há cerca de um mês:


Ruborizei-me neste momento. Hahahahaha... O que está acontecendo comigo gente? Alguém aí, que tem filhos, me explica: foi assim mesmo com vocês quando decidiram ter filhos? Porque eu não estou me entendendo, rs... Acordar tão emocionada, e com tanta vontade por um sonho. Recorrente, claro, mas um sonho. 

O bom disso é que estou mais focada do que nunca em perder peso. 

Tenho que contar três coisas pra vocês:
  • Do meu projeto novo
  • Da minha ida à Sarandi para comprar roupas
  • Do acampamento de Carnaval
Mas isso fica pra próxima, que não quero mais posts grandes.  

Mas quero MUITO a opinião de vocês sobre este assunto, "relógio biológico", porque nunca me senti assim, e não lembro de alguém próximo ou que eu conheça ter sentido algo assim. Alguém já sentiu? Sabe de alguém que passou por isso? E quem é nova, solteira e sem filhos, acha que um dia vai passar por isso? Eu nunca imaginei que ser mãe seria algo tão GRITANTE pra mim, agora só digo algo: me rendo.

Beijos!

08/02/2012

Pausa para brincar de ~ Barbie ~

| |
Ai, não resisti a fazer um post sobre. Que menina quando era criança não babava nas Barbies? Lembro que meu sonho era pedir uma coleção da Barbie na "Porta da Esperança", antigo programa do Silvio Santos, hahahahaha! Vi várias meninas ganharem e eu bem queria um dia ter ido lá, rs. Mas enfim... Hoje, vagueando pela net, encontrei essas imagens, em um álbum virtual de uma garota chamada Yana Yatskovskaya, russa. Meu forte não é tradução, e nem o Google Tradutor me ajudou muito, rs. Imagino que as fotos sejam de sua autoria. Bom, sem trololó, vejam o glamour das Barbies:

 












Dá pra ver mais trabalhos dela no álbum virtual AQUI. E aí, gostaram? Eu já queria todas, hahaha!


Beijos.

07/02/2012

Sobre a Chia

| |
Esses dias falei que estava usando chia. E curtindo os resultados. Bom, vamos ver como começou essa história.

Sempre estou lendo essas revistas sobre saúde. E essas revistocas tipo "Ana Maria", "Sou + Eu", etc. Coisinha barata de banca, mas que sempre tem umas coisas bacanas. E uma dessas foi uma materiazinha sobre a chia. Mais um dos "supergrãos" descobertos. 

A composição da chia, segundo minhas pesquisas (que irão no rodapé do post):
  • ômega 3 (mais do que há na linhaça)
  • fibras
  • cálcio
  • magnésio
  • potássio
  • proteínas
O que se diz sobre ela (e que aguçou minha vontade de usá-la, logicamente):

  • aumenta saciedade
  • combate inflamação
  • desintoxica
  • auxilia na redução do colesterol
  • controla a glicemia
  • ajuda na formação óssea
  • previne o envelhecimento precoce
  • aumenta a imunidade
Bacana hein? Dá para usá-la em shakes, omeletes, saladas, sucos, etc... O bacana é usar no máximo duas colheres de sopa por dia, se o objetivo for emagrecer, porque a semente é super nutritiva, mas beeeem calórica. E ninguém quer dar bobeira né? Então é bom usar antes das refeições que te dão mais fome. Meia hora antes. Eu ão tenho problema em sentir fome pela manhã. Meu problema começa à tardinha. Uso meia colher de sopa antes do almoço, e antes do jantar. Meia hora antes. Segundo o que dizem, ela vira um gelzinho no estômago que ajuda a preencher o bonito. E por isso, recomendo escovar bem os dentes depois de ingerir a chia, porque no que ela umedece, já começa a criar uma "golesminha" em volta, um gelzinho mesmo, e gruda bacana nos dentes.

Além de tudo, achei a chia lindinha gente! Sério, hahahahahaha! Ela parece um feijão daqueles malhadinhos, só que minúsculo, claro. Olhem só:


Pelo meu dedão à esquerda vocês podem perceber o quanto a chia é miudinha. O que eu percebi nessas 3 semanas de uso? Realmente ela aumenta a saciedade. Na hora de comer você já está praticamente satisfeita e acaba comendo bem menos. Sinceramente, acho que esses 2Kg que perdi posso creditar à ela, porque senti maior diferença agora, nesses dias. A barriga parece ter dado uma murchada. Vamos aguardar.

Importante: beba muita água. Toda alimentação com aumento da ingestão de fibras precisa de muita água, para o bom andamento do trânsito intestinal. Se beber pouca água meu bem, "entope" tudo, rs... Então abra o olho.

03/02/2012

Condicionador de ar X Climatizador

| |
Então, a questão do climatizador aguçou a curiosidade de muitos. Já estou com ele há mais de uma semana, já passei por dias MUITO quentes e já posso dar meu parecer. Primeiramente, precisamos deixar bem claro que um climatizador e um condicionador de ar têm funções bastante distintas, o que faz com que tenham uma boa diferença de preços e resultados. Primeiro vou falar um pouco das características de cada um, e depois dou meu parecer, certo?

Condicionador de ar


Os condicionadores de ar resfriam o ambiente, podendo fazê-lo grandes espaços, dependendo de sua potência. A maioria deles necessita de instalação interna/externa, seja por meio de "janelas", ou por meio de "tubos". Existem modelos portáteis, que por tal características, tornam-se menos eficientes. A maioria possui temperatura quente/frio e podem ser utilizados tanto no verão quanto no inverno. Têm tendência a deixar o ar ambiente mais seco. Gastam bastante energia elétrica e, caso não sejam portáteis, não podem ser movidos de lugar sem uma nova instalação. 

Climatizador


Refresca o ambiente, regulando a umidade do ar. Dependendo do local onde está instalado pode baixar em até 12ºC a temperatura ambiente. É mais eficiente quando utilizado em espaços menores, e não necessita de instalação, acompanha rodinhas para seu deslocamento. Pode ter opção quente/frio, mas a maioria vêm apenas com a opção fria. Gasta até 90% menos energia elétrica que um condicionador de ar, sendo considerado ecologicamente correto por este fator. 


Minha opinião




Na questão do preço, o climatizador ganha com uma larga vantagem do condicionador de ar. O meu é esse modelo aí acima (Nell), e paguei R$210,00 à vista com frete grátis no Magazine Luiza. Mas eles parcelam super bacana e sem juros (dependendo da quantidade de parcelas). 

É muito prático, posso levá-lo para qualquer cômodo da casa. Com relação a resfriar: essa é a grande diferença entre climatizador e condicionador de ar. O climatizador REFRESCA e UMIDIFICA o meio ambiente. O condicionador de ar, gela mesmo. Na questão de resfriamento, o condicionador ganha, porque deixa o ambiente frio mesmo. O climatizador apenas refresca. 

E aqui quero fazer alguns "adendos". Foram poucos dias de uso ainda, mas já desenvolvemos uns "macetes" para a questão da refrigeração melhorar. Na parte traseira, o climatizador vem com um recipiente acoplado, que deve ser enchido de água e posto nele duas "garrafinhas" achatadinhas que devem estar congeladas. A primeira dica é não esquecer de congelar essas duas garrafinhas. Com a água do compartimento fria, a sensação térmica melhora muito, refresca CONSIDERAVELMENTE. Um macete que adotamos aqui foi, além das garrafinhas congeladas, encher o recipiente com água gelada também. Isso ajuda DEMAIS. O ar que ventila dele, além de devidamente umidificado, sai geladinho mesmo, uma delícia.  Essa água do recipiente dura entre 4 e 6 horas, dependendo da umidade relativa do ar (em dias mais secos, dura menos), então o aparelho emite um aviso e a umidificação deve ser desligada, ou o recipiente preenchido com mais água. Normalmente eu só desligo o umidificador e prossigo no sono (ele vem com controle remoto), pois o ar já está climatizado, e a ventilação dá conta do recado. 

Com relação à eficiência energética, o manual do aparelho diz que ele gasta o equivalente a uma lâmpada de 60W (não daquelas econômicas, lógico), mas ainda não pude afirmar se confere, pois preciso que vire o mês para balancear o gasto de luz e dar um parecer mais definitivo. Vamos ver.

Comprei o climatizador bem consciente do resultado que teria. Pesquisei muito sobre as diferenças entre um e outro e sobre a eficiência de cada marca. Por isso não comprei um Cônsul, ou outra marca renomada: as recomendações que encontrei pela internet favoreciam esta marca, Nell, ainda que desconhecida. Se quiserem conferir, basta pesquisarem também. 

Enfim, estou bem satisfeita. Claro que eu ADORO passar frio mesmo, então um condicionador de ar me agradaria muito. Por outro lado, o financeiro me fez optar pelo climatizador, e estou gostando MUITO, pois tem tornado as noites muito mais amenas, e o melhor é que, como tenho asma e rinite, não tenho as crises frequentes que tenho quando durmo em um ambiente com condicionador de ar, graças à umidificação do ar. 

Então digo o seguinte: se você está com uma graninha sobrando (aparelho + instalação), e não tem problemas respiratórios, invista num condicionador de ar. Se a grana está curta, não quer gastar, ou tem problemas mais sérios com asma e rinite, ou outras alergias respiratórias, um climatizador cai muito bem. Lembrando que quando mais seco for o clima, maior o efeito de climatização dele. 

Enfim, acho que é isso, espero que ajude!

Beijão!

02/02/2012

Já contei?

| |
Imagem: Flickr Diego


Já contei para vocês que estou de férias?
E que vou passar uns dias na casa dos meus pais?
E que perdi 2Kg esse mês?
E que estou usando a chia e gostando dos resultados?
E que pretendo fazer mais um blog?
E que quero a coleção de panelas da Caras?


Bom, tenho um monte de coisas pra contar, aguardem. Bjs.