16/02/2012

Compras

| |
Imagem: We Heart It

Quando estava passando uns dias na casa dos meus pais, fomos a Sarandi, cidade vizinha onde aluguei meu vestido de noiva. Lá tem uns shoppings muito bons para se comprar roupas boas e com preços amigos. 

Dessa vez não me senti tão péssima porque de fato haviam roupas do meu tamanho, com bom caimento, e que ficaram bacanas. O triste ficou por conta de ter que comprar roupas num tamanho tão acima do que eu acho aceitável pra mim. 

Mas nessa "compração" de roupas, experimentei várias e me dei conta do óbvio: eu pareço menos gorda em roupas menos largas. Porque eu sou peitudona, e qualquer roupa mais larga logo traz a ilusão de que minha barriga está ainda maior do que na realidade. Então uma roupa de bom caimento, mais ajustada (ajustada, não justa) ao corpo dá um efeito bem melhor. E também descobri as delicinhas dos coletes, aqueles de tecido fluido, mais soltinho.

Então posso dizer que a experiência desta vez não foi tão traumática. Mas ainda sim não foi bacana, uma vez que algumas roupas caíram tão mal e me fizeram parecer tão mais gorda do que já estou que a moral obviamente caiu lá embaixo. Mas pelo menos não saí de lá querendo o suicídio.

Quero agradecer a todos os comentários no post anterior, vi que não estou só, nem maluca, rs, rs... Estou numa correria doida esta semana, então não prometo responder nada antes do Natal, mas quero retribuir cada um!

Beijão!

P.S.: meu pai estará entrando na sala de cirurgia hoje, vai acabar com umas pedras, não sei se as dos rins, ou da vesícula ainda, mas é por aí. Videolaparoscopia, mais tranquilo, mas sempre tem seus riscos. Quem puder erguer um pensamentozinho, uma oração por ele hoje, eu agradeço!
Comentário(s)
Comentário(s)