29/04/2012

Para a @dannyforts

| |


Dia 30 de abril. O dia que essa princesinha deu o ar da graça nesse mundão. E agora já se vão 13 anos desde esse dia. Lembro que quando minha mãe me disse que pensava estar grávida, foi algo meio surreal, parecia impossível, eu já tinha meus 16 anos (15 quando ela descobriu a gravidez), o meu irmão mais novo tinha seus 14. Então veio a confirmação da gravidez. Teríamos sim, mais um membro na família.

Não lembro exatamente em que mês a mãe fez o exame para descobrir o sexo do bebê, mas sei que a danada se escondeu até a barriga estar bem grandona. E eu encasquetei que era um menino. Conversava com a barriga de mamis chamando o serzinho de "cidadão". Mas era uma menina. Sugeri o nome Danielle. Não colou. Decidiram que se chamaria Débora. 

No dia do nascimento dela, lembro do meu nervoso. A cesariana estava marcada para as 11 horas, e eu tinha prova exatamente nesse horário, então fui obrigada a ir à aula (a mais comprida da história), e ficar até o último período, para fazer a prova mais rápida a minha vida, hahahaha... Corri para o hospital, que era perto da escola onde eu estudava e fiquei aguardando... Depois de um bom tempo (eu nem sabia onde meu pai estava), vi meu psi aos prantos com um embrulhinho cor de rosa nos braços, todo babão e emocionado. Coisa mais linda nossa nenê! E aí ele me falou que quando a mãe viu a carinha dela, na hora decidiu escolher o nome de Danielle. AMEI.

Porque, a partir dali, ela sempre foi um pouco minha também. Nasceu com uma manchinha vermelha bem na ponta do nariz, e cabeludona! O cabelo não caiu. Quando a licença da mãe terminou, nosso esquema era o seguinte: eu estudava pela manhã, e minha mãe pegava no trabalho das 12h às 18h, horário corrido, então o pai trazia ela pro trabalho (que era onde eu estudava) e já me levava, e quem cuidava da Danny de tarde era eu. Foi assim por muito tempo, muitos anos. A tarde a Danny sempre foi minha. Aprendi a dar mamadeira, alimentar, trocar fraldas, pôr para dormir, medicar, acalmar a cólica quando vinha... Fui meio mãe dessa danada. Estava junto quando ela deu os primeiros passinhos, quando falou as primeiras palavrinhas... Era eu que soletrava sílaba a sílaba a palavra MA CAR RÃO, que ela insistia em chamar de "gamarrão", até ela falar direitinho, e assim foi com muita coisa. Lembro de embalar ela, ainda nenê no colo,  cantava pra ela dormir, e era eu parar de cantar que ela já resmungava, só quando pegava profundamente no sono é que eu podia colocar a danada no berço, rs.

Quando meus pais mudaram para o interior, e eu havia concluído o ensino médio, e ainda estava desempregada, eu que cuidava da casa e dela, levava ela pra passear no parquinho, pra vacinar, dava comida, banho... E enchia o cabelo dela de enfeites, hahahahaha!

Quando eu dava aulas pra primeira série, ela vivia encantada com as folhinhas de exercícios que eu preparava para os meus alunos. Sempre foi muito curiosa e metida a estudar, tanto que com 3 anos ganhou a primeira mochila de rodinhas, sem nem ir à creche nem nada, rs. Insistia para que eu ensinasse as letras pra ela. Eu ensinava apenas os sons, pois ela era muito nova, não ensinava a "juntar" e formas sílabas. Mas a danada esperta entendeu o mistério da coisa e, pra resumir, aos 4 anos já sabia ler e escrever as primeiras palavras.

Essa minha neguinha é um amor, nosso xodó. Além de irmã (e meio filha minha), ainda me confidencia tudo na vida dela, me obedece (eu mando mesmo, ela até diz que sou mais chata que minha mãe às vezes, rs) mesmo longe. Morro de saudade dessa linda. E fica toda boba quando vou visitá-la, toda feliz, falante. Na sexta-feira andava com meus sapatos pra lá e pra cá, do mesmo jeito que fazia quando tinha 2 aninhos, rs.

Minha linda, que Deus abençõe esse teu dia. Que te dê muitos anos mais de vida, e que tu continue sendo essa guria querida, alegre e linda que tu é. Tuas amigas te mostraram, no sábado, com aquela homenagem linda, como te querem bem, e não é sem motivo.

Tu é especial demais. Que Deus ilumine teus caminhos e esteja sempre ao teu lado realizando teus sonhos. Sempre estarei aqui para o que tu precisar. Te amo, te amo, e te amo! Beijão!

27/04/2012

Dieta, astigmatismo etc e tal.

| |
Imagem DAQUI.


Segunda semana de dieta. Sabem que estou indo super bem? Não vou dizer que está perfeito, porque ainda falta muito pra eu voltar a beber água o suficiente, e no inverno tenho menos sede ainda. Na quarta-feira fui à oftalmologista e, na volta, meu marido comprou um pacotão de Cebolitos. Comi. Ontem ganhei um chocolate. Comi. Barrinha pequena, mas comi. Dois deslizes em dois dias, chega né? Já senti que meu sono piorou com esses dois simples deslizes, o que comprova ainda mais que meus problemas para dormir vinham da minha má alimentação. E, pasmem! Eu nem a achava ruim. Pra verem a que ponto de negação a gente chega. Mas no mais ta tudo ok. Tenho fotografado praticamente todos os almoços e jantares, não fotografo o desjejum de pura preguiça, como devagar, mas meio dormindo ainda, rs.

Então, sobre a visita à oftalmologista. Há tempos eu vinha querendo uma consulta, tenho tido dores de cabeça e percebi que minha visão está muito ruim. Já que meu marido precisava fazer uma revisão, aproveitei e marquei consulta no mesmo dia. Muito bem. A Dra. Luciana Frizon é uma excelente oftalmologista. Resolveu definitivamente os problemas do meu marido com uma solução muito simples, que outro dia conto com detalhes. E cheguei lá, fiz o exame pré-consulta. Péssimo. Entrei para a consulta e ela achou que meu grau de miopia havia aumentado muito em relação ao grau dos óculos, e pediu mais dois exames que fiz lá na clínica mesmo, já que ela possui todos os aparelhos. Meio doida essa coisa de dilatar a pupila, nunca havia feito. Mais doida ainda a anestesia no olho para um exame. Me dá agonia mexer nos olhos, imagina meu nervoso com a menina cutucando meu olho com um treco, rs. Mas foi super tranquilo, a menina que fez os exames foi muito delicada, dor zero, bacana. Voltei à consulta e a conclusão foi: primeiro, que meus óculos estavam MUITO desatualizados. No olho esquerdo o óculos era para 0,25 graus de miopia e no direito para 0,75. E estou com 2 graus de miopia no olho direito e 1,25 no direito. Boa diferença, hein? Agora vem o interessante: o astigmatismo. Um grau bem altinho que o oftalmologista anterior simplesmente não percebeu. Eu nunca enxergaria direito com óculos apenas para a miopia. 2 graus de astigmatismo no olho esquerdo e 0,50 no direito. Isso meio me "revoltou", mas eu já estava preparada para, já que meu irmão usava óculos receitado pelo mesmo oftalmologista que eu, enxergando super mal e ao fazer uma consulta em Joinville, descobriu o astigmatismo também. Então já fui imaginando que o mesmo poderia acontecer comigo. E PIMBA! Agora ele enxerga super bem e comigo será o mesmo. Ainda não mandei fazer as lentes novas, vou apenas trocar as lentes e ficar com a mesma armação, porque a armação que quero mesmo nem tem aqui, então vou esperar antes de fazer as definitivas. No mais meu olho tá lindo e tal, os exames foram pra detectar um possível ceratocone ou alguma anomalia, mas não, estava tudo certinho, lindo. Ufa!

Daqui a pouco irei para palmeira, minha irmã estará de aniversário dia 30, e vai fazer festinha no FDS, então estarei lá. Mas volto domingo, quem falou em feriadão? Trabalharei na segunda-feira, normalmente. 

Sei lá, não estou a fim de viajar, estou com um "sentimento" ruim, estranho. mas eu nem posso confiar muito nesses meus "pressentimentos", já que muitas vezes eles não passavam de sintomas da minha própria ansiedade. Só não sei ansiedade a que, já que hoje o dia até que está tranquilo. Com MUITO trabalho, mas nada que eu não dê conta.

Bom, um ótimo final de semana a todos. Não visitei ninguém, poder me encher, me enrolei, fiz um monte de outras coisas, e isso que é bom, nada. Falha minha, peço desculpas.


Beijo!

22/04/2012

1 semana na linha

| |
Imagem DAQUI.
Primeira semana da nova dieta. Tudo correndo bem, relativamente tranquilo. Em alguns dias senti mais vontade de comer doces, mas por hora vou levando com uma gelatina ou fruta docinha. Não está sendo facílimo, mas não está nem perto da dificuldade que imaginei ter. E já vejo mudanças.

Minha barriga está "murchando", não me sinto mais "estufada", a azia sumiu por completo, as dores de estômago também e, pasmem, tenho dormido muito melhor. Fazem uns 4 dias que o sono chega por volta das 22, 23h, e quando decido dormir, encosto a cabeça no travesseiro e durmo. Antes ficava rolando mais de hora pela cama até capotar. E pela manhã me sinto mais descansada.

No final de semana minha alimentação foi bem ruinzinha, não pelo excesso de calorias, mas pela falta de qualidade. Almoço na sogra sábado e domingo. Sábado tinha macarrão com filé e muito pouca salada. Pouca MESMO, eles não têm o hábito de comer bastante salada. Tipo, comi umas 3 folhas de alface e umas 3 rodelas de tomate. Aí fiquei azul de fome, cheguei em casa e comi uma gelatina para aliviar. Hoje, churrasco e arroz. Bom pela carne, magrinha. Mas cadê salada de novo? Aí pensei, eles não têm obrigação de preparar nada especial por mim. Mas eu não tenho também que me alimentar mal porque eles se alimentam assim. Então, nas próximas vezes, darei um jeito de levar a salada. 

Parei de tomar líquidos nas refeições e tenho mastigado a comida com mais calma. Aos poucos vou melhorando nisso. Na quinta pela manhã, acordei cheia de bolinhas na barriga, pernas e braços. Coçando demais. Algum tipo de alergia. Durante o dia deu uma melhorada. À noite, a alergia voltou com tudo, muitas bolinhas, quase "emendando" uma na outra, muita coceira. Tomei um antialérgico forte e capotei. Na sexta-feira fui trabalhar grogue de sono e ainda com várias bolinhas e um bom tanto de coceira, mas no decorrer do dia foi aliviando. Não fui ao médico, e ainda não tenho ideia do que foi isso. Enfim, espero que não volte a acontecer.

Ah, fiz prova para o Concurso do Magistério na semana passada. Sempre me dou bem em Língua Portuguesa e Legislação, mas a parte específica que trata dos filósofos da educação me deu um nó. Alguns eu não conhecia, tive pouco tempo de estudar. Culpa minha pois deixei para o último mês, e surgiu muito trabalho "por fora", acabei estudando muito pouco. Ontem peguei o gabarito, na hora de corrigir eu tremia, chegava a suar frio. Mas PASSEI! E fui bem até gente! Acertei cerca de 73, 74% da prova. Queria uma média melhor, mas ainda temos as provas de títulos e essa nota vai melhorar um pouquinho. VAMOS VER. Passar é uma coisa, ser nomeado é outra, aguardemos.

Bom, quero tirar um tempinho para visitar vocês, agradecer todo esse carinho enorme que só me dá força! Uma linda semana a todos!


Beijos!

14/04/2012

Primeiros dias de dieta

| |
Imagem: arquivo pessoal.

Então, tão logo recebi a dieta da nutricionista, já pus em prática. Comecei numa sexta-feira mesmo. A princípio achei o cardápio meio confuso, pois veio um "modelo" de cardápio em uma página, e a tabela de substituições em outra. Mas então, como eu queria postar no blog, ao digitar fui colocando as substituições lado a lado e ele foi se tornando beeem mais "possível". O único doce liberado é a gelatina light. Duas porções por dia. Aí eu fiquei meio na dúvida, porque comprei gelatina ZERO, que tem tipo, 1/4 das calorias da light, será que eu poderia comer mais? Ó a cabeça de gorda, hahahahaha! E estranhei ela não acrescentar o feijão no cardápio-modelo e ele constar nas substituições, mas num grupo que meio não aparece no cardápio-modelo, vou ver isso com ela, onde ele se encaixaria, eu amo feijão gente, é sacanagem, hahahaha! 

Bom, por hora está bem tranquilo. O prato acima foi do almoço de hoje. Tenho procurado fotografar as refeições e postar pelo Instagram (quem tiver um, me segue lá é /dennybaptista ). Só esqueci do almoço de ontem, porque foi muito corrido. Como vocês podem ver o feijãozinho tá ali, rs. 

Estou usando uma sanduicheira/grill pra grelhar as carnes, ficou muito bom, temperei com bastante um daqueles mix de alho/salsinha/manjericão secos, e um pouco de sal light. A propósito, eu achava que não encontraria sal light aqui, mas encontrei na primeira prateleira onde procurei, rs. É tipo, 4 vezes o preço do sal normal, mas como sal é algo que já diminuímos bastante aqui em casa, e dura bastante, vale a pena fazer a substituição permanente. Ele vem com 50% menos sódio que o normal, e também é iodado, então tá bacana. Li numa revista que o ideal era começar a usar sal light e normal meio a meia até acostumar. Eu, sinceramente, não vi diferença de sabor entre um e outro, já usei sal light totalmente e pra mim está ótimo.

Também quero fazer a troca do óleo de soja pelo de canola ou girassol. Hoje fiz o almoço totalmente sem óleo e com o sal light, ficou uma delícia. Vai fazer bem para o marido também. Bastante salada, legumes refogadinhos. Costumo usar bastante temperos, como salsa, cebolinha, manjericão, manjerona, orégano, etc, ajudam a dar mais sabor e a diminuir o uso do sal.

Outra coisa que estou melhorando é a mastigação. Mastigar bem devagar, e bastante mastigações. Olha, não tá fácil, hahahahaha! Mastigo, mastigo, mastigo, rumino, a comida parece que já vai indo lá pra goela no começo, ô mania infeliz de engolir a bóia sem mastigar direito! Mas nos últimos dias meu estômago andava meio revoltado, hoje comi bem devagar e mastiguei bastante o almoço e senti que ele gostou da coisa. Só pra me dar trabalho, hahahaha!

Agora vem a parte da atividade física que eu PRECISO fazer, satisfatoriamente. Tenho bicicleta ergométrica, mas ô banquinho filha da mãe viu? Pobre traseiro fica em pandareco e não consigo pedalar muito tempo, então vou dar um jeito num estofamento pra aliviar a situação e começar a caminhar também.

Ok, vamos ver como isso vai ser, acho que vai ser legal. O cardápio postei ali na aba "Dieta" onde estava a dieta da sopa, tchau pra ela! Vocês vão ver que é bem fácil de seguir e tal, mas é sempre bom lembrar que é o ideal para minha altura e peso e eu nem sei quantas calorias tem, a nutricionista não colocou. Se eu somar as calorias das porções das substituições dá pra ver quantas é, mas agora estou com preguiça, depois faço isso, rs.

Enfim, obrigada pelo carinho de vocês, vocês não tem ideia de como isso me deu forças pra começar já a dieta, e do quanto me animou.

Um beijo cheio de carinho!

12/04/2012

Vish, o cardápio...

| |
Acho que o segredo da vida é reclamar. Reclamei da demora e o cardápio ficou pronto, rs... Então, vamos aos números horrorosos? Ok, vou respirar fundo, porque depois que eu lançar esse post no ar, sei que será definitivo. E como eu disse, muitos irão se apavorar, outros se decepcionar, alguns  irão adorar e se rejubilar, outros não verão problema algum. Hahaha, a perseguida né? Eu sei que há umas duas pessoas que irão amar ler isto e comemorar minha obesidade, mas sei que tem muito mais torcendo por mim, então tá beleza.

As orientações nutricionais e o cardápio em si, irei publicar em uma aba no menu superior, para poder ler/acompanhar sempre. E anotarei minha evolução ali, em termos de peso e novos testes de bioimpedância.<respira>

Imagem DAQUI.


Resultado da bioimpedância

Altura  ~> 1,63m
Peso  ~> 107,8Kgs
% de água ~> 39% (ideal entre 50-60)
% massa magra  ~> 53% (ideal 74-80)
% gordura ~> 47% (ideal 20-26)
Sugestão de perda de peso inicial ~> 10Kgs em 4 meses


Isso significa que, em pouco mais de 2 anos, eu engordei 45,3Kgs. Esta é a primeira vez que coloco isso em números e confesso que chego a estar tremendo. Nunca tive coragem de fazer essa "conta" e ver o quanto ganhei nesse tempo. Agora que vi, chega a dar vontade de chorar. Credo, horrível isso. Muito, muito, muito.

Lembro que, na última vez que fiz um teste de bioimpedância, apesar de estar bem acima do peso ideal, minha porcentagem de massa magra era perfeita. Na última dieta que fiz, para o casamento, radicalizei nas porções (e com orientação médica, hã?) pequenas, em alguns dias não chegava a consumir 800 calorias, não fiz atividade física, e detonei minha massa magra, não só gordura, vejam só. Depois o corpo cobrou a conta. Menos massa magra = menos calorias queimadas naturalmente = engordar mais facilmente. E viram no que deu?

Aprendam com minha cagada master, que dietas radicais não resolvem nada, só nos fazem perder músculos e engordar mais facilmente depois.

Bom, se eu continuar o post, será um post triste, então logo vocês poderão acompanhar as informações nas abas superiores do blog.

Beijos.

Ainda nada...

| |
Imagem DAQUI.


Olá!

Então, nem havia atualizado o blog porque a nutricionista ainda não deu sinal de vida do meu cardápio. Estou ansiosa pra começar logo, quero entrar nos eixos de vez. Acho que chega uma hora em que a gente simplesmente cansa. Acho não, CHEGA. 

Eu estava animada com os dias mais frios, mas o calor voltou com tudo e com o frio que se foi, junto se foi minha disposição. Quero frio novamente, fico muito melhor no frio. Mais bem disposta, menos sonolenta, molenga. 

Na terça-feira passei MUITO mal, meu estômago se revoltou geral e passei o dia enjoada, com dores e no final aquele banzé. Eu não tinha certeza do que havia me feito mal, aí hoje creio ter descoberto. Comi um pedacinho de salame magro bovino no almoço e já estou com o estômago reclamando. Marido vai lucrar todo o salame que eu trouxe lá da mãe, porque não quero nem chegar perto mais. Eu já disse várias vezes aqui que meu estômago é o centro do meu mundo, tudo converge nele. Se fico nervosa, preocupada, ele já dói, ou fico enjoada, ou desconto tudo isso na comida. Pra recusar alimento esse infeliz não recusa né?

Ontem maneirei legal na comida e me senti muito bem. Hoje já fiz essa caca e tomei no nariz. Aprendi a lição. Quanto menos eu como, e quanto mais coisas leves escolho na minha alimentação, melhor me sinto. Engraçado que isso é óbvio né? Mas tem horas que parece que o cérebro da gente simplesmente desliga e ignora todos os sinais. Eu chamaria isso de safadeza. No meu caso, claro. Mas não é só isso. A cabeça não ajuda, e a minha não é das melhores, então já viu.

De qualquer forma, apesar de me sentir mal com meu peso como nunca me senti em toda a minha existência, ao menos fico feliz de, enfim, ter me dado conta dessas coisas básicas e lógicas. O Herbalife me ajudou bastante, pois perdi algum peso e ganhei fôlego novo para encarar a nutricionista. Agora só falta a danada me entregar a budega do cardápio né?

Luto contra as crises de ansiedade e pânico há muitos anos (acho que quase 10), quem me acompanha há tempos sabe. Quando  me mudei para cá, essa vida nova, assumir uma casa sozinha (me casei), dificuldades financeiras, dificuldades de adaptação no trabalho, tudo isso gerou uma ansiedade extrema em mim. Então fui ganhando peso, devagar. No primeiro ano ganhei 10Kgs. Então comecei um tratamento mais pesado para as crises. Isso envolvia o uso de um remédio (venlafaxina) que poderia me ajudar a aliviar a "fome' da ansiedade, ou o contrário. Aconteceu o contrário. E nesse último ano só posso dizer que explodi. Quando eu pegar os dados exatos com a nutricionista vocês verão, de surpreenderão, se apavorarão. Foi muito tenso. E isso, logicamente, acabou com a minha auto-estima. O tratamento foi indispensável e me ajudou demais, mas agora enfim estou conseguindo ter controle do meu corpo, e usando Herbalife percebi que estava conseguindo emagrecer novamente, e decidi, mais uma vez, ir à luta.

O termo "ir à luta" pode parecer exagero. Mas se não fosse uma luta, eu não viveria nessa briga com a balança. A minha luta (e da maioria) não é contra a fome, contra um metabolismo lento, nem nada assim. É contra a cabeça mesmo, que insiste em querer coisas que não deve, que prefere alimentos calóricos, que desconta a ansiedade e nervosismo na geladeira. E que finge que não percebe tudo isso antes que seja tarde demais.

Por muito tempo fingi que estava tudo bem, que engordar desse jeito era uma consequência e que ok, depois eu brigaria contra isso. Mas a verdade é que isso tudo me deixava mais aflita do que nunca. Ou eu melhoraria a ansiedade ou ficaria magra. Bom, na verdade eu não sabia que a consequência seria essa, mas sabia do risco. Optei, e depois não desisti quando vi os primeiros Kgs chegando. Mas também exagerei, desleixei. Porque foram dois anos de sedentarismo puro. E agora estou aqui, pagando o preço.

Desde o ano passado, quando visito minha mãe, não saio de dentro de casa, porque não quero que me vejam. Nem fui mais ver os amigos, da última vez nem fui ver minhas primas, que moram tri pertinho, de vergonha de que me vissem. Isso é triste. E resolvi que passar isso é pior que passar vontade de umas porcarias. Enfim cheguei a esse ponto. E por sorte, junto com isso veio o fim do tratamento com a venlafaxina, mudei de remédio e esse está me fazendo muito bem.Minha mãe deu um ovo cheio de Ferrero Rocher para o marido e eu. Comi uns 2 no final de semana da Páscoa, e até agora tem um lá. Ontem até deixei perto da cama pra comer, mas simplesmente não tinha vontade. Também fiz um monte de cupcakes (encomenda) e não "raspei" nenhuma panela, olha só, rs. Nem senti vontade também. Justo eu que acho até a massa do bolo, crua, gostosa.

Olha, isso nem foi um texto, isso foi um tratado, deixa eu parar por aqui! Quem chegou até o final, meus parabéns, você acaba de ganhar uma estrelinha na testa, hahahahahaha!

Beijão pessoal, espero enfim receber meu cardápio para compartilhar com vocês.

04/04/2012

Nutricionista e... comprinhas.

| |
Imagem DAQUI.
Nutricionista

Então, hoje fui na Dra. Fabiane, mestre em Nutrição Clínica. Muito simpática, agradável, me fez várias perguntas sobre meus hábitos, pesou, mediu, fez o teste de bioimpedância e tudo o mais. Me alertou quanto ao fato de eu precisar consultar uma endocrinologista por conta da alteração na tireoide, e que vou precisar de medicação. Vou falir! A endócrino não atende mais pelo meu plano de saúde, e já gasto um monte de $$ com remédios. Bom, não vou pensar nisso agora. Na segunda-feira ela me passará o resultado dos testes, e me entregará o cardápio. Vamos ver. Ela disse que eu devo ir vê-la pelo menos a cada mês e meio para repesagem, estabelecer novas metas de perda de peso e ajustar o cardápio. Gostei. Ela disse que não vamos trabalhar com a perda de peso total. Vamos trabalhar por etapas e desafios de perda de peso por períodos. Bacana. Segunda-feira, portanto será o meu DIA DA VERGONHA. Aquele em que eu mato vocês de decepção, mato as fofoqueiras de felicidade e a mim mesma de vergonha, pois irei postar meu peso aqui. O da nutricionista. Não o da minha balança, nem o da farmácia. A balança oficial agora será a dela e ponto final. Confesso: estou nervosa. Vou levar isso a sério, mas morro de medo de não conseguir, de dar pra trás, de desanimar, etc. Mas não vou desistir. Não agora.

Imagem DAQUI.
Comprinhas

Depois de sair da clínica, fui caminhando e passando em uns lugarzinhos. A primeira parada foi O Boticário.  Queria uma base ou pó bacana para dar para minha irmãzinha. Sabe, adolescente, naquela fase de espinhas e talz, resolvi fazer um agradinho. Estava cansada, o dia estava muito quente e vocês já sabem como calor me deixa. Entrei cansada, saí de lá maquiada, glamourosa e cheirosa, rs... E com sacolinhas de comprinhas, mais várias amostras de perfumes. Se  pudesse ($$) teria comprado mais, mas meu bom senso conseguiu me superar, rs. Comprei essa base mineral, que é base/pó/corretivo:




E um gloss/batom líquido lindo lindo lindo, que não é gosmento e dura um MONTE nos lábios. Depois, passei em uma loja e comprei um lenço. Minha sogra está perdendo os cabelos por conta da quimioterapia e enfim comprei o lenço, porque agora ela vai ter que raspar a cabeça mesmo. Então passei em umas farmácias, queria um desses "moldes" para sobrancelha, mas não achei em lugar algum. Que triste! Mas tudo bem. Achei umas coisas muito bacaaaanas, do tipo que eu adoro. Primeiro, olhem que linda essa caixinha que vem com o Intimus:



Vem com um imãzinho que mantém a tampa fechada, achei um mimo. Vem com dois pacotes de absorventes. Não paguei nem R$6, e cada pacote tá quase nos R$3 então a caixinha foi uma grata surpresa. Comprei duas, como sempre faço, uma pra mim e outra pra Danny. Ainda aí encontrei embalagem promocional de absorvente interno que também vinha com um porta-absorventes fofinho, olhem:



Fofo né? Além de bonitinho, super prático, eu gostei! Outra coisa bacaaaana que achei e interessa SUPER quem quer emagrecer: balas de colágeno com fibras e hibiscus. Segundo a embalagem, come-se uma destas meia hora antes das refeições, bebe-se água e ela vira uma gelatina que ocupa um bom espaço no estômago, diminuindo a fome, além do colágeno ajudar a firmas a pele, evitar flacidez, celulite, etc. 



Se funciona? Não sei, veremos, rs... Custou R$29, na farmácia São João. 

Bom, por hoje era isso. Acho que post novo só na segunda-feira mesmo, veremos.

Beijão e FELIZ PÁSCOA!

02/04/2012

Ida ao médico

| |

Então, retornei ao cardiologista para a reconsulta e mostrar os exames. AQUELES EXAMES. Sentamos, ele olhou tudo, ok. Eu estava MUITO preocupada com a questão da tal proteína c-reativa, que estava muito alta. O médico também achou os valores bem complicados, mas ele disse que quando esses valores são tão altos, eles indicam algum processo inflamatório, não necessariamente risco cardíaco. Mas como eu tenho problemas com o coracebo, e a família tem histórico sim, um bom tanto do índice é de risco cardíaco, mas não aquilo tudo o que eu imaginava. Alívio 1.

Então, conversamos sobre a minha dieta e tudo o mais, e chegamos à seguinte conclusão (bem, ele chegou à conclusão, eu acatei, concordei e fechei o bico, rs): seja o que for que eu esteja fazendo, estou fazendo errado. Porque meu colesterol "bom" baixou (ele deveria estar mais alto), o "ruim" subiu e passou do limite, os triglicerídeos que, nos últimos exames que fiz em outubro passado estavam ÓTIMOS, estão em níveis medonhos, e meu hormônio da tireoide esta um caos. Ou seja, tudo errado. A única coisa que baixou e está num nível ótimo é a glicose, quem diria, rs...

Então ele me disse aquela palavra: NUTRICIONISTA. E me indicou uma mestre em nutrição clínica. Já marquei a consulta e agora vou, enfim, me render. Não sei o que estou fazendo, definitivamente. Muitas vezes nos achamos OS entendidos em nutrição e saúde, e isso é um grande engano. Frase essa para euzinha mesma.



Portanto a realidade é que, em plena semana pré-Páscoa estarei me organizando para começar uma dieta de verdade. Espero que essa moça seja uma daquelas realistas, que façam cardápios possíveis, com coisas que costumo comer, porque só assim para uma dieta funcionar. E, principalmente, com coisas fáceis de se preparar, principalmente ao meio-dia que é quando a correria aperta. Também espero que ela não diga a palavra ACADEMIA, porque estou gastando demais com remédios e agora com nutricionista também, definitivamente academia não cabe no meu orçamento. Vamos ver, só me resta esperar q quarta-feira.

No mais, estou tendo menos vontade de comer, principalmente entre as refeições. Acho que, devagarinho, estou domando esse bichinho voluntarioso que é o meu estômago. A vontade de doces continua sumidinha, lá longe. Na sexta à noite eu senti vontade de chocolate. Mas como era tarde e nem tinha onde comprar, e nem que tivesse eu não sairia de casa para comprar, ficou na vontade. eu tenho chocolate em casa, mas do amargo (75% e 85%), tabletinhos pequeninhos da Cacau Show, mas a vontade era do branco né, justo o mais gordo.

Enfim, vamos ver como correrá essa semana, creio que tudo andará dentro dos conformes.

Beijão grande a todos!