31/07/2012

Novidades no blog!

| |
Imagem DAQUI.

Estou dando pela milésima vez mais uma mexida no blog. Desde que minha conta foi invadida por uma pessoinha que estava se borrando de medo de ter alguns podres revelados, e meus blogs apagados (porque não bastava apagar os e-mails, tinha que deletar os blogs pra deixar mais um veneninho), precisei mudar de conta Google, perdi meu Adsense (ou seja, não ganho mais meus dólares com os cliques nos banners =/),  não sei a quantas anda o FeedBurner (vocês têm recebido as atualizações direitinho no e-mail?) e muitas outras coisas. Então estou reorganizando devagar quase parando o blog, mexendo aqui e ali, aumentando a segurança e implementando umas novidades.

Uma delas é o Mosaico de Blogs, que achei bacana para divulgar os blogs de quem passa por aqui. É uma maneira divertida de divulgar seu blog e de conhecer outros blogs bacanas, para ampliar nossa rede nessa internet sem portêra! Para inserir o link do seu blog, as instruções estão na própria página do Mosaico, espia lá e insere o teu!

No mais, tô na maior correria, amanhã faço um post decente, rs...


Beijão!


P.S.: a pessoa que invadiu só não contava que eu tinha um e-mail de backup, para onde todos os e-mails dessa conta invadida eram reenviados automaticamente. Portanto, eu não revelei os podres dessa criatura por pena mesmo, porque a vida desse ser já é triste e solitária o suficiente, e eu, ao contrário desse tipo de pessoa, tenho valores e dignidade que não mudam por eu gostar, ser amigo ou não de alguém, e mesmo quando me fazem mal não revido na mesma moeda, porque sou superior. Sabem como é, coisas que vêm de berço. Mas pelo visto só do meu. :)

26/07/2012

Suplementos naturais, funcionam?

| |
Então, nessa minha "luta" para perder peso, acabo testando muita coisa. Algumas dão certo, mas são difíceis de implementar a longo prazo (como o caso do Herbalife e dieta da sopa), outras são fáceis mas não consigo seguir por serem "ruins" (detesto o chá verde, por exemplo, não desce). 


Há algumas semanas meu marido viu algo na televisão a respeito de um suplemento natural fitoterápico chamado Psyllium. Ele traria diversos benefícios para a saúde e ajudaria a emagrecer. Vejam um pouquinho do que encontrei sobre ele:

"Existem muitos fitoterápicos capazes de ajudar no processo de emagrecimeto mas o psyllium para emagrecer é um dos mais eficientes, do ponto de vista nutricional ele é muito eficiente no processo do emagrecimento pois é uma rica fonte de fibras e ainda mais é um leve laxativo, ajudando então em duas formas para o motilidade intestinal e consequentemente no emagrecimento. Uma dica é sempre ingerir antes das refeições isso ajudará da diminuição da sensação de fome.
Assim como a quitosana o psyllium para emagrecer tem papel fundamental na absorção da gordura ingerido na alimentação e por consequência auxilia na redução do colesterol. Seu consumo sendo aliado a uma dieta eqiulibrada e hábitos de vida saudáveis, é possível obter resultados impressionantes." (FONTE: Site Dicas 10 )

Então, fui a uma farmácia de manipulação de fitoterápicos aqui de Santo Ângelo, a FARP, e encontrei lá a um preço ótimo: cerca de R$18,00 o pote com 60 cápsulas. A indicação é de duas cápsulas ao dia, cerca de 30 minutos antes das principais refeições (estou usando antes do almoço e jantar). Estou usando há cerca de uma semana, e o que percebi? Meu apetite diminuiu consideravelmente. Não tenho fome alguma entre as refeições, e a "vontade de comer" também diminuiu demais.   Creio que logo estarei sentindo os efeitos na balança. Com relação a regular a função intestinal, não notei diferença, porque não tenho problema algum nesse ponto. 


Muitos blogs que leio e gosto têm a opção de receber as postagens via e-mail. Um dos meus favoritos é o da Madame FrouFrou, que dá dicas de moda, beleza, viagens, dieta entre outros. Em uma das postagens, falando sobre turbinar a dieta, ela citava a Pholia Negra. Procurei aqui e não encontrei, mas na FARP encontrei a Pholia Magra que é similar. O que se fala sobre ela?


"A PholiaMagra (constituída de alantoína, cafeína, potássio, taninos e óleos essenciais), tem o efeito inibidor no sistema nervoso, o que controlaria o apetite e aquela compulsão por comida. Além disso contribui com a queima de gorduras localizadas, principalmente aquelas da barriguinha que tanto lutamos contra.Ela também pode estimular o sistema imunológico e evitar o acumulo de gordura nas paredes das artérias coronarianas, o que ajudaria a prevenir os problemas cardíacos relacionados com o sobrepeso. Sendo ainda diurética, o que ajudaria a desinchar o corpo.Pessoas pessoas com mais de 30 anos podem ter mais benefícios devido ao seu poder estimulante e tonificante para rejuvenescimento muscular e da pele, que com o passar do tempo tende a diminuir.
Resumindo, ela ajuda a: controlar sua fome, combater a celulite, evitar o inchaço, diminuir o risco de doenças do coração e aumentar a disposição." (FONTE: Site Dieta e Beleza)

Na FARP, custou cerca de R$17,00 o pote com 30 cápsulas. A indicação de uso é de uma cápsula ao dia. Comecei a usar ontem, tomei à noite, hoje usei de manhã, mas acho que vou começar a usar no meio da tarde, mais pra tardinha, pois o dia é tranquilo pra mim, à noite que a vontade de comer porcaria vem.

Como o psyllium já me ajudou MUITO, acredito que com a pholia magra as coisas irão engrenar de vez. Nada como fitoterápicos para dar um "up" na dieta sem detonar a saúde, certo?

Sobre o post anterior, a ansiedade não apareceu mais, e tudo está tranquilo. E acredito que irá continuar assim por um bom tempo. Obrigada pelo carinho!

Ah, e hoje está acontecendo o #LingerieDay no Twitter, certo? Pois digo que: antes de sonharem com esse dia, eu já participava:


Beijos gente, rs.


P.S.: Liliam querida, obrigada pelo carinho e saiba que eu venci a Síndrome do Pânico e ainda que nem tudo seja perfeito, sei que foi Deus e minha religiosidade que me mantém em pé, da mesma forma que você. Bjo querida! :)

24/07/2012

Vamos falar de dor?

| |
Imagem:  http://weheartit.com/entry/32968436

Eu SEMPRE tenho alguma dor. E nem estou falando de dores emocionais. Falo de dor real, pelo corpo todo.  Vou tentar ser objetiva e clara. Não tenho dores 100% do tempo. E não são dores "longas". Por exemplo: estou sentada, assistindo um filme, numa posição confortável e, do nada, sinto uma dor lancinante na cabeça. Não na cabeça toda, é uma dor localizada, bem pontual. Muito forte, mas dura tipo, 2 segundos. Um tempo depois (isso varia muito, a frequência é muito relativa, mas acontece várias vezes por dia), sinto uma dor igualmente forte num dedo do pé. Ou uma dor que me faz "amolecer" a mão. No braço. Costela. No meio do nada. Por todo o corpo, cada vez num ponto específico. E isso não está acontecendo agora. Isso acontece comigo desde que me entendo por gente. Não sei dizer se quando era criança já sentia isso, mas sei que não me lembro de viver sem essas dores.

Isso é MUITO chato. Há dias em que me sinto um E.T. Em outros isso me deixa pra baixo, nem sei explicar o porquê. Mas em uns 60% do tempo eu não fico pensando no assunto. Não uso analgésicos nem nada quando tenho essas dores, porque, como disse, elas são rápidas, apesar de geralmente bastante fortes. Ainda não sei bem como lido com isso. Acho que nem lido com isso, só vou seguindo. Mas tem dias que incomoda muito.

Também tenho essa maldita mania de ficar chacoalhando as pernas praticamente o tempo todo. Não consigo deixar as pernas paradas. Simples assim. E à noite, quando vou dormir, tenho aqueles "comichões" chatos, vontade de mexer as pernas, contrair os músculos, e atrapalha ainda mais o meu já complicado processo de dormir. 

E estou na fase em que isso me incomoda. Muito. Na sexta-feira viajei para a casa dos meus pais. Tive um princípio de crise de ansiedade. Nervosa desde a noite anterior. E olha que fazem uns 10 anos que caio na estrada, no mesmo trecho, mesmas linhas de ônibus, mesmos motoristas, e nunca aconteceu nada demais. Mas fiquei assim, tensa. Na penúltima vez que viajei pra lá, foi a mesma coisa, mas meu marido viajou comigo de última hora, porque viu como eu estava. Dessa vez, por conta do trabalho, ele não pôde me acompanhar, e eu não deixaria de ir. Resumo da ópera: 2 Rivotril (25mg), 1 dorflex e 1 dramin depois, consegui entrar nos eixos e relaxar para a viagem. A volta foi tranquila. Mas ontem à noite, na hora de dormir, me vi em meio a outro princípio de crise de ansiedade. Foi bem complicado mesmo. Eu costumo ficar quietona, não gosto de alarde, nem comentei com meu marido. Mas fiquei deitada, tentando relaxar, fazendo sessões de "inspira-expira" pra tentar acalmar, me joguei novamente no Rivotril (ele é a "bengala" só para os momentos de crise), e demorei MUITO a me tranquilizar/relaxar o suficiente para dormir.

Prossigo meu tratamento, que está decrescendo, saindo de remédios fortes para mais leves e não quero voltar à estaca zero. Não posso voltar a tomar o remédio que tomava antes. Sei o quanto foi difícil a transição para o remédio novo, a crise de abstinência, os muitos quilos a mais, eu não vou conseguir passar por isso de novo.

E ao mesmo tempo em que eu quero ser ajudada, eu não quero que ninguém próximo saiba ou tente me ajudar, porque me sinto extremamente desconfortável com isso tudo. "Estou" quietona há muito tempo, pois é assim que consigo manter minha mente calma, tranquila. Sempre fui muito ativa, faladeira, palhaça mesmo. Mas no momento eu preciso dessa tranquilidade que a minha quietude me proporciona. Não que eu fique muda, calada, mas procuro me concentrar mais no que estiver fazendo para não perder o foco e me manter numa linha.

Confesso que não sei muito como agir. Se isso é normal ou não. Vocês costumam ter esse tipo de dores frequentes? 

Post complicado e chatíssimo né? Mas essa sou eu, no meu espaço, tentando me entender enquanto compartilho tudo isso. 


Beijos. 

Fotos do finde

| |
No final de semana fui a Palmeira das Missões visitar minha família. Aproveitei que meu sobrinho delicioso e minha cunhada estariam visitando tbm e fui dar um chamego no povo. Que saudade que eu estava daquele alemãozinho lindo! Da cunhada tbm, claro. E posso dizer que foi perfeito. Da última vez que o vi, ele nem me deu muita trela, pq nos vemos pouco e acaba que, para uma criança, sou uma "conhecida" que ele vê de vez em quando. mas dessa vez ele estava um doce. Já cheguei ganhando beijo e abraço. E meu coração já se derreteu antes de entrar na casa dos meus pais. 

Criança é toda cheia de graça, né? E ele não  fugiu disso. Cheio de gracinhas, brincadeirinhas, aquelas frases que deixam a gente boba de com sorriso de orelha a orelha. Também é todo esperto, cheio dos joguinhos no tablet da cunhada. Baixei umas musiquinhas da Galinha Pintadinha e ganhei um parceiro de cantoria, rs.

Também fui apresentada ao cachorrinho da minha irmã. Uma bolotinha de pêlos pretos, misturinha de poodle com vira-lata, faceiro que só ele. E acho que é o cãozinho mais educado que já conheci. Só choraminga para suas "necessidades", fome ou sede. No mais, fica andando pela casa atrás de quem estiver em movimento. Apaixonei pelo fofo. Trovão o nome que a minha irmã deu a ele. Acho que faz jus, já que não pára quieto, rs.

Falando nela, fez praticamente um book com meu celular, tá cada dia mais linda minha raspinha do tacho. Quando voltei, ela veio junto, passar a última semana de férias aqui em casa. Adoro ela, é uma companheirinha e tanto. E beijoqueira que só ela, quando vejo, lá veio ela e - smack - me tascou um beijo na bochecha.

Abaixo algumas fotos. Primeiro, da estrela do finde: João Vitor, meu sobrinho-mais-lindo-do-mundo-todo:


Agora, a modelete que não pode ver nada que fotografe por perto (apesar de insistir em dizer que fica horrorosa em todas): Danny. Atentem para a foto em que ela roubou meus óculos para fazer pose hipster, rs.


E então, a mini bolotinha de pêlos, Trovão (que ainda está mais pra TrovãozINHO, rs). Percebam em algumas fotos o folgado dormindo, enquanto eu fazia carinho na barriguinha e peito dele, rs.


E essa próxima foto, é do primeiro desejo que ganhei do marido. Um "retrato" meu, à lápis. Saiu meio amarelado, mas a folha é branquinha, tá? Tem quase 10 anos, como o tempo passa hein... 


Eu pretendia trazer para casa, mas, como é de costume, esqueci, rs.

Bom, logo deve sair um post mimizento, de algo que me incomoda há bastante tempo. Acho que ainda hoje escrevo. E quem não curte baixo astral, deixa pra ler o outro, e passe esse por alto, rs. Eu ando chata ultimamente, eu sei, mas não sei fingir. C'est la vie.

Beijão turma, boa semana para todos!

UPDATE: para quem curte montagens e talz, eu dou uma ajeitada nas fotos (contraste, brilho, saturação, etc) no Photoshop online (que você acha AQUI) e as montagens no MontaFoto (que você acha AQUI). Você também pode utilizar o Canva (que você acha AQUI), que é um software de design gráfico gratuito, bem fácil de usar, e completamente online. 

20/07/2012

Aí assim...

| |
Imagem DAQUI.

Ando lenta como a minha internet (e dizer que quando mudei a velocidade de conexão, 1MB era o máximo). Minha memória anda devagar quase parando e minha concentração também. Eu poderia dizer que ando com preguiça de tudo ultimamente. Mas a verdade é que ando com falta de vontade. Se não de tudo, da maioria das coisas. De falar, conversar, me arrumar.

Faço o meu trabalho (desanimada por ter muita coisa acumulada) no automático, e isso é bom, porque me ocupa tempo. Mas chego em casa e a sessão de falta de vontade recomeça. Por mim, tomaria banho e iria pra cama direto. Mas me obrigo a dar uma ajeitada na casa, lavar louça, roupa e afins. Mas isso tudo faço relativamente rápido. Casa pequena, duas pessoas, etc. Aí fico naquela: posso ler um livro, mas olho pra ele e me falta vontade. Tenho seriados para assistir, mas não me animo. Ligo o notebook e às vezes fico vendo a TL do Twitter ou Facebook atualizando. Vou lendo, lendo, às vezes clico em algum link, mas na maioria do tempo a inércia permanece. Fazem duas semanas que nem chego perto da ergométrica. Fingindo que não preciso MUITO. Essa semana esqueci até de usar batom, e rímel não passa por aqui há duas semanas. 

Não adianta você aí vir me ler e dizer: REAJA! Tem coisas que precisam vir de dentro da gente, e cobrança não resolve, e na maioria as vezes os estímulos tem efeito contrário. Mas onde fica isso dentro da gente? Onde a gente acha o botãozinho que faz tudo acontecer?

Uma das coisas que sempre gostei foi atualizar meu blog sobre casamento. Mas chego lá e dá um branco. Preciso dar uma procurada de pauta e desanimo. Estou sofrendo de falta de vontade crônica. E não sei como remediar. E pra falar a verdade, no momento, estou sem vontade de solucionar isso. Percebam o círculo vicioso. Eu só não passo o final de semana todo dormindo porque meu marido gosta de sair, e tenho muita falta de vontade, mas por ele eu contorno um pouco isso.

Mas sei lá, por mim nem sairia de casa. Me sinto tão feia, tô tão gorda... E essa imagem vai demorar muito para mudar. Pq reeducação alimentar é uma perda de peso constante, mas lenta. E no patamar que alcancei,  isso demora a se tornar visível (a perda de peso).

Eu sei que tinha algo que eu pretendia falar nesse post. Mas muito provavelmente esqueci e perdi o foco. Bem a minha cara ultimamente. 

E nem sei mais o que escrever, então vou finalizar esse post pra não cansar a beleza de vcs.

Beijos.


P.S.: Liliam/MS gosto muito de ti, mesmo que nosso contato e resuma aos meus posts e seus comentários. Beijo especial no teu coração.

19/07/2012

Para bebês

| |
Mesmo que eu ainda não tenha um, e mesmo quando nem pensava em ter, sempre fui apaixonada por coisas para bebês. E a criatividade do ser humano é sem limites gente! Hoje estava olhando meus e-mails e fui espiar a newsletter do dia da Airu. Me deparei com um body liiiindo para bebê! Entrei na lojinha e me deparei com um monte de bodies (ou tip-tops) muito descolados, por assim dizer. Amei muitos, mas vejam meus favoritos:
















A lojinha é essa ~> http://www.airu.com.br/loja/babyrocks mas para comprar você precisa ser cadastrado no Airu. Se tiver interesse, deixa o e-mail nos comentários que te envio assim que ler e não publico o comentário pra não expôr teus dados. Com a indicação vai um cupom de desconto junto heeeein... Vale a pena, tem muita coisa linda nesse Airu...

E então, o que acharam das roupinhas? Muito hipster? Hahahahaha, eu amei, usaria todas no meu filhote, se o tivesse, lógico.


Beijos e tchau!

18/07/2012

Receeeita

| |
Vocês viram que tem receita de queijadinha light lá no meu blog culinário? Tem sim! Espia lá!



Aproveita e segue lá tbm. ^^

Bjoca!

17/07/2012

Resultados de mais exames

| |
Imagem DAQUI.


E lá fui eu no doutor cardiologista para fazer a revisão que ele me pediu. Ele inclusive pediu bem mais exames que da primeira vez.

Sou do tipo que abre os exames e interpreta os resultados de acordo com as instruções do laboratório. Não sei se é geral, mas os exames aqui sempre vêm acompanhado de tabelas com as taxas "normais" de cada um, aí pelo menos dá pra saber se algo está além ou aquém do normal.

Fiquei feliz porque a maioria dos exames mostraram progressos. O hemograma deu tudo ok, como sempre. Acho que nunca tive grandes alterações nessa parte. Minha glicose, que estava em quase 100 (limite máximo de normalidade) baixou para 76, adorei, pegar mais leve nos doces e carboidratos realmente ajudou.  A creatinina, medição importante para detectar problemas renais, deu  normal também.Ácido úrico ok também. Meu colesterol total está bom, mas muito perto do limite, como a glicose estava, então pretendo baixar isso aí. Não gosto de ficar no limite da saúde, prefiro uma margem de segurança, rs. O colesterol HDL, que chamamos de "bom colesterol" subiu, o que foi ótimo, pq estava abaixo do normal. O LDL, que é o colesterol "ruim" está ótimo, inclusive levando em consideração exames que já fiz nesse laboratório (os exames anteriores constam no escore), é o mais baixo que já tive. Bah, legal. O nível do triglicerídeo aumentou, acreditam? Tô fazendo alguma caca bem grande, vou ter que espiar o que eu tô fazendo de errado. Ferritina tá ok (níveis de ferritina avisam quando a pessoa está anêmica e talz). A tal transaminase oxalacética está ok (valores altos denunciam doenças hepáticas e valores baixos denunciam desnutrição, etc). A transaminase pirúvica também se refere a doenças do fígado, e está normalzinha. O tal CK total (CPK) se refere à saúde dos músculos, entre eles o cardíaco e pode identificar infarto ou lesões ao músculo cardíaco. Graças a Deus, tá normal, hahahaha! O potássio também se refere à possibilidade de problemas cardíacos e renais entre outros. Tudo ok comigo tbm. O lindo do TSH, da tireóide, está normalizado novamente, nem precisei fazer tratamento, ufa! O tal T4 livre também é relativo à tireóide e também está normal. O hormônio luteinizante, que é relativo à fertilidade está muito baixo...  Vou ver como o doutor o que é isso... Eu já tive problemas com isso anteriormente, já tive inclusive que fazer reposição hormonal aos 23 anos. Não curti. E a proteína C-Reativa, que se refere a risco cardíaco e de infecções, está nas alturas ainda, mas não tanto quanto no último exame.

Enfim, vcs me entenderam? Porque eu gosto de entender esses exames, e pesquiso mesmo. Logicamente, é uma pesquisa com resultados relativos, só o médico saberá dar um parecer ideal. Vamos ver... Acho que semana que vem vou fazer o retorno da consulta pra avaliar isso tudo. Ficou tipo: gostei e não gostei, entendem? A maioria deu OK, mas muitos exames importantes não deram tão ok. =/


Bjs e boa semana pra vcs.

16/07/2012

Fotos do final de semana

| |
Acho que esse foi o final de semana mais frio até agora. A noite de sábado foi especialmente gelada e o dia de domingo foi muito frio também. A temperatura em si não é das piores, girando em torno dos 10ºC (para quem está acostumado, claro), mas o vento gelado torna a sensação térmica bem inferior a isso.

Na sexta-feira meu nariz começou a dar "sinal de vida", uma rinite leve e xarope. No sábado ficou mais chato e no domingo acabei optando por nem sair de casa por conta de um resfriado. Apenas acompanhei meu marido ao supermercado para comprar o almoço. Fiquei o resto do dia debaixo das cobertas, organizando algo de tempos em tempos (louça, roupas para lavar, etc).

De ontem (domingo) para hoje (segunda) dormi muito mal, por conta do resfriado que rendeu uma dor de cabeça chata e persistente, e nariz entupido x coriza. Como aqui temos muitos casos de Gripe A, fiz todo aquele controle básico de temperatura e tal, mas não tive febre, nem dor de garganta, nem dor no corpo, então está tudo ok. Mas hoje pela manhã acordei, comi algo, bebi algo quente e decidi não ir trabalhar. Primeiro porque dormi muito mal e ainda tinha bastante dor de cabeça, e segundo porque ainda estou resfriada e achei por bem tirar o dia para repouso, e evitar complicações. E também tem todo esse frenesi em torno da Gripe A, e como eu ainda estou espirrando consideravelmente, seria uma situação bastante desconfortável perante os colegas. Detesto faltar ao trabalho, MESMO, mas há situações em que isso se faz necessário, e eu sempre recupero as horas depois, então está tudo bem. Já estou bem melhor, bebendo bastante líquidos, me mantendo aquecida, e a dor de cabeça já está indo embora. Amanhã com certeza volto ao batente em boas condições.

Pronto, e as fotos? Marido e eu saímos no sábado à tarde, para caminhar, dar uma passeada, pegar um sol e um arzinho fresco (na verdade, gelado, rs). Fotografamos alguns pontos bacanas da cidade, conversamos bastante, e ainda encontramos uma exposição de arte bem interessante no Centro de Cultura. Abaixo, algumas fotos desses dias, que também estarão ali na widget do Instagram.

Museu Ferroviário e Memorial Coluna Prestes

Temos aqui um pequeno museu, onde antigamente era a Estação Ferroviária da cidade, atualmente desativada. Há muitos objetos antigos, dois vagões, e um senhorzinho muito animado que explica como eram vendidos os bilhetes de passagem antigamente, como era a comunicação via código morse (ele era o responsável da época), e sempre ensina as crianças a escrever "eu te amo" em código morse, uma graça. Na peça a frente e no segundo andar (que por sinal tem uma escada muito íngreme que não me animo a subir sempre) tem um memorial à Coluna Prestes. Eu acho que o "seu" Prestes era um baita de um safado, isso sim, mas cada um vê um lado da história. 

Clique para ampliar.

Casa abandonada

Bem ao lado da locomotiva azul e branca, do Museu Ferroviário, há uma casa abandonada. Ela não tem nada de especial além do fato de ser um desperdício ter um imóvel abandonado, que poderia ser utilizado pelo poder público, ou por alguma família que necessitasse. Enfim, rendeu uma boa foto. :)

Clique para ampliar.

Exposição Antonio Warpechowski

Seguindo esse caminho fomos parar no Centro de Cultura, onde obras do artista plástico Antonio Warpechowski, da região, estavam expostas. Achei bastante coisa bacana. Senti falta de um texto introdutório em forma de panfleto, ou algo assim, para um embasamento a quem visitasse a exposição, já que o texto do convite eu já conhecia de outra leituras que costumo fazer, e não passa de um "pensamento" sobre a arte em geral, não algo relacionado diretamente à exposição. Mas no geral estava tudo muito bacana. Em especial o "tapete" de desenhos.

Clique para ampliar.

Fórum e Praça do Brique

Nada demais, apenas fotografei o prédio do fórum pois gosto de fotos de prédios, e uma das árvores imeeeensas que fazem parte da Praça do Brique, como chamamos aqui, onde todo domingo há venda de artesanato local e show de artistas da região. Antigamente eram feitos "briques", ou trocas entre as pessoas, de objetos, alimentos e afins, por isso o nome.

Clique para ampliar.
Catedral Angelopolitana

Amo esse lugar. Acho a arquitetura da catedral, que imita as catedrais dos Sete Povos das Missões, uma obra linda! Foi liderada por Valentim Von Adamovich, escultor que veio de outro país para o Brasil, e sobre quem meu marido está prestes a estrear um documentário. Os detalhes, os santos ali representados, os anjos, tudo lindo demais, me encanta. A cúpula azul é de uma sala logo à direita da entrada, onde há uma imagem de uma santa e um local para orações. Os símbolos são a decoração das paredes da catedral. E a praça sempre tem muita gente nos sábados e domingos, em rodas, conversando, tomando chimarrão enquanto as crianças se divertem.

Clique para ampliar.

Bom, um pouquinho do meu final de semana pra vocês. Beijão!


Denny

05/07/2012

Como estou cuidando de mim mesma

| |
Imagem DAQUI.
Esse ano está sendo um ano especial para mim. Venci alguns desafios complicados, desatei alguns nós da minha vida, e passei a cuidar melhor de mim mesma. 

Passei muito tempo da minha vida deixando de fazer coisas importantes em prol dos outros, perdendo tempo que eu poderia empregar em algo sério tentando resolver problemas que não cabiam  mim resolver. Também me deixei abalar por bobagens, e internalizei muita coisa. Pus pesos que não eram meus nas minhas costas e tentei resolver tudo sozinha. 

O que consegui foram anos e anos de tratamentos médicos com antidepressivos, ansiolíticos e outros remédios para controlar minha ansiedade. Porque, além de ter uma vida para viver, que por si só já é cheia de coisas, ainda precisava servir de apoio para quem poderia se virar sozinho. Não estou assumindo a posição de vítima, porque seja o que for que acontece nas nossas vidas, acontece se permitirmos. E muitas vezes insistimos no que sabemos que não vai dar certo.

Então. Tive que fazer um tratamento longo e penoso, com remédios fortes, que me fizeram engordar, mas que colocaram minha cabeça nos eixos. Mas encarei, sabendo dos riscos. Então, quando me senti pronta, decidi (junto com um médico, logicamente) começar a regredir o tratamento. E está tudo, devagarinho, voltando a ter cor. Eu sempre digo que a vida de quem toma antidepressivos fortes, é como um filme em preto e branco: você aproveita, mas não vê todo o colorido que dá graça a ele. Você não fica triste ou ansioso demais. Mas não fica feliz demais também. É como uma anestesia. E posso dizer que já saí quase que completamente dela.

Por conta de tudo isso, muitas vezes anunciei peso perdido aqui no blog, comemorei, para logo depois ganhar peso novamente. Um passo à frente, dois para trás. Porque eu conseguia dar um passo pra frente, perdia o controle e tudo voltava à estaca zero. É difícil decidir continuar um blog quando você chegou ao peso sonhado e depois alcançou o maior peso de toda a sua existência. Mas eu encarei. Com todos os comentários positivos e negativos. 

Agora, devagarinho, mudei várias coisas, que estão dando resultado:
  • Procuro fazer tudo mais lentamente, e se for preciso, deixo algo para "amanhã". 
  • Dei uma melhorada na casa, mas não fico mais me culpando por não ter conseguido dar aquela geral no roupeiro.
  • Mantenho minha casa limpa, mas se hoje eu não conseguir passar o aspirados, tudo bem, passo amanhã.
  • Passei a dividir mais responsabilidades com meu marido. u tomava muitas coisas pra mim, quando dividindo com ele, tudo se tornou mais leve.
  • Passei a vir à pé para o trabalho, pela manhã. É uma caminhada de 1,950Km, que me faz muito bem. À tardinha, volto à pé também, exceto nos dias de chuva, claro.
  • Estou tomando mais chás. Digestivos, calmantes. 
  • Passei a fazer caldos à noite, ou sopas, mais leves e gostosas.
  • Tenho saído mais nos finais de semana, me enclausurar não ajudou em nada no meu processo de melhora.
  • Diminuí o tempo em frente ao computador, ao menos quando estou em casa, já que no trabalho isso é inevitável.
  • Tenho lido mais.
  • Tenho passado menos tempo deitada.
  • Comprei um bom hidratante, paguei um pouco mais claro, mas eu mereço.
  • Não saio de casa sem rímel e batom.
  • Não me dispus mais a ajudar pessoas com problemas que não me cabiam resolver.
  • Me afastei de pessoas negativas, e que sugavam minha atenção.
São cuidados pequenos, os chamados "baby steps", mas que estão me fazendo bem demais. Tenho estado mais tranquila e a ansiedade está mais controlada. Eu costumava dizer que não era ansiosa, era desesperada. Ainda tem muito disso na minha vida, mas vou conseguindo desacelerar aos poucos. Ainda há mudanças que quero implementar, para melhorar ainda mais:
  • Ficar ainda menos tempo na internet.
  • Usar mais a bicicleta ergométrica.
  • Beber mais água.
  • Investir numa boa base.
  • Cortar o cabelo e voltar a fazer luzes.
  • Administrar melhor meu salário.
  • Comprar menos por impulso.
  • Manter meu quarto mais organizado.
  • Ler mais livros.
Devagar tudo vai entrando os eixos. Já está entrando. E a gente vê quando acertou a mão no momento em que a vida fica mais leve e tranquila.

Com relação à saúde: ontem fui no cardiologista, que me passou uma lista enorme de exames de revisão. Mas tirou um dos remédios que eu estava usando (o bolso agradece), mas aumentou a dosagem de outros (o bolso chora, rs). No entanto me parabenizou pela perda de peso, sensível mas efetiva, e pelos cuidados. Não tive mais arritmias, nem batidas cardíacas doidas. 

Uma coisa que anda me incomodando bastante é uma sensação de "aperto" nas pernas. É como se eu tivesse a "necessidade" de comprimir os músculos delas. Acho que passar o dia todo sentada na frente do computador não ajuda em nada, pelo contrário. Tem dias que só consigo dormir com um relaxante muscular, ou quando meu marido (lindo, lindo) faz massagem nas minhas pernas. Mas nem sempre vou perturbar o coitado, e ele que se oferece, fico sem jeito de pedir massagem, porque eu detesto fazer massagem nos outros, rs. Acho que aquelas meias compressoras poderiam ajudar, me parece algum problema circulatório. Mas meias compressoras, no meu tamanho, acho brabo de encontrar facilmente. Acredito que as caminhadas irão ajudar, mas o problema vem de anos, e quando eu estava magrinha ele também existia, então creio que o fator "X" não é só o peso. Mas claro, ele deve ter "contribuído" bastante pra agravar o problema.

Farei os exames na segunda ou terça-feira, e vamos ver no que dá.

Bah, me perdoem o jornal, fui escrevendo, escrevendo, e acho que me passei nas linhas. parabéns se você aguentou a leitura até aqui, rs...


Bjs.

04/07/2012

Precisamos de óculos

| |
Imagem DAQUI.

"A solução para os problemas está diante dos olhos, mas para enxergá-la é preciso usar os óculos da sabedoria." (Autor Desconhecido)

Acho que a humanidade precisa urgentemente de óculos. Daqueles "fundo de garrafa" mesmo. E óculos "para perto", como diz minha vó. Porque é fácil demais olhar o outro, jogar palavras ao léu, sem antes olhar para si mesmo. Não quero dizer que críticas não são válidas. Acho que são demais. Um olhar crítico nos permite questionar e repensar o mundo. E, então, tentar mudá-lo, nem que seja de pouquinho em pouquinho, começando por nós mesmos. Sempre começando por nós mesmos. Mas toda crítica, TODA, pode ser feita educadamente, civilizadamente.

Lembram do post sobre a "Blogueira Shame"? Claro que lembram, já passou das 1.500 visualizações. Então. Não é porque não concordo com a atitude dela, que vou dar todo o "mérito" da causa a ela. Deixem-me ser mais clara: ela não fazia todo o "trabalho" sozinha. Muitas, muitas e muitas pessoas enviavam e-mails com os "erros" vistos na "blogosfera". Muita gente se aproveitou desse momento "jogar merda no ventilador" (perdão pela palavra), para cutucar desafetos, enviar e-mails com denúncias nem sempre tão inocentes. Havia ali muita "vingancinha" particular sendo posta em prática, aproveitando-se do anonimato. E agora, muitas dessas mesmas pessoas estão jogando pedras na tal blogueira, como se não soubessem de nada que fizeram. Eu mantenho tudo o que disse: acho que a falta de ética e limite recheavam aquele blog. E a blogueira não foi "usada" não, ela se pôs como um "meio" para que essas revanches fossem postas em prática. Deliberadamente. 

E isso me faz pensar (e recordar) no quanto somos ingênuos em relação às pessoas do nosso convívio. Essas últimas semanas eu tenho sentado no banquinho e observado o desenrolar de muitas briguinhas. Na internet e na vida real. E o que eu vejo? Muito diz-que-me-disse. "O Fulano falou isso de você." - "A Sicrana disse que a Beltrana contou que a "Fulana falou XXX de você.". Ou as pessoas que se deixam levar pelos "diz-que-me-disse" são muito ingênuas (será?) ou são maldosas mesmo. Será que ninguém percebe que, muitas vezes, o portador das "notícias" é exatamente a pessoa que espalha os boatos? Que ele mesmo implantou a "calúnia" ou seja lá como a gente chama essas bobageiras, e então sai culpando X e Y, porque é mais fácil pôr lenha numa fogueira que já está acesa, que assumir o que disse/fez?

Muitas pessoas se aproveitam da fragilidade de relações para jogar ali um veneninho. Principalmente quando credibilidades são ameaçadas, há quem se aproveite e vá à forra. Por isso eu sempre bato na velha tecla: é preciso conhecer os dois lados de uma história, e sabendo que cada lado sempre vai "puxar brasa pro seu assado". É a tendência humana, a de se proteger. Mas é tão humano quanto, a tendência de jogar nossas culpas nos outros. Mas, vejam bem, ser "humano", não significa ser legítimo, bom, algo de que se orgulhar.

É o que acontece nesse bafafá todo da tal blogueira. É o que acontece todos os dias sob nossos olhos. Quem nunca ouviu uma pessoa falar mal de outra, e depois viu a mesma pessoa atribuindo o que disse a outro? Eu já vi. E não adianta a gente vir com o "eu não dou conversa pra quem fala mal dos outros", porque muitas vezes a gente acaba é ficando sem jeito mesmo de dispensar a pessoa, mesmo que não concorde com a conversa.

Alguns também se aproveitam de momentos de fragilidade para atacar desafetos. Como se diz: "as pessoas nunca ficarão tão unidas como quando encontram um desafeto em comum". Então mistura-se a fantasia com a realidade, e a coisa foge do controle. Já vi casos em que a polícia foi acionada de tanto que a "história" cresceu e as máscaras acabaram caindo e a pessoa que fez toda a intriga acabou tendo que desembolsar uma grana preta de indenização.

Também há quem  sempre tenha um alvo. Quando se cansa, escolhe outro. Implicância mesmo, há pessoas maldosas no mundo, temos que admitir que há muito mais do que imaginamos. Outras pessoas, mal resolvida consigo mesmas e com o mundo, despejam sua amargura ao seu redor, e quando alguém se põe contra, acredita em complôs. Mania de perseguição. Amargura demais mata. Mas mata o ser amargurado. Os demais, só afasta. E ainda há os que não entendam que amizades podem ou não ser retribuídas, e que quando somos amigos, e acarinhamos aqueles que se dizem nossos amigos, não estamos fazendo favor algum, mas sim, sendo honestos conosco mesmos e com quem nos acompanha. Quem se vangloria de ser "amigo de verdade", de "ajudar quando mais precisou", na verdade só quer confete. E gente lhe puxando o saco.

Enfim, o que tenho visto (e tenho evitado me envolver, porque quero mais é sossego na minha vida), são batalhas de egos, onde alguns querem provar ser mais inteligentes que outros, ser melhores que os demais, mas tudo isso na base da ignorância, indireta e chacota.

A partir do momento em que você se sente superior aos demais, já está provando que é inferior. Pois quem é superior, não precisa fazer propaganda. Tudo o que é verdadeiro, se sobressai por si mesmo, não necessita de promoção, confete, ou reconhecimento público. Na verdade, os melhores sentimentos são aqueles calmos, silenciosos, ternos e que, em sua tranquilidade, trazem estabilidade para o coração.

Sábios são aqueles que procuram medir suas palavras na maioria das vezes (é impossível nunca se exaltar), e sabem medir o que ouvem e vêem. Analisar mais, observar mais, escutar menos. Porque atos falam mais alto que palavras.

E não existe essa de "quem é bom demais é odiado demais". Quem é odiado demais é porque é sacana mesmo. Desafetos todos temos, mas quando alguém coleciona pessoas que não apenas não lhe querem bem, mas DETESTAM, algo de errado há.

Enfim, esse texto foi apenas uma reflexão sobre o que vejo nos últimos dias. Tenho certeza de que muitos veem da mesma forma. Mas muitos também fecham os olhos, pois a maldade lhes favorece.

A lei do retorno existe e funciona. Que bom, ou que pena? Pense...


Bjs

02/07/2012

Segunda-feira com cara de... segunda-feira.

| |
Imagem DAQUI.
Segunda-feira é o dia internacional da preguiça. Porque eu sou toda sonolenta pela manhã normalmente, mas depois de um final de semana dormindo o quanto eu quero, é difícil chegar na segunda-feira e aceitar que a vagabundagem terminou. Mas terminou, enfim.

Hoje vim só dividir com vocês uma música muito bonita, do Jason Mraz. O vídeo já vem com legendas e tradução, então se joguem. E uma boa semana a todos!




Beijão!

01/07/2012

Shame on you.... Blogueira Shame.

| |
Imagem DAQUI.

Hoje passei o dia fora. Fomos ver as "terras" do meu marido, visitar a vó dele, enfim. Cheguei em casa, vou espiar meu Instagram e o que vejo? A tal blogueira Shame desmascarada. Parece que linkou sua conta do Instagram à do blog e enfim, seu descuido causou a descoberta de sua identidade.

O que penso sobre isso? Minha opinião, pessoal, intransferível e imutável: que ótimo que isso aconteceu. Eu sei que MUITA gente se divertia lendo os posts dela, onde ela ria da cara de muitas blogueiras, de seus erros de ortografia/concordância/semântica e de fotos mal feitas (ou mau gosto mesmo). Logicamente, alguns bem grotescos. Mas, sinceramente, se o que ela fizesse fosse tão cheio de boas intenções, e legítimo, não precisaria do anonimato para fazê-lo. 

Concordo plenamente que houve um "surto" de blogs de moda e beleza, assim como está havendo um "boom" os blogs literários e já houve o mesmo nos blogs de emagrecimento. Nessas "levas" entra muita gente despreparada, e também muita gente que quer se aproveitar da possibilidade de parcerias, brindes e qualquer favorecimento. Mas não cabe a mim ou a ninguém julgar e criar uma coletânea de erros (alguns, vamos falar sério, eram puro veneno, erro mesmo mal havia algo) alheios para satisfazer meu ego ou minha "sede de justiça". Tem espaço para todo mundo na internet, e alguns apenas querem fazer o que gostam, por terem se sentido inspirados por um blog ou outro.

Já olhei o blog muitas vezes, lá se podia ver coisas bem absurdas, de gente mal alfabetizada mesmo, mas existiam alguns posts que simplesmente mostravam uma dor de cotovelo tremenda, blogueiras sendo atacadas sem motivo. E o que falar os comentários? As blogueiras do ramo que se sentiam injustiçadas com a "leva" de blogueiras novatas, lavavam a alma. Desde comentários comuns, sem nada demais, até comentários com tanto veneno que deve ter respingado no próprio autor dele.

O que há é uma disputa ferrenha por brindes e parcerias nos blogs em geral, e enquanto algumas continuam fazendo o seu trabalho e colhendo os "louros", outras ficam se engalfinhando e achando o cúmulo que apareçam mais concorrentes. CADA UM LÊ O QUE QUER. Se eu fui no blog, vi erros de ortografia medonhos, conteúdo ruim, etc, paro de ir e fim. Não é preciso criar um blog para esculachar a pessoa.

Muitos já sabiam quem ela era, qual o blog (de moda e beleza também, diga-se de passagem) pessoal e tudo, mas a maioria prefere deixar o barco andar. Mas quem foi atingido, principalmente sem um motivo que justifique o ataque, quer mais é que a verdade apareça. Eu nunca fui citada, mas conheço pessoas que foram, e por motivos idiotas mesmo. Entraram de gaiatas na falta de pauta da "titia Shame" que, quando revirava a internet e não encontrava nada horrendo, pegava qualquer foto e gongava legal.

Fala-se muito nos blogs sobre direito de imagem e autoria. E as fotos que ela pegava dos blogs sem pedir a devida permissão? E ainda mais, as usava para ofender e humilhar o blogueiro. Vi muita gente que achava o cúmulo que se usasse imagens de seus blogs em outros sem um papel assinado em três vias e com autenticação em cartório dando a permissão, lá, gongando os alvos da chacota.

Enfim, volto à questão de que tudo o que é legítimo, com boas intenções, e serve apenas para um "alerta", como se dizia a respeito do blog (que inclusive, neste exato momento, está fora do ar), não precisa ser feito no anonimato. Se é legítimo se esconder atrás de um blog e do anonimato para não ser atacada pelas "vítimas", qual a garantia das meninas atacadas? 

Bom, eu sou contra essa coisa de ofender, humilhar e fazer chacota daquela maneira com quem quer que seja. No mais, só posso sentar no banco e observar no que vai dar isso tudo. Tem muita gente brigando, se destratando por conta disso. Eu decidi expôr minha opinião. Acho que agora, dando a cara a tapa (se é que vai dar), quem sabe ela tome uma decisão civilizada. 

Pimenta nos olhos dos outros é refresco. Mas quando é nos da gente, arde bastante.

Bjs.