16/07/2012

Fotos do final de semana

| |
Acho que esse foi o final de semana mais frio até agora. A noite de sábado foi especialmente gelada e o dia de domingo foi muito frio também. A temperatura em si não é das piores, girando em torno dos 10ºC (para quem está acostumado, claro), mas o vento gelado torna a sensação térmica bem inferior a isso.

Na sexta-feira meu nariz começou a dar "sinal de vida", uma rinite leve e xarope. No sábado ficou mais chato e no domingo acabei optando por nem sair de casa por conta de um resfriado. Apenas acompanhei meu marido ao supermercado para comprar o almoço. Fiquei o resto do dia debaixo das cobertas, organizando algo de tempos em tempos (louça, roupas para lavar, etc).

De ontem (domingo) para hoje (segunda) dormi muito mal, por conta do resfriado que rendeu uma dor de cabeça chata e persistente, e nariz entupido x coriza. Como aqui temos muitos casos de Gripe A, fiz todo aquele controle básico de temperatura e tal, mas não tive febre, nem dor de garganta, nem dor no corpo, então está tudo ok. Mas hoje pela manhã acordei, comi algo, bebi algo quente e decidi não ir trabalhar. Primeiro porque dormi muito mal e ainda tinha bastante dor de cabeça, e segundo porque ainda estou resfriada e achei por bem tirar o dia para repouso, e evitar complicações. E também tem todo esse frenesi em torno da Gripe A, e como eu ainda estou espirrando consideravelmente, seria uma situação bastante desconfortável perante os colegas. Detesto faltar ao trabalho, MESMO, mas há situações em que isso se faz necessário, e eu sempre recupero as horas depois, então está tudo bem. Já estou bem melhor, bebendo bastante líquidos, me mantendo aquecida, e a dor de cabeça já está indo embora. Amanhã com certeza volto ao batente em boas condições.

Pronto, e as fotos? Marido e eu saímos no sábado à tarde, para caminhar, dar uma passeada, pegar um sol e um arzinho fresco (na verdade, gelado, rs). Fotografamos alguns pontos bacanas da cidade, conversamos bastante, e ainda encontramos uma exposição de arte bem interessante no Centro de Cultura. Abaixo, algumas fotos desses dias, que também estarão ali na widget do Instagram.

Museu Ferroviário e Memorial Coluna Prestes

Temos aqui um pequeno museu, onde antigamente era a Estação Ferroviária da cidade, atualmente desativada. Há muitos objetos antigos, dois vagões, e um senhorzinho muito animado que explica como eram vendidos os bilhetes de passagem antigamente, como era a comunicação via código morse (ele era o responsável da época), e sempre ensina as crianças a escrever "eu te amo" em código morse, uma graça. Na peça a frente e no segundo andar (que por sinal tem uma escada muito íngreme que não me animo a subir sempre) tem um memorial à Coluna Prestes. Eu acho que o "seu" Prestes era um baita de um safado, isso sim, mas cada um vê um lado da história. 

Clique para ampliar.

Casa abandonada

Bem ao lado da locomotiva azul e branca, do Museu Ferroviário, há uma casa abandonada. Ela não tem nada de especial além do fato de ser um desperdício ter um imóvel abandonado, que poderia ser utilizado pelo poder público, ou por alguma família que necessitasse. Enfim, rendeu uma boa foto. :)

Clique para ampliar.

Exposição Antonio Warpechowski

Seguindo esse caminho fomos parar no Centro de Cultura, onde obras do artista plástico Antonio Warpechowski, da região, estavam expostas. Achei bastante coisa bacana. Senti falta de um texto introdutório em forma de panfleto, ou algo assim, para um embasamento a quem visitasse a exposição, já que o texto do convite eu já conhecia de outra leituras que costumo fazer, e não passa de um "pensamento" sobre a arte em geral, não algo relacionado diretamente à exposição. Mas no geral estava tudo muito bacana. Em especial o "tapete" de desenhos.

Clique para ampliar.

Fórum e Praça do Brique

Nada demais, apenas fotografei o prédio do fórum pois gosto de fotos de prédios, e uma das árvores imeeeensas que fazem parte da Praça do Brique, como chamamos aqui, onde todo domingo há venda de artesanato local e show de artistas da região. Antigamente eram feitos "briques", ou trocas entre as pessoas, de objetos, alimentos e afins, por isso o nome.

Clique para ampliar.
Catedral Angelopolitana

Amo esse lugar. Acho a arquitetura da catedral, que imita as catedrais dos Sete Povos das Missões, uma obra linda! Foi liderada por Valentim Von Adamovich, escultor que veio de outro país para o Brasil, e sobre quem meu marido está prestes a estrear um documentário. Os detalhes, os santos ali representados, os anjos, tudo lindo demais, me encanta. A cúpula azul é de uma sala logo à direita da entrada, onde há uma imagem de uma santa e um local para orações. Os símbolos são a decoração das paredes da catedral. E a praça sempre tem muita gente nos sábados e domingos, em rodas, conversando, tomando chimarrão enquanto as crianças se divertem.

Clique para ampliar.

Bom, um pouquinho do meu final de semana pra vocês. Beijão!


Denny
Comentário(s)
Comentário(s)