02/11/2012

Feriado, mudança de emprego, e a bagunça da casa

| |
A semana foi corrida. Tenho várias coisas para deixar em ordem antes de sair do meu atual trabalho. E como sempre tive MUITO trabalho, há alguns acúmulos que não quero deixar para as pessoas que me substituírem (irão distribuir meus afazeres entre várias pessoas). Decidi assumir minha nomeação. Continuo ciente de que vou me sobrecarregar ainda mais e voltar a lutar velhas batalhas que eu não queria mais. Mas no momento preciso de uma certa estabilidade, que o trabalho em uma coordenadoria de educação não me dá. Coordenadorias de educação funcionam como prefeituras, suscetíveis à política e afins. Para permanecer num lugar desses não basta fazer um bom trabalho. Você precisa agradar pessoas, conquistar simpatias, ou seja, é tudo muito vulnerável. E como não sou, nunca fui e nunca serei ligada a partido político algum, prefiro assumir minha nomeação, pois sei que faço um bom trabalho em sala de aula. Já fui convidada por uma diretora para trabalhar na sua escola, agora vamos ver se tudo vai dar certo para ir pra lá.

A casa está menos bagunçada, mas ainda longe de ficar ok. O vidraceiro ainda não apareceu, o encanador ao menos apareceu e já tenho uma pia funcionando e instalada (eu dependia de uma instalação hidráulica para onde eu queria pôr a cozinha), E depois de pelo menos organizada, ainda há muitas coisinhas que quero fazer por aqui, e irei compartilhando com vocês. 

Hoje, feriado de Finados, fomos beeeeem para o interior, num cemitério de uma comunidade rural, onde estão enterrados o esposo e três filhos da avó do meu marido, e os filhos decidiram levá-la lá, apesar de ela estar bem velhinha e não parecer entender totalmente onde foi. Foi um passeio gostoso. AMO o interior. Morei por dois anos em uma cidade muito pequena, cercada de plantações por todos os lados, e em termos de saúde e disposição, foram os melhores anos da minha vida. Não voltaria a morar lá por motivos pessoais, mas a experiência de estar tão próxima à natureza foi marcante. Abaixo, compartilho algumas fotos com vocês: a vó Dolores, paisagens do interior rural, uma perdiz, um pica-pau e mais algumas coisinhas lindas do caminho. Fotos minhas e do excelentíssimo. As mais bonitas, minhas. Claro. HUAHUAHUAHUAHUAHAUHAUHAUAHUA...














Beijos.
Comentário(s)
Comentário(s)