23/01/2013

Honoré de Balzac

| |
Vocês já ouviram falar de Honoré de Balzac? Francês nascido em Tours escreveu, entre outros, o livro "A mulher de trinta",  livro que não apenas ficou famoso, como criou o termo "balzaquiana" para as mulheres que chegaram nessa idade - 30 anos. Vejam um trecho:

"Uma mulher de trinta anos tem atrativos irresistíveis. A mulher jovem tem muitas ilusões, muita inexperiência. Uma nos instrui, a outra quer tudo aprender e acredita ter dito tudo despindo o vestido. (...) Entre elas duas há a distância incomensurável que vai do previsto ao imprevisto, da força à fraqueza. A mulher de trinta anos satisfaz tudo, e a jovem, sob pena de não sê-lo, nada pode satisfazer." (Honoré de Balzac).

Mas um texto que li recentemente, cuja autoria é dada a Arnaldo Jabor (mas convenhamos, hoje em dia se sabe que a questão da autoria de textos na internet é um tanto quanto duvidosa), me agradou mais:

"À medida que envelheço e convivo com outras, valorizo mais ainda as mulheres que estão acima dos 30. Elas não se importam com o que você pensa, mas se dispõem de coração se você tiver a intenção de conversar. Se ela não quer assistir ao jogo de futebol na tv, não fica à sua volta resmungando, vai fazer alguma coisa que queira fazer... 
E geralmente é alguma coisa bem mais interessante. Ela se conhece o suficiente para saber quem é, o que quer e quem quer. Elas não ficam com quem não confiam. Mulheres se tornam psicanalistas quando envelhecem.
Você nunca precisa confessar seus pecados... elas sempre sabem... Ficam lindas quando usam batom vermelho. O mesmo não acontece com mulheres mais jovens... Mulheres mais velhas são diretas e honestas. Elas te dirão na cara se você for um idiota, caso esteja agindo como um!  Você nunca precisa se preocupar onde se encaixa na vida dela. Basta agir como homem e o resto deixe que ela faça... Sim, nós admiramos as mulheres com mais de 30 anos! Infelizmente isto não é recíproco, pois para cada mulher com mais de 30 anos, estonteante, bonita, bem apanhada e sexy, existe um careca, pançudo em bermudões amarelos bancando o bobo para uma garota de 19 anos...
Senhoras, eu peço desculpas! Para todos os homens que dizem: "Porque comprar a vaca, se você pode beber o leite de graça?", aqui está a novidade para vocês: Hoje em dia 80% das mulheres são contra o casamento e sabem por quê? "Porque as mulheres perceberam que não vale a pena comprar um porco inteiro só para ter uma lingüiça!". Nada mais justo!"

Então, isso tudo é só pra dizer que estou de aniversário e cheguei aos tais 30 anos! Não sei se isso fez, faz ou irá fazer alguma diferença relevante, mas sem dúvidas sou muito mais madura e sincera com os outros e comigo mesma do que quando tinha meus 20 anos. E esse ano meu aniversário está como eu amo: sem medo de alguém querer fazer uma festa surpresa (odeio!), comemorando com meu marido, recebendo telefonemas, sms, recados em redes sociais de amigos e familiares (e quem mais tenha sido notificado, rs), algumas colegas/amigas avisaram vão vir aqui em casa à tardinha , vou servir um bolinho, um salgado, uma cheesecake e meu dia vai ser assim, feliz, feliz.

Porque aniversário feliz pra mim é assim: sem firulas, sem festas (surpresas ou não), sem forçação se barra, sem hashtag no twitter. Eu gosto assim, calmo assim. Cada um tem seu jeito e o meu é esse. Por muitos anos tive aniversários desastrosos, quando as pessoas insistiam que eu deveria ter festa e deveria gostar de uma, e então bolavam algo surpresa e acabavam com meu dia. Dessa vez me sinto enfim aceita do jeitinho que sou. E agradeço a Deus por esse meu último ano, que foi bem complicado, mas maravilhoso na mesma medida!

Ah, e vocês viram a coisa fofa que o Google faz quando estamos de aniversário? Logados em nossa conta Google, lógico:



Beijão gente, obrigada pelo carinho de sempre!

P.S.: eu escrevi esse post ontem e agendei. Já tive uma surpresa. Meu dia não vai ser tão sossegado como eu queria, mas ao menos não é nenhuma catástrofe, rs...
Comentário(s)
Comentário(s)