19/01/2014

Um desafio... quem sabe?

| |

E aí turma! Semana novinha em folha começando aí, e o que você vai fazer? Eu cansei de me lamuriar e arrumar desculpas pro maldito kg ganho. Tô encerrando aqui o assunto. Vou focar nessa semana nova, fazer ela toda direitinho, mas sem pensar lá na sexta-feira. O foco da semana é: um dia de cada vez. 

O meu foco sempre foi ter saúde. Sempre dessa vez né? Porque só consegui entrar num eixo, num rumo, quando decidi deixar o emagrecimento como consequência. Porque ter ganho peso foi apenas uma consequência de todas as minhas escolhas erradas.

Não sei você, querido leitor, querida leitora, mas se há algo que eu quero evitar ao máximo é ter uma doença que me incapacite. Porque acho que morrer de acidente ou algo assim, é uma fatalidade, mas é muito "melhor" - se é que dá pra dizer isso - do que ficar inválido por muito tempo. Ou limitado. Dependendo dos outros para as coisas básicas. Não é? 

Já pararam pra pensar que muitos de nós estamos caminhando para esse rumo? E é bom pensar nisso sim, ainda mais se isso te incomoda, se isso te dá medo. Porque quem sabe seja esse o impulso que nós precisamos para levar a sério as escolhas do dia a dia. 

A pergunta que eu quero deixar para você e para mim, nessa semana é:

O quanto eu estou me respeitando?

O quanto mais a gente precisa sofrer, se sentir mal, chorar, se deprimir, se arrepender, sentir vergonha, fracassar, recomeçar, cair de novo, brigar, se irritar, tomar paulada, pra mudar? 

Porque a gente se sente um lixo quando aquela roupa bonita não serve.

Porque a gente se sente o cocô do cavalo do bandido quando vai comer algo e alguém olha COM AQUELA CARA pra gente.

Porque a gente tem vontade de desistir quando come brigadeiro no meio da dieta.

Porque a gente pensa lá nos caminho enorme que tem de kgs a perder pela frente, e parece que o final nunca vai chegar, e dá vontade de que o tempo passe num piscar de olhos.

Porque a gente vai ficando desconfiado de que todo mundo percebe e acha que a gente tá gordo.

Eu não quero esse sentimento mais pra mim. Aí eu passei a pensar assim:

Já sofri tanto por estar gorda, o que me custa sofrer um pouquinho mais e ficar gata?

E, fala sério né, depois que a gente pega o jeito nem é sofrimento. E, sofrimento por sofrimento, vou escolher um que tenha um bom resultado né? Hehehehe...

Então, eu estava aqui pensando... Quem aí está tentando começar uma dieta, mas ainda não conseguiu engrenar? Quem toparia um desafio pela SAÚDE. Deixa o emagrecimento de lado. Quero ver se tem gente disposta a focar na saúde, e a andar com passinho de tartaruga, os famosos baby steps, rumo a uma vida melhor. Estou procurando gente com vontade de mudar, mesmo que agora esteja sem forças, mas que tenha muita vontade de mudar e está a fim de começar agora. Devagarinho... com calma... sem sair todo mundo louco fazendo dieta da proteína e entrando rasgado no Insanity. E também que esteja disposto a realizar - e registrar fotograficamente se necessário - pequenas tarefas. 

"Duas coisas te definem: sua paciência quando você não consegue nada, e sua atitude quando você quer alguma coisa."

Estou pensando numa coisa bacana, legal mesmo, que pode render surpresinhas aos envolvidos. Mas preciso saber se há gente suficiente pra valer a pena. Não é nada de outro mundo, é bem simples. Só quero um grupo coeso, engajado, bacana, disposto a dividir dificuldades e se ajudar mutuamente.

Se você topa, me dá seu ok aqui nos comentários, que é pra eu ficar sabendo. Se você lê o blog pelo feed, ou por e-mail, vem na página rapidinho e deixa um comentário hoje. Tá bom? Vou te esperar hein. Beijo!
Comentário(s)
Comentário(s)