07/03/2014

Atualização de peso!

| |


Desde que a vó morreu minha vida tá uma bagunça. Porque tudo coincidiu: a morte da vóvs, o início do ano letivo, a descontinuação da venlafaxina. 

Continuei seguindo a dieta e os treinos direitinho até semana passada. Mas meu peso estava diminuindo a passos lentos. Resultado de quase 6 meses de dietas low carb. O organismo pára de responder, não adianta, isso é científico, é biológico. E também há aquela questão de que quanto menos peso temos a perder, mais difícil e demorado é o processo. 

Então nesta semana não treinei. Só um dia na verdade. Ontem ou anteontem consegui fazer o Speed 2.0 do Focus T25, mas não fiz com aquele "vigor" de sempre, apesar de seguir direitinho. Porque eu sempre faço do modo mais intenso e correto possível, desgasto meu corpo ao máximo. E esse treino foi bem meia boca, porque movimentos bruscos me davam tontura, então eu evitava chacoalhar a cabeça, logo o movimento ficava limitado. Mas deu pra suar. No entanto, ontem e hoje optei por fazer caminhada mesmo. 

Hoje pela manhã fui à pé para a escola - preciso checar a distância, mas sei que levo em média 30 minutos num passo não muito rápido, porque chegar suada no trabalho é uó. Então sei que não conta como atividade física mesmo (ao menos não para mim que já criei o hábito da atividade física intensa), mas conta como movimento. Baixei o Spotify no smartphone - e precisei deletar alguns apps, já que meu smart é basiquinho, velhinho e tem pouca memória interna - e coloquei minha playlist de músicas clássicas e ópera e me senti uma doidona caminhando e ouvindo ópera. Parecia o maluco de uma novela antiga que não me lembro o nome, que saía dirigindo, escutando música clássica e ópera no volume máximo e depois enchia a mulher de raquetada - dessas de tênis mesmo, rs. Bom, mas AMO ópera e música clássica.

Bom, prosseguindo. Decidi modificar mais uma vez minha alimentação. Acho que o processo de emagrecimento é isso mesmo, a gente precisa ir testando o que dá certo pra gente. Parei de controlar as quantidades de farelo de aveia e trigo na alimentação, inseri farinha de aveia, frutas e comi após 6 meses, um macarrãozinho integral. Coisinha pouca, 1 xícara. Não pretendo voltar a consumir arroz, macarrão, batata, pão branco ou mesmo integral por um bom tempo ainda. Mas decidi, optando sempre pelos alimentos mais saudáveis, ampliar meu leque de carboidratos a serem consumidos a partir de amanhã. 

No começo tive medo de sentir aquela fome doida de quando comia muito carboidrato, fome essa que some quando estamos em uma dieta à base de proteínas. Nos primeiros 2 dias senti mais fome que o normal, mas agora continuo como quando tinha uma alimentação à base de proteínas: fome pouca, sem episódios de compulsão ou vontades doidas. 

Basicamente faço as receitas Dukan, controlo ainda os carboidratos - mas ampliei os alimentos permitidos - priorizo proteínas e alimentos com pouca gordura, evito açúcar, e voltei a consumir frutas, mas no limite do início da dieta: 2 ao dia. Abandonei o "comer à vontade" da Dukan e estou aproveitando o momento para uma reeducação alimentar, e um comer saudável.

Mas, vamos lá, estou nessa há quase duas semanas, e a balança? MEXEU! Na última pesagem, há pouco menos de 2 semanas atrás, a balança marcou 88 kg. Hoje de manhã ela marcou 86,4 kg! Isso significa que perdi 1,6 kg em pouco menos de duas semanas. Achei um ótimo resultado, me animei mesmo!

Bom, notícia dada, vou visitar vocês agorinha e matar as saudades, hoje é noite de folga!


Beijos!
Comentário(s)
Comentário(s)