06/04/2014

Um antes e durante - 33kgs off

| |
Olá! Estou sendo pouquissimo assídua neste blog, sei disso e podem cobrar, mereço a cobrança. Entre o trabalho, os layouts - já tem fila, uhul -, treinos, curso de pedagogia empresarial, de prevenção ao uso de drogas e de inglês, o blog é que está sofrendo! Eu sempre pretendo destinar um tempinho para ele, e para visitar outros blogs, mas tem sido difícil. E confesso que quando me sobra uma janelinha de tempo, uso pra relaxar longe do computador. Bom, mas vamos lá!

O peso ultimamente não tem mexido muito! Estou empacada na casa dos 86kg. 

Mas há uns dias eu estava no trabalho e lembrei de uma foto que fiz quando estava com 109kg - já havia perdido 10! Coincidentemente eu estava com a mesma blusa, então arrumei o cabelo parecido e fiz uma foto na mesma posição. E montei um antes (que nem é tão antes, pois já havia perdido 10 kg, rs) e um durante (porque me faltam vários outros irem ainda). Relevem a cara sisuda, me concentrei em manter a posição semelhante e esqueci que sorrir faz bem! E então chegou gente e fiquei tímida para uma segunda foto, rs. Vejam só:


São 23 kgs de diferença mais ou menos entre uma e outra. Bastante diferença né? Confesso que vivendo isso no dia a dia parece que não foi tanto, mas a foto não deixa dúvidas.

No dia a dia recebo vários elogios. Mas já cheguei em um momento mais delicado: saí da dieta tão regrada, passei para a fase de Estabilização, e comecei a receber comentários sobre minha alimentação, já que, voltando a comer algumas coisas "comuns" como pão integral, etc, algumas pessoas dão a entender que abandonei a dieta e voltarei a engordar. Acabo muitas vezes deixando o lanche pra depois - e depois me enrolo e não como - só pra não ouvir os fiscais de dieta. Há uns dias um senhor me parou no mercado, dizendo que eu precisava parar de comprar comida pra não engordar, hahahahaha... Mas esse não me incomodou muito porque é literalmente fora da casinha, rs.

Nada do que a gente faça é suficiente para alguns, amigos e amigas. Precisei perder quase 35kg pra ouvir o quanto eu estava feia; o quanto eu estava irreconhecível; que eu estou "quase" bonita; como se essas coisas fossem elogios. Sei lá se as pessoas fazem na boa intenção, ou na maldade, eu sou meio ingênua pra perceber isso, mas de qualquer forma me incomoda. E essas coisas não param. E nem estou me fazendo de vítima, porque ainda acho que levo vantagem por estar cercada de gente bacana, os sem noção são uma minoria, tem gente que passa por coisas piores. As pessoas que vivem ao meu lado, uma vida toda, sabem quem sou e entendem todo esse meu processo e o respeitam. Mas a vida é uma vida de aparências. Só se valoriza o exterior. A pessoa te odeia, te chama de gorda. Se tu come uma folha de alface é uma gorda morta de fome. Essas coisas. E não espero que mudem, já desisti. 

Mas sigo preparando meu coração, pra me manter forte pra seguir em frente, e pra ignorar essas situações. Sempre encontraremos em nosso caminho pessoas sem tato. Algumas fazem e falam as coisas por maldade mesmo, pra ferir, machucar, humilhar. Outras, são apenas sem noção, acreditam estar fazendo um elogio sincero. O negócio é se preparar para ambas e relevar, relevar, relevar.

Beijos e boa semana!
Comentário(s)
Comentário(s)