23/09/2014

Produtos do bem - Óleo de Coco orgânico

| |

Olá turma! Hoje vim falar para vocês de mais um produtinho incrível que recebi da Natue. O óleo de coco extra virgem sabor laranja. Na lista de produtos que escolhi no site da Natue haviam produtos sobre os quais eu já havia ouvido falar muito, mas que ainda não conhecia e gostaria de experimentar. O óleo de coco foi um deles! Sempre ouvi falar de deus inúmeros benefícios, mas queria eu mesma experimentar e saber se era bom, ou se era mais um dos inúmeros óleos que dizem ser bons para a saúde, mas intragáveis. Primeiramente, vamos falar sobre o óleo de coco em si. 

O que é o óleo de coco 

O óleo de coco nada mais é que um óleo extraído do coco, a conhecida fruta tropical. Existem dois tipos principais de óleo de coco: o refinado e o extra virgem. O refinado é feito do coco já seco e o extra virgem é feito a partir do como fresco ainda. Para ser considerado extra virgem ele precisa ser retirado até no máximo 48 horas após a colheita. É importante também que ele venha de uma plantação de cocos certificada como orgânica. O óleo de coco do qual falo hoje é o desse segundo tipo, o extra virgem. O óleo é comumente encontrado em sua forma líquida quando em temperatura ambiente. Só fica esbranquiçado e firme, como na foto que ilustra o post, quando em baixas temperaturas, como o dia de hoje, rs. Ele não costuma ficar rançoso  nem estragar, mesmo quando armazenado durante algum tempo. E não precisa ser armazenado em geladeira. 

Benefícios do óleo de coco

O óleo de coco é rico em gorduras saturadas. No entanto, essa gordura saturada é do tipo "triglicerídeo de cadeia média" que é um tipo de gordura que é melhor absorvida pelo corpo, geralmente no fígado e se converte em energia, não ficando acumulada no organismo em forma de gordura visceral e outras. Os principais benefícios deste alimento são:

  • Auxílio na perda de peso - Foram feitos diversos estudos sobre os efeitos do óleo de coco na alimentação. Uma das pesquisas mostrou que o organismo das pessoas que consumiam o produto costumava oxidar melhor as gorduras, o que significa quebrá-las (o que permite que o organismo converta essa gordura em energia) e eliminá-las mais facilmente. 
  • Aumento da saciedade - outro benefício do óleo de coco é a sensação de saciedade. Tudo por que os tais "triglicerídeos de cadeia média" (TCM) de que falei ali em cima ativam alguns hormônios que fazem com que a fome demore mais a aparecer. Se consumido no café da manhã a tendência é comer menos nas refeições seguintes. 
  • Melhora da imunidade - Mais uma vez os tais TCM entram em campo. O ácido láurico e o cáprico modulam o sistema imune, deixando o corpo mais resistente a fungos, vírus e bactérias. 
  • Auxilia no funcionamento intestinal - Alimentos gordurosos por si só já auxiliam na formação e hidratação do bolo fecal, facilitando a evacuação. No entanto o ácido láurico acaba com as bactérias ruins do intestino, melhorando este processo de uma forma especial. 
  • Favorece a beleza - o óleo de coco melhora a elasticidade da pele, combate os radicais livres e auxilia na hidratação dos cabelos. 
  • Aumenta o colesterol bom - o óleo de coco proporciona o aumento dos níveis de HDL o colesterol "bom".
Quanto se deve usar

A recomendação de uso do óleo de coco é de uma colher de sopa ao dia. Por ser um alimento bastante calórico e rico em gorduras saturadas, ele não deve ser usado em exagero. As gorduras são boas, mas desde que na quantidade correta. Se consumido em excesso, além de aumentar níveis de colesterol ruim (ele contém pouco, mas contém), ele pode causar diarreia. 

Onde usar

O óleo de coco é bastante versátil, digamos assim. Pode ser usado de diversas maneiras, para citar algumas:
  • Para finalizar pratos quentes
  • Como tempero de saladas
  • Na preparação de bolos, tortas, cookies
  • Misturado a iogurtes, sucos, vitaminas
  • Pode ser misturado a cremes capilares como meio de hidratação dos cabelos
O único porém dele é que não deve ser aquecido a altas temperaturas, pois assim ele perde todas as suas propriedades benéficas à saúde. Ele é um tipo de óleo que não produz substâncias nocivas quando aquecido a altas temperaturas (como é o caso de óleos vegetais e azeites), mas se usarmos dessa forma, ele acaba perdendo as propriedades saudáveis. E sempre deixa um sabor de coco, claro, então em pratos salgados ele pode nem sempre ser uma boa opção. 

Sugestão de consumo


Uma sugestão bacana, e que me agradou foi o shake. Esse da foto fiz com 200ml de leite desnatado, 1 colher de sopa de farelo de aveia, uma pitada de canela e 1 colher de sopa de óleo de coco extra virgem sabor laranja. Adocei com agave. O sabor ficou divino! Esse óleo que recebi tem um aromazinho de laranja, muito saboroso! Suuuper recomendo!

No site da Natue há vários tipos de óleo de coco, inclusive em cápsulas, vocês podem conferir AQUI

Alguém aí já usou o óleo de coco? Como? Conta pra gente!

Beijão!
Comentário(s)
Comentário(s)