17/02/2015

Como combater a prisão de ventre

| |

Bom dia turma! A prisão de ventre é um problema que atinge grande parte das mulheres. Parece que o DNA feminino vem meio que programado para brigar eternamente com o intestino, rs. Mas não é só as mulheres que sofrem com isso: muitos homens também são vítimas da constipação. O post de hoje é para dar aquela luz para quem sofre do problema e busca uma solução!

Muitas pessoas têm vergonha de falar sobre o assunto, mas é muito importante que se trate do problema para evitar que ele atrapalhe nossa vida e nossa saúde!

A Fase Ataque da Dieta Dukan é bastante pobre em fibras, o que torna o trânsito intestinal mais lento. Mas ela é curta. E na Fase Cruzeiro entram diversos legumes e verduras que ajudam a solucionar o problema. No entanto algumas pessoas continuam sofrendo com a constipação, e isso pode além de mascarar a perda de peso, trazer grande desconforto. Abaixo, algumas dicas que podem te ajudar a aliviar a situação (tanto de quem faz a Dieta Dukan, quanto de quem apenas sofre com o problema):
  • Beba muita água - a água é responsável por hidratar o bolo fecal, facilitando seu caminho no aparelho digestório. É indispensável que se beba no mínimo 2 litros de água se você for uma pessoa com o peso dentro dos padrões, e se você estiver acima do peso deve beber mais. 
  • Utilize o farelo de trigo - o farelo de trigo é bastante importante no sentido de que é composto de fibras de excelente qualidade, que auxiliam a mobilidade das fezes. Mas lembrando: mais fibra, mais água! Na Dieta Dukan você pode acrescentar 1 colher de sopa de farelo de trigo diária em sua alimentação para auxiliar neste problema. 
  • Invista em alimentos probióticos - este tipo de alimento tem bactérias extremamente benéficas ao intestino, o que faz com que ele fique mais saudável e realize todo o processo digestivo com mais eficiência. Alguns exemplos de alimentos probióticos: iogurtes (que contenham bifidobactérias ou lactobacilos - veja no rótulo), coalhadas, queijos magros, iogurtes feitos com kefir, etc.
  • Faça atividade física - sim! Atividade física ajuda demais o organismo como um todo a funcionar melhor! Exercícios que fortaleçam o abdômen, o core, ajudam muito neste problema! A caminhada e atividades aeróbicas estimulam os movimentos peristálticos do intestino, que fazem com que o bolo fecal se movimente corretamente.
  • Vá ao banheiro sempre que tiver vontade - claro que isso nem sempre é tão fácil. Mas é melhor evitar ao máximo, pois se as fezes não são expulsas, elas voltam ao intestino, ficando mais ressecadas e volumosas, o que dificulta ainda mais o processo. No entanto, se a vontade não surgir - o que pode acontecer - é interessante escolher um horário e ir ao banheiro sempre fazer a tentativa, mas sem demorar demais, para evitar o surgimento de hemorroidas. 
  • Capriche em alimentos ricos em fibras - alguns exemplos de alimentos que não podem faltar à mesa: abóbora, acelga, farelo de aveia, brócolis, cenoura, chicória, couve, couve-flor, tomate. 
  • Consuma alimentos com efeito laxativo - alguns alimentos têm esse efeito sobre o organismo, o que facilita muito na hora de ir ao banheiro. Alguns exemplos: alface, rúcula, agrião, abobrinha, couve, linhaça, farelo de trigo, café, chá de bardana, cáscara sagrada, gengibre, açafrão, pimenta caiena, hibisco, cenoura, cebola, alho. 
O uso de laxantes contra a prisão de ventre

Há casos em que é necessária alguma ajuda "externa". Muitas pessoas apelam para os laxantes. Acontece que isso pode ser perigoso! Vários laxantes funcionam por irritarem a mucosa intestinal e o resultado muitas vezes são cólicas bastante fortes, seguidas de diarreia intensa. Isso faz com que o organismo perca muitos nutrientes, e desidrate muito rapidamente. 

O uso excessivo de laxantes pode causar diversas doenças no aparelho digestivo, sem contar que pode fazer com que seu intestino "vicie" ou seja: só funcione desta forma. E sabe porquê? Porque muitas das substâncias presentes nestes fármacos causam lesões no intestino, prejudicando os movimentos necessários para expulsar o bolo fecal, ou seja: o problema pode se tornar crônico. 

Portanto, antes de apelar para algum medicamento, tente todas as soluções naturais possíveis, e só então vá a um médico e peça a indicação do melhor para o seu caso específico. E nunca tome irresponsavelmente. 

Espero que este post tenha lançado alguma luz sobre o assunto!

Beijão!


Se você curte o blog, pode me acompanhar nas redes sociais:
Comentário(s)
Comentário(s)