02/07/2015

7 dicas para manter a dieta quando não se mora sozinho

| |

Quem precisa fazer dieta, seja por questões de sobrepeso, seja por questões de saúde, sabe o quanto é difícil manter a linha dividindo um teto com pessoas que não fazem dieta. Acontece que há situações em que manter a linha é a única opção viável e necessária, então é preciso estratégias que ajudem a seguir adiante da melhor forma possível. Hoje darei algumas dicas que podem te ajudar nessa caminhada!

Eu faço dieta morando com um cidadão que não faz e nem precisa fazer. E, para ajudar, come de tudo um pouco. É difícil? É sim. Mas tenho minhas "táticas de guerrilha" que ajudam a convivência com essa situação a ficar mais tranquila, e é isso que quero dividir com vocês hoje. 

  1. Converse. Chame a(s) pessoa(s) com quem você vive e diga os motivos pelos quais você precisa fazer dieta e explique os motivos pelos quais a colaboração dessa pessoa é importante. 
  2. Peça um tempo para adaptação. As primeiras semanas de toda dieta são as mais difíceis. Depois você conseguirá conviver com algumas tentações sem grandes problemas. Mas é importante pedir que pelo menos nas primeiras semanas evitem comer coisas que te deixem com muita vontade.
  3. Separe seus alimentos e peça exclusividade sobre alguns. Todo mundo sabe que alimentos diet e light são caros. Então se você precisa recorrer a eles, peça á sua família que não os use. Mas se possível compre versões "gordinhas" destes alimentos para manter na geladeira e não deixar o pessoal na vontade, se for algo de que eles gostem (duvido alguém atacar seu tofu hahaha).
  4. Evite ter tentações em casa. Claro que você não vai ser sacana e privar todos durante todo o tempo de comer o que eles gostam. Mas você pode comprar biscoitos por exemplo, para que comam no caminho para casa ou logo que cheguem em casa, e assim evitar que o produto fique ali te tentando. Evite manter estoque. 
  5. Mantenha lanchinhos magros sempre prontos. Isso facilita para na hora da fome você ter algo pronto para comer e não sentir tanta vontade de atacar o que não deve. Mesmo numa rotina puxada é possível se organizar para ter algo assim sempre à mão. 
  6. Lembre-se: é você que está de dieta, não os outros. Isso é muito importante. Por mais que facilite demais nossa vida se a família toda entrar em dieta, é preciso ter coerência e saber que a rotina alimentar dos demais não tem que ser toda alterada só porque você está em dieta. Tudo bem querer melhorar a qualidade da alimentação da família, mas chips de abobrinha não agradam a todos, ok?
  7. Seja generoso. Aí você é aquela pessoa que entra em dieta e decide fazer pudim diet, mousse light, bolo sem açúcar e não deixa ninguém tocar neles. Olha meu amigo, minha amiga, quanta mesquinharia! Eles verão e terão vontade. Faça versões "normais" desses alimentos, divida o seu, ou faça o seu em porções pequenas que você possa comer de uma vez só. Você sente desejos, eles também. 
Mas, se você foi brindado(a) com aquele tipo de família que parece fazer questão de te sabotar, lamento, mas terá que ser forte por você mesmo(a) e resistir bravamente. É perfeitamente possível. É difícil, sofrido, mas se é algo que você quer, vale a pena insistir. Até porque com certeza você receberá elogios pelo seu esforço e determinação e servirá de exemplo para os demais!

Vocês tem alguma dica bacana para dar sobre esse assunto? Você que faz dieta, como resolve estas situações em casa?

Beijocão!


Se você curte o blog, pode me acompanhar nas redes sociais:

SNAPCHAT: @dennybap / PERISCOPE: @dennybaptista
Comentário(s)
Comentário(s)