28/07/2015

Os 8 remédios naturais - Nutrição

| |

Finalizando a série sobre os 8 remédios naturais, hoje o tema é: nutrição. Nada mais justo que a nutrição seja considerada um remédio, uma vez que é através dela que nos curamos de diversas doenças ou desencadeamos várias outras. 

Nossa vida se sustém graças ao que comemos. Mas pode terminar mais cedo pelo mesmo motivo. Atualmente é muito difícil consumir alimentos que não estejam cheios de corantes, conservantes, e químicos em geral. A maioria dos legumes e verduras não fogem dos agrotóxicos também. Não é preciso ser um gênio para saber que isso tem algum impacto sobre nossa saúde. E o impacto não é pequeno.

Juntamente com isso, no dia a dia a alimentação rápida que vem em pacotes nos atrai mais e mais pela praticidade. Alimentos já pré-prontos, ou mesmo prontos que ficam no ponto após alguns minutinhos de forno ou micro no stentam quando andamos às voltas com o tempo escasso. Acontece que a maioria dos alimentos que encontramos nas prateleiras concentra quantidades absurdas de açúcar e gordura do pior tipo. As consequências na saúde são as piores e mais diversas, indo desde alergias simples, a vários tipos de câncer.

Então, como evitar todas essas coisas?

Bom, manter uma alimentação saudável nem sempre é simples. Primeiramente porque nosso paladar acaba embotado com tanto "sabor" conseguido à base de muito sódio, açúcar e glutamato monosódico. Segundo porque este tipo de alimentação nem sempre é prática. 

A boa notícia é que o paladar se acostuma a novos sabores. Basta que as mudanças sejam feitas gradualmente. E com o tempo vamos aprendendo novas formas de preparar os alimentos e acabamos percebendo que não é tão difícil comer bem. 

E afinal de contas, o que é comer bem?

Bom, uma alimentação saudável prioriza alimentos naturais preparados da forma mais natural possível. Legumes, verduras, frutas, cereais integrais e proteína animal magra configuram a relação dos alimentos mais saudáveis atualmente. Se preparados de forma a manter seus nutrientes e com o mínimo de gordura e açúcares possível, sua saúde só tem a ganhar. 

Comer bem não é apenas comer as coisas certas. É também comer em horários ideais e em quantidades satisfatórias. Regra geral, você não precisa comer a cada 3 horas - a menos que deseje acelerar o metabolismo para emagrecimento. Acelerar o metabolismo faz com que tudo aconteça mais rápido, inclusive a liberação dos temidos radicais livres, responsáveis pelos sinais de envelhecimento, entre outros. Portanto é uma estratégia que deve ser lançada apenas nestes casos específicos. O ideal é fazer em torno de 3 a 5 refeições ao dia, em média a cada 3, 4 horas. E evitar ficar beliscando a toda hora, para dar um tempo de "repouso" para o sistema digestivo. A configuração básica das refeições é:
  • uma primeira refeição grande, o café da manhã;
  • uma refeição mediana no meio do dia;
  • uma refeição leve ao final do dia;
  • se necessário lanches em porções bem pequenas entre as refeições.
A famosa máxima do "café da manhã de rei, almoço de príncipe e jantar de mendigo"funciona muito bem no quesito manutenção da saúde. 

Em resumo: comer alimentos da maneira mais natural possível, evitar o uso de industrializados e refinados, comer em porções ideais e nos horários corretos são fatores que com certeza te permitirão uma vida o mais livre de doenças possível.

Espero que tenham gostado da série de posts!

Beijão!


SNAPCHAT: @dennybap / PERISCOPE: @dennybaptista
Comentário(s)
Comentário(s)