20/11/2015

Mais uma calopsita - Miquerinos

| |

Comentei no post de segunda que tenho uma nova calopsita. Pois apresento a vocês o Miquerinos. Permitam-me explicar o nome, rs... O meu outro filhote, que já tem pouco mais de um ano, se chama Tut (eu coloco o "i" no final de safada, rs), em homenagem ao Rei Tut, mais conhecido como Tutancamon, um grande faraó. A intenção nem era homenagear outro faraó com o nome Miquerinos (que sim, é nome de outro faraó). Nós na verdade não sabíamos que nome pôr e ele ficou sem nome por uns três dias. No primeiro dia meu marido falou de brincadeira no nome Miquerinos, mas não pretendíamos manter. Só que enquanto não pensávamos num nome oficial, fomos chamando de Miquerinos de brincadeira, e de repente ele não parecia com nada além de Miquerinos, rs... 

18/11/2015

Receita - requeijão cremoso 0% de gordura

| |

Uma das grandes dificuldades para quem faz uma dieta com baixo teor de gorduras como a Dukan é encontrar laticínios - principalmente queijos - que não contenham, ou contenham muito pouca gordura. Gente, a indústria brasileira enfia gordura até no açúcar! É impressionante. Parece que os mocinhos lá que inventam os produtos alimentícios olham para um produto novo, observam, olham novamente, acham que está ok, e então pensam: "nossa, está saudável demais, toma aqui mais uma gordurinha, toma". Tipo assim.

Pensando nesta dificuldade há algum tempo atrás publiquei um post com uma listinha de queijinhos e afins que são ou permitidos, ou tolerados na Dieta Dukan - clique neste texto, dê uma passada lá e confira, ajuda pra caramba.

Então, uma das coisas que para mim é igual caviar nunca vi nem comi eu só ouço falar, é o tal do requeijão zero, aquele da tampa rosa da Danúbio. N U N C A vi. Jamais. Os supermercados aqui pelo visto também nunca. E a coisa é tão tensa que sequer existe algum requeijão com menos de 7% de gordura NO BRASIL. Vejam só que absurdo. Ou é zero gordura, ou tem 1937291% de gordura. Fogo hein? Eu amo um requeijãozinho. Ajuda bastante na hora de cozinhar. Testei váááárias receitas pela internet afora e tudo o que eu conseguia era um creminho de leite que nada tinha a ver com o raio do requeijão. Numa dessas, me deparei no Instagram com uma receita de requeijão light que a @blogdadrika compartilhou, e que era originalmente da @projetodanymagrinha. Olhei, achei tão bonitinho, parecia bem cremoso. Mas era light. Com ricota light. E eu queria zero gordura. 

Foi aí que o tico e o teco mandaram bem n a sinapse e lembrei que - POXA! - eu sei fazer ricota zero. E fazendo ricota zero eu bem poderia testar essa receita e conseguir um requeijão zero! Com um pouco de sorte, claro. E fiz, e deu certo e gente, estou no céu. Aposto que é bem melhor que o tal Danúbio!  Já pensei em milhões de possibilidades de temperinhos! Mesmo que eu pretenda em breve largar de vez da ingestão de laticínios - mas essa é história para outro dia. E vamos à receita então?

Clique aqui e veja a minha receita de ricota zero gordura!

Receita de requeijão cremoso 0% de gordura

Ingredientes

- 150gr de ricota fresca zero
- 90ml de leite desnatado morno
- Sal a gosto

Modo de Fazer:

Bata tudo no liquidificador, até ficar bem cremoso! Dependendo da umidade da sua ricota, pode ser preciso acrescentar mais leite. Então vá acrescentando uma colherada por vez até chegar na consistência que você deseja. 

Obs.: se você faz a Dieta Dukan, aconselho você a usar a ricota que ensino no post indicado acima, por ser zero gordura. Se não fizer, pode utilizar a fresca normal ou light mesmo!

Duração: cerca de 5 dias na geladeira. 

Mais um daqueles closes habituais:


Delicinha hein? Se alguém fizer, me conta!

Beijocão!

P.S.: porque denominar a receita como requeijão, e não creme de ricota? Porque a textura de um creme de ricota é bem diferente no quesito textura. Pelo resultado obtido, ele encaixa-se como um requeijão sim. Em termos de ingredientes essenciais, são os mesmos em ambos, por tratarem-se basicamente de laticínios. 

16/11/2015

Retornando!

| |
Imagem: We heart it

Olá turma! Após um bom tempo sem dar as caras por aqui, decidi sair da minha bolha e retomar o blog. Eu dei um tempo para fazer o layout novo, mas então fui me amarrando, e no final das contas eu precisava de um tempo para mim, sem a obrigação dos posts, sem nada. Mas agora creio que já me dei tempo suficiente, e é hora de retomar as rédeas e o blog também. Ele ainda não está como eu gostaria, mas por hora está bem próximo. Ainda quero criar uma identidade visual, mas não profissional da área e quem sabe quando eu tiver $tempo$ eu contrate alguém para fazer para mim, rs... 

Durante este tempo várias coisas aconteceram, mas o principal é que eu dei um tempo para mim. Como alguns já sabem, recebi o diagnóstico de FOP - Falência Ovariana Prematura - ou seja, menopausa precoce. Isso significa, basicamente, que as chances de eu ser mãe por meios naturais dependem basicamente de um milagre. Não vou me alongar no assunto, que ainda é bastante doloroso, o estou compartilhando com vocês porque sempre fui muito transparente aqui. Só sei que realmente esta não é a hora de falar em fertilização in vitro, adoção, nem nada destas coisas. Eu realmente não preciso ser consolada. A compreensão já é suficiente. A situação é bem delicada, e às vezes palavras não ajudam mesmo, as tentativas de consolo às vezes mais machucam que ajudam de fato. 

Durante este tempo, ganhei mais uma calopsita! Dessa vez, um bebê calopsita! Chegou aqui com as penas nascendo ainda e se desenvolveu muito rápido e já é grandão! Como chegou muito bebê, ele hoje pensa, literalmente, que sou sua mãe, e vive agarrado na gente. É muito carinhoso, bem mais "dado" que o Tuti, minha calopsita mais "velhinha", que é todo sério e não curte muita interação. Cuidar dele, dar papinha no começo, e tudo o mais, me tomou bastante tempo e me preencheu alguns espaços, o que me ajudou bastante nesse período. 

Eu já estava  meio no automático aqui no blog há algum tempo, essa é a realidade. Passei uns 2 ou 3 meses fazendo exames e tudo o mais, foi um período bastante tenso, então saiu um pouco da Denise de sempre e entrou a redatora. O que é bom, pois rendeu muitos posts ao blog, mas tirou um pouco de mim das linhas aqui escritas. 

O fato é que sim, estou de volta e o blog irá retomando seu antigo ritmo aos poucos! E aos poucos vou detalhando as coisas que têm acontecido por aqui também!

Estava com saudades! Aproveito para agradecer o tanto de carinho que recebi via e-mail, instagram, mensagens privadas, e-mail! Foi fundamental para criar forças e retomar tudo!

Um beijo enorme e boa semana!