07/07/2016

Como baratear a Dieta Dukan

| |


Imagem: Freepik

Das coisas que mais escuto há um bom tempo, creio que a frase "como a dieta Dukan é cara!" se encontra dentre as "mais-mais". Realmente, a Dukan tem a capacidade de ser cara. Mas se você assim optar. Já explico!

A base principal da dieta são o farelo de aveia, carnes, ovos, legumes e verduras. Até aí tudo certo. Tem laticínios também, mas estes devem ser bem controlados. Fora os laticínios, só tem ali comida de verdade, sem purpurina. Mas com o andamento da dieta, as pessoas vão agregando diversos ingredientes, só por constarem na lista de permitidos da dieta. E é aí que começam não só os problemas com o peso que não baixa, como com o bolso que esvazia.

É claro que comer por muito tempo apenas ovos, carnes, legumes e verduras pode se tornar enfadonho. Mas isso não significa que por isso você precisa ficar fazendo outros pratos a todo momento. O ideal é seguir o hábito de uma alimentação mais simples e eventualmente consumir um ou outro prato diferente, doces por exemplo. Isso seria o ideal, para o emagrecimento, para a saúde, e para o bolso.

A chave para o emagrecimento, na dieta que for, é a simplicidade. Vejam que quando ganhamos peso geralmente não comemos com tanta simplicidade. Biscoito não é simples. Chocolate não é simples. Simples é o que vem da natureza. O problema é que ao entrar numa dieta, seja ela qual for, as pessoas querem levar para a dieta essa suntuosidade alimentar da época em que comiam "à vontade" (e a balança subia à vontade também), e alguns inclusive acrescentam ainda mais elementos alimentares ainda. É bem comum ver alguém que nunca comeu gelatina comendo quatro, cinco caixinhas na semana. Só porque é permitida (ainda que não à vontade).

Também já vi diversas pessoas queixando-se do valor da dieta, mas comprando iogurte grego zero direto, queijos que sequer poderiam ser consumidos pelo teor de gordura, requeijão light não permitido também... não tem como a conta não sair cara. De tanto ver isso, decidi reunir algumas dicas que podem te ajudar no processo, seja emagrecendo mais eficazmente, seja economizando no supermercado.

Reeduque-se

Se você seguir essa dica, já terá meio caminho andado. Se você deseja emagrecer e seguir no peso ideal, precisa reeducar seus hábitos. PRECISA. Dieta alguma faz milagre. Mesmo as pessoas que recorrem a cirurgias como a bariátrica voltam a ganhar peso se não aproveitarem o momento para se reeducar. A melhor maneira de fazer isso é alimentar-se de maneira simples. Sem muitos lanchinhos. Deixando alimentos mais "diferenciados" para momentos pontuais, não na rotina do dia a dia. Procure outras fontes de prazer além da comida. Reeduque seus hábitos alimentares e de consumo.


Utilize apenas alimentos permitidos

Essa é uma dica que parece óbvia, mas não é. Basta dar um giro no Instagram, por exemplo, para ver os feeds dos adeptos de dietas utilizando alimentos que não fazem parte do rol de alimentos permitidos nestas. Não é raro ver geral atochando queijo mussarela / prato light (sendo que apenas UMA marca no Brasil produz um com tão pouca gordura a ponto de ser considerado tolerado - e vende em pouquíssimas capitais),  ou requeijão light (até hoje nenhuma marca dos light brasileiros tem menos de 7% de gordura) em TODAS as refeições. São produtos que encarecem e dieta, e nem são permitidos. Isso sem contar iogurtes e muitos outros.


Dentro dos alimentos permitidos, opte pelos mais simples

Os mais simples, quando falamos da Dukan, são os básicos: legumes, verduras, carnes e ovos. Simplérrimo. Varie as preparações, não coma sempre os mesmos, nem preparados sempre da mesma forma. Assados, cozidos, refogados, em caldos, etc. Use a imaginação!


Controle o consumo de laticínios e prepare os seus

No Brasil, os laticínios estão cada vez mais caros. Junto disso, são alimentos que não trazem grande aporte nutricional (o processo de pasteurização acaba com a grande maioria dos nutrientes), e trazem uma boa carga de carboidratos, através da lactose. A Dukan indica que se controle o consumo destes no decorrer da dieta, a fim de que o emagrecimento não seja prejudicado. Mas a maioria simplesmente não faz este controle. Laticínios não são alimentos tão "simples" como os do item anterior. Mas ajudam a dar maior variedade à dieta sim. No entanto, não precisam ser utilizados em larga escala. E podem, muitos, ser produzidos em casa, o que demanda mais economia ainda. Aqui no blog já ensinei a fazer ricota e queijo cottage, e requeijão, todos zero gordura. Dentro desta dica, incluo outra: não carregue muito no leite em pó. Use somente de vez em quando. Ele pode ser sua perdição, vai por mim.


Escolha os alimentos de acordo com as promoções do supermercado - mas cuidado com o desperdício!

Aqui em casa funciona assim: se está em promoção, é o que vai pra mesa! Fique sempre de olho nas promoções. A cenoura está barata? Leve! É o repolho o barato da vez? Invista nele. Escolha o corte de carne mais em conta - mesmo os magros têm ótimas promoções. Invista no frango. Coma ovos! Você não precisa de quinze tipos de vegetais no prato - mas precisa sair daquele grupo manjado chamado alface-tomate-cebola-pepino. No entanto, não compre coisas apenas por estarem em promoção. Algumas podem estragar muito rápido, e se você comprar muito, pode desperdiçar. Outras, acabam não sendo utilizadas. E outras, mesmo em promoção, acabam sendo mais caras que o ideal.


Aprenda a diferenciar a fome da vontade de comer

Fiz um post bem bacana com dicas para diferenciar uma coisa da outra. Se você está com vontade de "comer um docinho", então você não está com fome. Você está com vontade de comer. Aos poucos vá aprendendo a identificar quando você tem fome mesmo. E respeite estes sinais do teu corpo. Respeitar nosso corpo é a melhor maneira de permiti-lo ser saudável. Comer quando ele não precisa de comida nada mais é que uma agressão. Sim, o comer de 3 em 3 horas é um mito - no qual acreditamos por tanto tempo! - sem comprovação científica alguma, nem embasamento. É como um boato criado por sei lá quem, que caiu nas graças de nutricionistas, revistas de saúde e boa forma, e empresas comercializadoras de lanchinhos. Seu corpo não precisa comer a cada 3 horas e seu metabolismo não ficará mais lento por isso. É um processo que pode ser lento, mas que se você deseja ter saúde e manter o peso no futuro, precisa aprender a dominar.

Bom, estas são as principais dicas. Você tem alguma? Compartilhe conosco!

Beijão!
Comentário(s)
Comentário(s)