08/08/2016

Como foi a semana? - Semana 01 de agosto/2016

| |



Esta foi uma das melhores semanas para mim. Retornei ao trabalho (apesar de confessar que essa parte foi triste hahaha), e consegui estabelecer mais ou menos uma rotina alimentar. O plano é almoçar em casa na segunda, terça e quinta-feira. Nestes dias não vai rolar café da manhã, porque nunca tenho fome mesmo, e acaba atrapalhando meu apetite para o horário do almoço. Na quarta e na sexta almoçarei bem mais tarde (quase um "almojantar"), pois ficarei no trabalho direto no horário do meio dia. Neste dia então ou farei um jejum mais prolongado, ou farei um belo café da manhã, que certamente irá segurar minha fome no decorrer do dia. 

Foi o que fiz hoje. Ontem na hora do almoço não estava com fome, então não comi. Fiz um almoço tardio lá pelas 17h, e a fome do dia acabou. Então hoje cedo acordei com fome, e fiz 3 ovos no óleo de coco (era ovos pequeninhos, por isso 3), e bati um kefir com morangos (em breve falarei do kefir, é fantástico!). Nem consegui tomar toda a batida, deixei metade para o marido. Como sempre, caprichei na alimentação. Gosto de comida bem feita, de cozinhar com amor, de pratos com uma boa apresentação. Na verdade gosto cada vez mais destas coisas. 

Procuro usar ingredientes simples, baratos (até porque não ando nadando em dinheiro, infelizmente), e fáceis de encontrar. Apenas eventualmente consumo algo mais "diferente". Isso torna a alimentação do dia a dia prática, descomplicada, barata e fácil de fazer. Apenas me empenho mais em formas diferentes de preparação dos alimentos. O que acho essencial.

Sabem, ter adotado uma linha alimentar como estilo de vida traz uma tranquilidade que jamais senti. Acabou aquela pressa em perder peso, aquela precisa em "terminar" a dieta. Com meu marido seguindo mais ou menos a mesma linha (pq ele dá umas escapadas a mais que eu), tudo fica ainda mais simples. Minha despensa está reduzida. A parte que eu destinava a alimentos empacotados, industrializados, caiu para cerca de 1/10 do que era antes. Na verdade guardo quase tudo em uma prateleira. A geladeira não anda lotada também. Antes vivia cheia, mas coisas estragavam e haviam aqueles produtos que duram "eternamente" também. Agora, sem estes produtos, está bem reduzida. Como consumimos mais legumes, verduras, alguns queijinhos, acabamos comprando pouco por vez, para que não acabem estragando e indo fora. Tenho comprado com mais frequência e em menos quantidade. Tem sido ótimo!

Devo dizer que tudo isso é libertador. Lembro de quantas vezes eu repetia o coro do "mas o que eu vou comer?" quando se falava em alimentação saudável. Toda a minha alimentação era baseada em arroz, feijão, macarrão, pães, bolos e biscoitos. Eu achava impensável algo diferente. E muito, muito triste. O processo todo, desde que comecei a diminuir frituras, refrigerantes, até onde me encontro hoje, levou cerca de 3, 4 anos. É uma mudança muito mais de cabeça. De compreensão. E posso dizer que jamais estive tão satisfeita com a minha alimentação.

Posto praticamente toda minha alimentação no Instagram (@denny.baptista). Acho bacana isso, pois consultei diversos perfis que se alimentam na mesma linha para ter sugestões do que comer, e ainda o faço de vez em quando. Acho que ajuda demais!

Sobre a perda de peso: este mês ela foi menor do que eu gostaria. Mas estou acertando meus ponteiros devagar. Sei que comi mais frutas que no primeiro mês. Dei umas escapadas a mais também. Agora é a hora de ir reajustando, até encontrar o equilíbrio ideal para mim. Sem pressa dessa vez, mas com um foco bem firme!

Beijão e boa semana!
Comentário(s)
Comentário(s)