17/01/2017

Feliz 2017!

| |
Sobrinho amado, João Vitor e meu esposo Marco, na praia de Itapoá/SC


Então, TANTAS coisas aconteceram entre o final de 2016 e início de 2017 que tentarei resumir um pouco para vocês entenderem sem desistirem de ler o post! 

Como quem é "das antigas" aqui sabe, minha principal ocupação é ser professora. Funcionária pública do estado do Rio Grande do Sul. O blog é meu hobby - bem queria que fosse minha ocupação principal, mas ainda me falta organização. Enfim, quem ouve / lê  noticiários em geral deve saber da intensa crise financeira pela qual o estado do Rio Grande do Sul vem passando. O resultado disso são salários parcelados há muitos meses, um 13º que foi parcelado também (em 12 vezes!!!!), isso em se tratando apenas do funcionalismo público. Os preços de tudo aumentando, impostos altos e pouco retorno ao contribuinte e por aí adiante. 2016 foi um ano muito difícil neste sentido. Meu esposo é bacharel em Pintura pela Escola de Belas Artes da UFRJ, pós graduado em Cinema. Santo Ângelo / RS é uma cidade pequena, com muito poucas - para não dizer nenhuma - oportunidades nesta área. Infelizmente é uma região com uma história belíssima, mas que não investe em cultura. Ele vinha dando aulas de Arte em uma escola da rede privada, mas nossa vida se resumiria a isso, dado que a área dele não tem fomento algum na região. Então, vendo toda uma formação sendo mal aproveitada, e somando a isso a situação insustentável como funcionária pública, decidimos ir atrás de melhores oportunidades.

Nos últimos meses do ano soubemos da possível abertura de vagas na área da educação, na rede privada, em Joinville / SC. Meu irmão mora nesta cidade, então conhecemos um pouco. Entramos em contato, enviamos nossos currículos e, em dezembro, fomos convidados a trabalhar nesta cidade. Não pensamos duas vezes, aceitamos. Não apenas pelos empregos novos, mas pela quantidade de oportunidades, de cultura, de vida que uma cidade maior traz! O final de ano, então, foi uma correria tremenda! Organização da mudança, busca de imóvel para alugar (neste ponto meu irmão foi fundamental, organizando tudo para que não precisássemos ficar no vai e volta entre uma cidade e outra, meus pais também ajudaram), organização de tudo no trabalho que eu deixaria para minha substituta, entregar apartamento aqui, ir, enfim, pouco tempo para muita coisa!

Pedi Licença Interesse de minha função como funcionária pública (que foi deferida a jato, creio termos um novo recorde), e em breve iniciarei meu trabalho aqui na nova cidade. Em meio a isso tudo, muitos problemas, percalços e tudo o mais, para fechar a mudança com chave de ouro, rs... Um exemplo: nossa mudança foi despachada na quinta-feira (dia 05) e ainda não chegou). Escolhemos uma empresa de confiança, fizemos as demais mudanças com eles, mas deu tanto problema que nem vou começar a relatar. 

Então ficamos uma semana na casa do meu irmão, depois viemos meio acampados para o apartamento novo, e estamos nos virando como podemos. Meu irmão ofereceu a casa para ficarmos mais tempo, mas é importante irmos nos habituando ao novo ambiente, ao novo bairro, e começarmos a criar uma rotina antes das férias acabarem.

Mas no meio disso tudo, boas novas também, TCHARAN! Estreamos nosso primeiro carro. Estamos muito felizes! É um carro simples, mas bonito, econômico e o melhor: é nosso! Fizemos nossa primeira grande viagem sozinhos (quase 800km separam Santo Ângelo de Joinville), a bordo de um carro com nossos pertences básicos e 3 calopsitas! E viva o Google Maps! Foi emocionante!

No meio dessa doideira, não deu para manter uma dieta regrada não. Me mantive na linha o máximo possível por um bom tempo, e depois meio desandou, e agora a coisa está meia boca: como estamos sem fogão, geladeira, nem nada, precisamos de coisas que não necessitem de refrigeração e tal, então ainda está difícil comer bem direitinho. Na balança não houve estrago, por incrível que pareça, pois apesar de comer errado, comi pouco e corri muito! No entanto estou com o rosto cheio de espinhas, nem tirei fotos nos últimos dias por conta disso. Sem contar que tudo o que eu poderia usar para amenizar a situação (bb cream, corretivo, etc) está dentro de um caminhão de mudanças que deve chegar apenas na quinta-feira! E não vou comprar tudo novamente, meu bolso agradece, rs...

Já estamos andando para cá e para lá na nova cidade, aprendendo (bem) aos poucos as ruas, os caminhos, os lugares. Visitamos algumas praias aqui perto (litoral do ladinho gente!). Ainda falta pedir internet para cá, mudar número de celular, tanta coisa! Mas vamos nos organizando!

Escrevi este post para dar sinal de vida, dizer que está tudo ótimo, e que logo eu volto, só preciso organizar as coisas aqui!

Obrigada pelo carinho de sempre!