27/12/2012

Tchau 2012!


2012 vai indo embora... e já era hora! Que ano meus amigos, que ano! Acho que foi o mais intenso de toda a minha vida.

Comecei o ano com a maior decepção da minha vida com quem considerava amigo de verdade. Um baque tremendo, mesmo. Fofocas, mentiras que jamais pensei que alguém teria capacidade de inventar (e outros, de acreditar), enfim. Já é passado, mas claro que lembro! Você por acaso esquece facilmente quando alguém lhe faz muito mal? Não, logicamente. Sofri pra caramba, mesmo achando hoje que não deveria. Deveria ter xingado pra caramba e ponto final. Mas hoje fico feliz em dizer que não dói mais. Lembro, mas já é apenas uma cicatriz que está lá para me lembrar de ter cuidado com as pessoas, mesmo as que parecem maravilhosas e cheias de boas intenções. Aprendizado.

Este também foi o ano em que minha vida profissional foi agitadíssima. Passei em um concurso, troquei de local de trabalho, me tornei oficialmente uma analista de mídias sociais (quem diria) na prática, abri uma empresa com meu marido, nos mudamos para uma casa muito maior, ele abriu um atelier, enfim: a palavra para 2012 definitivamente foi trabalho.

No campo pessoal, fiquei muito triste comigo mesma, engordei mais, fiquei deprimida, tive raiva e vontade de morrer. Mas hoje vejo tudo isso com olhos mais tranquilos, de quem vai fazer o que for preciso sim, mas que aprendeu que as coisas não acontecem de repente, e que primeiro precisamos nos amar para então melhorar alguns aspectos da nossa vida.

Foi também um ano bem reservado no sentido pessoal. Saí pouco, fiquei mais quieta no meu canto, curando minhas feridas. Quase demais, sabe? Me afastei um bom tanto das pessoas. Mas ao mesmo tempo aprendi a dizer mais "não" e a falar o que eu penso. Sim, às vezes eu evitava expressar opiniões por serem contrárias às das pessoas com quem eu conversava, mas aprendi que devo posso dizer sim, com jeito, tudo o que eu penso e que vá contribuir.

Fui lá na aba "Objetivozinhos" do blog e vi meus objetivos do ano passado:




  • Emagrecer.
  • Ler 10 livros.
  • Comprar um perfume - Ok!
  • Pôr em andamento um projeto especial. - Ok!
  • Aprender um novo artesanato. 
  • Fazer um curso - Ok! (inglês)
  • Ficar menos tempo na internet. - Ok!
  • Manter a casa menos desorganizada. - Ok!
  • Manter minhas economias em dia.


  • Poucos. Humildes. Pobrinhos. E nem realizei todos. Em compensação realizei muitas outras coisas. Para esse ano, ousarei um pouco mais, e manterei objetivos do ano passado.

    Checklist 2013
    • Emagrecer;
    • Ler 10 livros;
    • Comprar um perfume;
    • Aprender um novo artesanato;
    • Fazer um curso;
    • Manter a casa organizada;
    • Colocar minhas economias em dia;
    • Comprar/adotar um animalzinho (peixe ou pássaro);
    • Escrever 2 vezes por semana no blog;
    • Visitar blogs amigos mais vezes;
    • Aprimorar meu inglês;
    • Fazer uma viagem BEM bacana para um lugar que ainda não conheço;
    • Comprar um carro;
    • Trocar meu notebook;
    • Trocar meu smartphone por um modelo mais moderno;
    • Fazer um Ano Bíblico (ler toda a Bíblia em um ano seguindo um plano de estudos).
    Uma lista de resoluções bem mais ousada, certo? Objetivos maiores, para resultados maiores. E vocês, o que esperam de 2013?

    Que este ano que se inicia possa trazer muita paz, amor e saúde para todos vocês!



    Beijão!

    23/12/2012

    Natal, Natal...


    As festas de final de ano são as minhas favoritas. Família reunida, muita conversa e risos para todo lado. Tenho muito presente em mim essa coisa de que Natal, Páscoa e Ano Novo, principalmente, são festas familiares. Pais, irmãos, sobrinhos, sogros, cunhados. Gosto de festa simples, mas onde todos se sentem à vontade, sem frescuras e com muita conversa amigável. Gente de cara feia, por mim, poderia ficar trancada em casa esperando o ano virar sozinha.

    Acho que serei uma velha muito chata. Estou cada dia menos à vontade no mundo, não chego a ser antissocial do modo extremo, mas prefiro o seguinte: ou uma festa com um mooonte de gente, conhecidos e até desconhecidos, ou uma festa bem íntima. Festa meia boca, com familiares e gente que mal conheço ou com quem não me sinto bem já não me serve. Prefiro então desconhecidos a conhecidos chatos.

    Sou meio caladona, pareço ser séria, mas sou apenas alguém tentando ficar à vontade. E cada dia isso está ficando mais difícil. Tenho sonhos para as festas de final de ano que não se realizam há tempos. Quero pessoas comigo que nem sempre posso ter juntas, e preciso conviver com pessoas com quem preferia  conviver bem menos (estou falando estritamente do meio social/festas).

    Acho que há regras que são esquecidas pelas pessoas.
    • Se você não é da família consanguínea (filho ou pai) não se sinta convidado automaticamente.
    • Não apareça na casa das pessoas no hor[ario das refeições sem um convite.
    • Se você tem restrições alimentares, não as imponha aos demais, nem fique chateando os outros com perguntas, principalmente se não sao restrições impostas pro problemas de saúde. Adapte-se ou saia.
    • Se você foi convidado para um evento, não convide terceiros. Nem cheteie quem te convidou com pergunta de quem você pode levar. Filhos e cônjuges são permitidos. Os demais, não.
    • Se você está dando uma festa/almoço/jantar certifique-se de que há lugar confortável para todos, bem como pratos, talheres, copos e comida.
    • Ao dar uma festa, certifique-se também de que você dará conta de preparar sem precisar ficar pedindo ajuda aos convidados. É deselegante pôr no trabalho quem você convidou para um jantar, por exemplo. Ou, ao menos, peça ajuda antecipadamente, para que a pessoa saiba que foi lá com essa obrigação/tarefa.
    • Evite assuntos desagradáveis e que possam gerar atritos com os presentes, como: futebol, religião e outros. Não fique fazendo brincadeira chatas com todos, nem o temo todo e, principalmente, não se meta na vida pessoal de pessoas que não têm muita intimidade com você.
    Regrinhas simples todas, não é mesmo? Mas, vão por mim, o que mais tem me acontecido é ir em lugares onde o que menos se presta atenção é a essas regras.

    Enfim, que post chato!

    Mas eu queria agradecer pela companhia de todos. Pela paciência de me esperar, mesmo quando eu estou tão ocupada que acabo não indo nos blogs de vocês, ou por não ter tempo, ou por estar cansada. Espero que no ano que vem eu consiga me organizar melhor. Desejo tudo de melhor para vocês, mas que, principalmente, as boas escolhas e sonhos prevaleçam e a saúde e o amor também.


    Beijo enorme!


    FELIZ NATAL!

    22/12/2012

    Insatisfação

    Hoje acordei questionadora. Sobre mim. Minha vida. Os rumos que ela vem tomando. Mas, principalmente sobre o meu não emagrecimento. A grande maioria das pessoas que chegam no ponto em que cheguei, daquela obesidade extrema que não se suporta mais, sofre do mesmo problema: falta de estímulo/vontade/coragem/ânimo/etc. Estar gordo demais é mais do que motivo para começar uma dieta, certo? No meu (e em muitos) caso não. 

    Se detestar como está, odiar o simples fato de ter que acordar e encarar a vida lá fora, e muitas vezes desejar morrer não é o suficiente para ter a força de vontade necessária para emagrecer. Não, isso não faz sentido. É idiota, imbecil, asqueroso. Mas é uma realidade. Que só quem passa por isso, só quem chega nesse ponto é que consegue entender.  Quanto pior se está, menor a força de vontade para mudar. Quanto pior nos sentirmos, quanto mais nos detestarmos, menos força para a mudança surgirá.

    A vida não faz sentido. Eu ter emagrecido tudo o que queria e ter praticamente dobrado de peso não faz sentido. Sentir dores e limitações como as que sinto e não conseguir mudar isso não faz sentido. Essa é uma luta solitária no dia a dia. São poucas as pessoas que se entendem, e geralmente elas estão longe uma da outras.

    Só sei que, no meu caso, antidepressivos e remédios faixa preta só pioraram a situação. Ou, na melhor das hipóteses, não melhoraram nada. Se, por um lado, venci (por hora) a ansiedade, por outro lado a insônia, tristeza e vontade de não fazer absolutamente nada da minha vida prosseguem do mesmo jeito. Mas acho que chegou a hora de ir em um psiquiatra e enfrentar todo esse meu psicológico estragado. Porque ele sempre foi frágil e disso eu sempre soube. Mas dessa vez, mais do que nunca, preciso que ele se fortaleça. Minha saúde sempre foi frágil, sempre convivi com dores, mas tudo isso está chegando ao limite. Sozinha eu sei que não consigo. 

    Nutricionistas e endocrinologistas aqui da região não me ajudaram em nada. Se dietas "normais" funcionassem comigo, eu não precisaria deles. Porque nós todos sabemos o que é preciso fazer, de "normal". Mas se eu fosse "normal" conseguiria resultados normais. Nunca nenhum médico me pediu um exame completo, "de cabo a rabo", para ver se eu tenho alguma deficiência nutricional, ou sei lá, São sempre os mesmos embasamentos: triglicérides, colesterol, glicemia. Esses meus níveis nunca passaram muito da normalidade. Mesmo quando me alimentei da pior maneira. Então não é por aí.

    Sei lá, hoje estou insatisfeita e querendo soluções. Quem sabe nas férias eu encontre algum profissional que consiga de verdade alguma coisa. O que é difícil no interior. Mas não vou desistir.


    Bjs.

    16/12/2012

    apê.ritivos



    Eu sempre estou pela internet. É meu trabalho estar o máximo de tempo online. Não fico mais tempo porque trabalho manhã e tarde em uma escola e nessas horas minha dedicação é 100% à escola e, quando acesso a internet é em busca de algo para ajudar nesse trabalho. 

    Então. Nessas "andanças", pelo YouTube mais exatamente, encontrei o programa apê.ritivos, feito pela Clara e pelo Gabriel. É um programa delicioso, que mistura culinária, literatura e uma conversa muito gostosa. Não sei precisar exatamente a frequência com que os vídeos saem, mas sei que aguardo cada um ansiosamente. São minutos muito gostosos os que passamos assistindo esse programa tão bem bolado.

    O apê.ritivos tem um site, que centraliza os vídeos e um blog, entre outras coisas. O blog, para quem quiser visitar (e vale MUITO a visita) é esse: http://programaaperitivos.com.br e o canal do YouTube é esse: http://www.youtube.com/user/programaaperitivos?feature=watch

    Abaixo, o último vídeo, natalino, para vocês terem uma provinha:


    Espero que gostem!

    Beijos e uma boa semana a todos!

    15/12/2012

    Gente...


    Minhas últimas semanas foram bastante diferentes. Fui nomeada, ok. Fui "empossada" numa quinta-feira em Porto Alegre. Na sexta à tarde já levei a papelada para a escola onde eu iria trabalhar.  Nesse momento as coisas começaram a ficar BEM complicadas. A vice-diretora havia recém sido informada que eu iria trabalhar lá, mas até aí tudo bem. O problema foi que a professora da turma para a qual eu passaria a dar aula também havia sido recém comunicada. Ela estava MUITO nervosa. Não seria demitida, iria para outra escola, mas além da época ser a pior possível (final de ano, época de avaliações, etc), ainda foi uma notícia de supetão. Achei que houve muita falta de tato e um tanto de ética também por parte dos responsáveis, pois todos sabiam que a escola havia me convidado, que eu queria ir para lá, mas ainda assim deixaram no ar até o último momento. Enfim.

    Na segunda-feira assumi a turma, um 3º ano. As crianças me olhando desconfiadas, mas ainda sim me receberam bem. Os pais nem tanto. Calma! Ninguém discutiu comigo, nem me falou nada. Mas eu percebia o descontentamento nítido nos seus olhares. Veja bem, eles tinham razão. O problema é eu ter que ficar numa posição tão ruim por algo que não foi culpa minha. Porque ser culpada por ficar em 1º lugar em um concurso público seria a única acusação contra mim. Foi uma semana MUITO tensa. Os pais foram à Coordenadoria de Educação reivindicar a professora de volta, receberam um não, foram à rádio enfim, buscaram seus direitos. E eu que já estava preocupada em como iria avaliar crianças que eu não conhecia, fiquei numa situação extremamente desconfortável, sendo o foco das atenções, coisa que eu detesto. As colegas de trabalho se esforçando para me receber bem, mas doídas pela colega e enfim, foi uma sem gracisse fenomenal. Passei a semana toda na Maracujina, na quarta-feira cheguei ao meu auge do stress e desabei, chorei tanto em casa que meus olhos ficaram inchadíssimos no dia seguinte, parecia uma reação alérgica ou algo do gênero, mas são meus canais lacrimais que acho que não sabem direito sua função. Foi MUITO ruim, mas eu procurei pelo menos manter uma aparência de calma e tranquilidade.

    No final das contas, na semana seguinte o Governo voltou atrás, a professora retornou à turma (e nenhum professor nomeado a partir dali assumirá turma antes do próximo ano letivo) e eu estou cumprindo horário na escola no período da tarde, e trabalhando como Orientadora Educacional na parte da manhã. 

    A escola é ótima, sem esse problema com a colega, tudo ficou muito bem, os colegas são ótimos, a direção da escola muito acolhedora e estou muito feliz. E então lembrei o porque sempre recusei convites para trabalhar na Coordenadoria de Educação de Palmeira: escola é outro clima. Mais leve, mais suave. E haviam coisas no trabalho anterior que vinham me incomodando muito, e me deixando bastante chateada, então digo que a melhor coisa que fiz foi voltar para uma escola.

    No mais, meus dias têm sido bem cheios com toda a programação de final de ano da escola, na qual eu já entrei de cabeça. Fechamento de notas, conselho de classe, divulgação de resultados, programação de Natal, entrega dos presentes dos Correios, formaturas, palestras, nossa, estou bem atarefada e bastante envolvida. Muito feliz. Só quando a gente sai de um lugar que já não nos faz mais bem, ou feliz, é que percebemos o que estávamos perdendo.

    Uma boa semana pra vocês!

    01/12/2012

    Resultado sorteio - Kit MakeUp Candy Panvel

    Opaaa! A Srª Esquecida aqui se enrolou ontem e esqueci de fazer o sorteio. Mas agora vamos lá!





    Foram 1.549 inscrições válidas!


    O número sorteado pelo Random.org foi...
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .


    E a vencedora foi...
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .


    Parabéns Alana! 


    Já enviei e-mail para a vencedora, que terá até a noite de segunda-feira para entrar em contato, caso contrário, faremos novo sorteio!

    Logo tem mais turma!



    Beijão!

    21/11/2012

    Dias em fotos

    Então, oficialmente esta é minha última semana full time no atual local de trabalho. Sairei da Coordenadoria de Educação para voltar à sala de aula (e, se der tudo certo, à orientação educacional também). Confesso que estou muito um pouco tensa com essa transição. Porque eu estou saindo, já fui convidada para trabalhar em uma escola, mas só vou saber mesmo amanhã, em Porto Alegre, por ocasião da minha posse. Aí fico nessa indefinição, e nervosa. Mas enfim. Daqui a pouco estarei embarcando pra capital, minha posse é à tarde, mas quero chegar cedo e não correr o risco do ônibus atrasar, sabem como é. Preparei e separei a papelada, mas fico tensa sempre achando que esqueci algo! Quem sabe isso se deva ao fato de eu ter deixado toda minha documentação na bancada da farmácia hoje de manhã, huahuahuahua! Cabeça na lua, sim ou com certeza? Kkkkk... Mas a fofa da atendente guardou para mim, e eu não demorei a me dar conta também, tudo contribuiu. Enfim... Como usuária frequente do Instagram, vou compartilhar algumas fotos que resumem meus últimos dias por aqui, preeestenção:



    • Interiorzão para onde viajei a trabalho...
    • Enfim, enfeitinhos na casa nova... Amo esse mobile de galinhas *-*
    • Estátua em homenagem ao Tio Bilia, aqui mesmo em Santo Ângelo
    • Uma tarde de muito calor...




    • Após quase duas semanas, meu marido encontrou os queimadores do fogão. Resultado: um yakissoba caprichadinho...
    • No calor insuportável, nada como bater polpa de fruta e fazer umas raspadinhas geladérrimas para refrescar...
    • Bolo da MAMÃE! Nham!
    • Já viram essa mistura para bolo de caneca Dr. Oetker? DELÍCIA!



    • Subway em Porto Alegre, não resisto...
    • Restaurante vegetariano Casa Oriental, comida china/japa vegana, muuuuito bom, em Porto Alegre também...
    • Uma exposição de arte que visitamos no Itaú Cultural, em PoA;
    • Frozen iogurt DE VERDADE (sic), hahahaha
    • Vista do quarto do hotel....
    • Comprinhas na Feira do Livro em PoA.


    • Minha irmã deslizando pelo chão da casa, achando o máximo, rs...
    • Olha, o bolo da mãe de novo, vi que havia colocado duas vezes nas montagens só na hora de upar, fica assim mesmo, rs...
    • Uma vaquinha! No interior, rs...
    • Danielle, irmã caçula, agora usando aparelho ortodôntico, posando de nerd com meus óculos.
    Bom, quem quiser ver minhas fotos do dia a dia, agora há o Instagram via web, só acessar este endereço: http://instagram.com/dennybaptista


    Beijooo!

    17/11/2012

    Wishlist - Top 10

    Ooooi turma!

    Então... Já estamos devidamente instalados (algumas caixas por desfazer, mas nada essencial... eu acho). Posso dizer que estou acostumada com a casa nova já e bem contente com ela. Ainda tem coisinhas que quero arrumar, pra deixar a casa do meu jeitinho. Mas isso vai mais devagar, conforme eu for arrumando tempo. Mas aí, com uma casa maior, fui vendo que eu queria umas coisinhas a mais... algumas coisinhas melhores do que eu tenho... sabe? E aí fui montando uma wishlist mental. Mas eu sempre fui melhor no registro escrito e então pensei: daria um post bacana. Quem não tem desejos? Quem não quer um agradinho? Dar uma melhorada? E como faz tempinho que não posto (correria cada dia maior), pensei que seria bacana compartilhar com vocês.

    Não, não é daquelas wishlist "me dá?", ok? Eu pretendo adquirir isso. É só a título de compartilhamento mesmo. Bueno? Bora.

    1. Mesa 6 lugares


    Agora que tenho espaço, a mesa de 4 lugares, que era a única que cabia no meu apartamento anterior, está me incomodando PÁ CARAMBA! Ou tu serve o almoço na mesa, ou almoça nela. Bem assim. Nesse final de semana, em que meus pais vieram nos visitar, a coisa funciona da seguinte forma: panelas no fogão, pratos na mesa e alguém tem que comer no sofá, ou num banquinho extra, batendo cotovelo nos demais. Saco isso né?  E nem é esse modelo da foto que eu quero, achei essa feinha. Mas me poupou o trabalho de recortar o fundo pra deixar bonitinho, rs.

    2. Máquina de lavar roupas faz-tudo


    Eu tenho uma daquela "tanquinho". Ganhei de casamento e foi perfeita porque simplesmente não caberia outra. Acho que daquela que vai 6Kg. Pequena mesmo. Não troquei porque não tinha motivos, já que uma melhor não caberia. Quero uma que dê para lavar meus edredons e que centrifugue também. Mereço, né não?

    3. Fogão DE VERDADE


    Eu tenho fogão. Mas meu fogão é daqueles "de mesa" que são "acoplados" à pia. Lado a lado com a cuba de lavar louças. Ou seja: uma droga. Optei por ele porque simplesmente não caberia um fogão, nem um quatro bocas na minha micro cozinha. SÉRIO. Agora quero um assim, de verdadinha, com forno. Pode até ser 4 bocas, mas eu sou daquelas que quando quer, quer logo o maior, hahahahaha!

    4. Batedeira planetária



    Por motivos óbvios uma planetária é o sonho de consumo de quem ama fazer um bolinho ou cupcakes. E gente, uma KitchenAid, quem nunca? Nem precisava ser esse modelo Wonder Woman. Mas juro que eu não reclamaria não, rs...

    5.  Processador de alimentos


    Esse eu quero faz tempo. Tá na lista. Um dia estará no meu armário!


    6. Forno elétrico 




    Eu tenho um forno elétrico. Mas é pequeno, tamanho menor que os "normais". Acaba que vou longe fazendo cupcakes, porque só cabe a forma de 6 cavidades. Logo, quero um de verdadinha, que esse já deu o que tinha que dar.


    7.  Notebook novo


    Agora que trabalho de verdade com computador, sinto que meu notebook já está ficando "fraquinho" para o que eu preciso. Logo, preciso de um novo. Urgente.


    8. Smartphone novo


    Eu não era nem um pouco curiosa com relação a smartphones. Até ganhar um (e devolver, depois, mas enfim) e comprar meu primeiro. É tipo aquela coisa que vicia: além de fazer o que um celular comum faz, ainda tem toda essa coisa da conectividade full time, que amo. E apaixonei nos Galaxy, da Samsung, com sistema Android. A facilidade de adaptação que tive com ele foi incrível, amor à primeira vista gente. Tenho um mini, e já quero um melhorzinho. Um S II Lite já me cairia tri bem.

    9. Secador de cabelos


    Eu tenho um pequeninho. Super bom, mesmo. Mas ele, como todo mini, é fraquinho, e quando estou com pressa, o tempo que ele leva pra secar meio que me estressa. Tive um profissional por anos (quer dizer, a mãe tinha, huahuahua), e olha, que delícia. Então, tô querendo.


    10. Wii Fit


    Sim, um videogame! Não, mais que isso! O Wii Fit é um videogame que faz atividade física! Isso mesmo, hahahaha! Amo jogar videogame, e aliar isso a atividade física, para mim, foi genial. QUERO.

    Então, acabamos meu Top 10. E sabe que nem foi tão fácil? Tive que pensar bastantinho, acho que estou bem provida de coisas no momento...

    Beijo? Me abracem? Digam que me amam? Que não me abandonarão, mesmo nessa fase ultra trabalhadeira da vida vida onde estou deixando a desejar com vocês? Tô fazendo olhinho do gatinho do Shrek hein...


    Té mais ver gente!


    04/11/2012

    Nigella especial de Natal


    Achei este vídeo no YouTube onde a Nigella, musa internacional da comida boa e beeem calórica, ensina várias receitinhas de natal. Sim, tem alguns ingredientes mais difíceis de se encontrar aqui (acho que vi cranberries por ali), mas tudo pode ser adaptado, né?

    Deliciem-se e boa semana!



    P.S.: arrumo, arrumo, desencaixoto coisas, lavo, organizo e a casa vai melhorando, devagarinho... demais! Ai gente, quanta trabaheira! E ainda passo dia e noite trabalhando, tá puxado, viu? Trabalho um pouco, arrumo um pouco e assim vai... Mas que nada, vai piorar, rs... Bjs

    02/11/2012

    Feriado, mudança de emprego, e a bagunça da casa

    A semana foi corrida. Tenho várias coisas para deixar em ordem antes de sair do meu atual trabalho. E como sempre tive MUITO trabalho, há alguns acúmulos que não quero deixar para as pessoas que me substituírem (irão distribuir meus afazeres entre várias pessoas). Decidi assumir minha nomeação. Continuo ciente de que vou me sobrecarregar ainda mais e voltar a lutar velhas batalhas que eu não queria mais. Mas no momento preciso de uma certa estabilidade, que o trabalho em uma coordenadoria de educação não me dá. Coordenadorias de educação funcionam como prefeituras, suscetíveis à política e afins. Para permanecer num lugar desses não basta fazer um bom trabalho. Você precisa agradar pessoas, conquistar simpatias, ou seja, é tudo muito vulnerável. E como não sou, nunca fui e nunca serei ligada a partido político algum, prefiro assumir minha nomeação, pois sei que faço um bom trabalho em sala de aula. Já fui convidada por uma diretora para trabalhar na sua escola, agora vamos ver se tudo vai dar certo para ir pra lá.

    A casa está menos bagunçada, mas ainda longe de ficar ok. O vidraceiro ainda não apareceu, o encanador ao menos apareceu e já tenho uma pia funcionando e instalada (eu dependia de uma instalação hidráulica para onde eu queria pôr a cozinha), E depois de pelo menos organizada, ainda há muitas coisinhas que quero fazer por aqui, e irei compartilhando com vocês. 

    Hoje, feriado de Finados, fomos beeeeem para o interior, num cemitério de uma comunidade rural, onde estão enterrados o esposo e três filhos da avó do meu marido, e os filhos decidiram levá-la lá, apesar de ela estar bem velhinha e não parecer entender totalmente onde foi. Foi um passeio gostoso. AMO o interior. Morei por dois anos em uma cidade muito pequena, cercada de plantações por todos os lados, e em termos de saúde e disposição, foram os melhores anos da minha vida. Não voltaria a morar lá por motivos pessoais, mas a experiência de estar tão próxima à natureza foi marcante. Abaixo, compartilho algumas fotos com vocês: a vó Dolores, paisagens do interior rural, uma perdiz, um pica-pau e mais algumas coisinhas lindas do caminho. Fotos minhas e do excelentíssimo. As mais bonitas, minhas. Claro. HUAHUAHUAHUAHUAHAUHAUHAUAHUA...














    Beijos.

    27/10/2012

    Deixa eu contar pra vocês...


    Então. Minha (nova) casa está uma zona. A maior bagunça. A mudança estava agendada para segunda-feira. Mas aí choveu e nenhum caminhão estava disponível. Encontramos um, mas por conta da chuva, marcou para terça de manhã. É claro que nesse momento a chuva parou de cair. Enfim.

    Como uma boa moça de mudança de primeira viagem, não organizei as coisas por tipos/espécies na hora de encaixotar. Fui pondo nas caixas o que estava por perto. Não fiz tanta bagunça a ponto de misturar roupas com fios elétricos, por exemplo (acho que não), mas o fato é que não encontro nada. Podem rir, eu mereço.

    Então, não faço ideia de onde anda minha escova de dentes. Precisei comprar uma nova. E um creme dental novo também. E um desodorante. Aí, o rapaz que nos ajudou na mudança, já instalou o chuveiro. Ainda bem, porque ele ficou de vir colocar as lâmpadas (o pé direito da casa é, tipo, MUITO alto, impossível trocar uma lâmpada com uma escada comum, ou subindo na mesa da cozinha) e não deu as caras. Haviam dois vidros de uma das janelas do segundo andar quebrados. Enrolamos para colocar, porque sabem como é, no segundo andar, sem risco de ladrões, cheios de outras coisas pra fazer... Ontem chamamos o vidraceiro. Que não apareceu. E está chovendo. E o rapaz das lâmpadas, vai instalar a pia da cozinha. Quando ele decidir aparecer. E dependemos disso para organizar alguns móveis, porque onde queremos pôr a cozinha depende de saber se o encanamento está ativo. E quem ficou de montar o roupeiro não montou até agora.

    Então, o quadro é o seguinte: estamos almoçando desde segunda-feira em restaurantes. E jantando sanduíches ou torradas, porque pão é tranquilo e os frios a gente mantém na geladeira. Os móveis estão, a maioria, nos seus lugares. Mas as caixas e as malas estão todas lá embaixo. Metade da casa tem lâmpadas. Ou menos. Tem uma pilha de roupas aqui do lado da cama, sobre um lençol e mais umas duas malas. E uma pilha com cobertores e afins do outro lado. Os criados mudos nos seus lugares, e a cômoda com a televisão em cima, na frente da cama, ok. Algumas coisas na geladeira, o forno elétrico e o micro ondas estão onde não tem plugs de luz. Ou seja lá como se chama isso. Tem pacotes de pão e biscoitos em cima de uma cadeira de praia. E essa tem sido a minha vida nessa semana.

    E muitas pessoas querem conhecer o lugar. A maioria delas vai aguardar a mudança para uma visita. Já outras pessoas não se importam em fazer uma visitinha no meio da  bagunça, do caos e de um certo mau humor meu com relação a isso tudo. Respirar fundo é essencial.

    No meio de tudo isso, ainda passei um stress bem chato no comecinho da semana. E vou sair de onde trabalho para trabalhar em outro lugar que ainda não sei exatamente onde será. Contarei para vocês, mas isso merece um post exclusivo. 

    Ah, e se alguém souber onde está o cabo de energia (também conhecido como fonte) do meu notebook agradeço. Porque esse netbook do marido me deu a certeza de que netbook não é pra mim. Tudo muito pequeno, teclas apertadas, muito juntas. Quero não (com sotaque de Gabriela).

    Enfim, espero que as coisas se encaminhem o mais rápido possível, porque eu não sou a chata da organização, mas essa bagunça já está me tirando do sério.

    Beijos

    20/10/2012

    Moving on...


    Então, enfim a mudança. Minha casa está uma verdadeira zona. Tem roupa em cima do sofá, caixas pra todo lado, e olha que não fiz praticamente nada. Seria uma delícia fazer como na foto, encher tudo de balõezinhos e depositar no lugar correto, rs. Mas agora à noite não vou mexer nisso, porque como a semana será toda de organizar as coisas na nova casa, estamos, marido e eu, deixando em dia nossos clientes: programando as postagens nos blogs e redes sociais pra semana toda, terminando alguns blogs e essa coisa toda. 

    Então, se eu não der muito as caras essa semana, já sabem. É tempo de mudar de casa, mudar endereços de correspondências, contas, telefone...  Enfim, a maioria de vocês já deve ter passado por isso. Na minha mudança de cidade o marido fez tudo pra mim, sogra ajudou, cheguei com casa limpa e organizada. 

    Enfim, desejem-me sorte, rs.


    Bjs.

    17/10/2012

    Crafts para o Natal - Árvores de Natal



    "O Natal vem vindo, vem vindo o Natal..." Então, o Natal está ficando cada vez mais perto, vamos começar os trabalhos? Vou procurar algumas coisas bacanas para fazer em casa, e quero compartilhar com vocês.  Tenho uma árvore de Natal, mas agora, com mais espaço, quero fazer mais coisinhas bonitinhas. Como sou pedagoga, também vou dar algumas dicas de atividades para realizar com as crianças, brincadeiras e afins. Hoje resolvi separar algumas árvores de Nata, diferentes, que podem dar uma ideia bacana para quem quer fugir do habitual.

    1. Retalhos de tecido


    Achei bacana para quem tem pouco espaço. Ao invés de uma única árvore, pode costurar cones de diferentes tamanhos e padronagens, sobrepô-los e espalhar pela casa.

    2. Fitas de cetim


    Fofa demais para pôr na porta, em cartões, como enfeite de uma árvore de Natal maior, ou em quadrinhos pela casa. O passo a passo você encontra AQUI.

    3. Sustentável


    Essa árvore é feita com lâminas de papelão. O tamanho pode variar de acordo com o tamanho das lâminas em formato de escama. Passo a passo AQUI.

    4. Outra com fitas


    O diferencial dessa é o tamanho e por ser tridimensional. Muito simples de fazer e o efeito é fantástico. Eu amei. Passo a passo AQUI.

    5.  Latinhas 


    Essa me encantou! Com as luzes o efeito ficou maravilhoso! Passo a passo AQUI.

    6. Galhos secos


    Uma ideia muito original essa! Simples, bonita, delicada e muito barata! Sem ficar com cara de "pobrinha". Passo a passo AQUI.

    7. Madeiras, pregos e linha


    Poucos materiais, e um efeito tão bonito! Outra ideia bacanésima! Auto explicativa, né?

    8. Cabides


    Muito original essa ideia!

    9. Com cacarecos


    Juntar tudo de bacana, e fixar na parede. Uma árvore cheia de boas memórias...

    10. Post it


    Depois dessa acabaram-se as desculpas para não ter uma árvore de Natal, certo?

    11. Pinhas


    Delicada e charmosa. Amei.

    12. Adesivo


    Contact, adesivos, tesoura... e deixar a criatividade rolar.

    Muita coisa bacana hein? Confesso que fiquei tentada a fazer praticamente todas, hahahaha! Quais vocês mais gostaram?


    Beijos.

    Atualizações do Instagram

    Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo