25/06/2018

Pitiríase rósea de Gilbert - como lidar?

Definição da Sociedade Brasileira de Dermatologia.



Olá, tudo bem? Depois de ressuscitar o blog, cá estou eu novamente, tentando mantê-lo mais ativo. E não poderia fazer isso sem tocar neste assunto. Este ano decidi iniciar uma pós graduação. Já sobrecarregada do trabalho, adicionei este item. No entanto, estava tudo dando certo. Aquela coisa: a caçamba do caminhãozinho estava cheia, mas estava conseguindo equilibrar, sabe? Mas então, em uma sexta-feira, no final de tarde, veio aquela pedrinha, a tal que vem e desaba todo o monte de pedrinhas. Não era nada de terrível, mas quando se está equilibrando coisas difíceis, Às vezes algo simples ganha um poder bem grande, digamos assim. Cheguei em casa e chorei, fiquei com raiva, chateada, indignada, depois lavei o rosto e segui a vida.

No dia seguinte percebi na minha barriga uma mancha avermelhada, do tamanho de uma moeda de 1 real. Como aqui é muito úmido pensei logo que havia conseguido uma micose para chamar de minha. Passei uma pomadinha que tinha aqui por uns dois dias e nem cócegas. No terceiro dia percebi algumas manchinhas vermelhas na barriga e seios... e quando me dei conta já estava tomada do que parecia uma urticária, mas de manchas que não se conectavam umas às outras. Coçavam, mas nada de horroroso. Suspendi a pomada logo que percebi as manchinhas, pq eu até tenho mania de me automedicar (quem nunca?), mas sei que nessas perebas de pele isso prejudica o diagnóstico. Esperei até o final da semana e o negócio só piorava. Consegui marcar uma consulta para a sexta-feira (cerca de 1 semana após perceber a primeira mancha), e até lá haviam manchas na barriga, seios, cóccix e região, ombros, parte superior dos braços e coxas.

Eu já havia pedido ajuda aos universitários (leia-se Google, rs) e já desconfiava de pitiríase, por conta do surgimento de uma mancha maior e depois espalhar-se em forma de pequenas manchinhas. Na dermatologista, a confirmação, não apenas do diagnóstico, mas da pior parte disso: não tem tratamento e pode levar de 45 a 60 dias ou mais para passar. A dermatologista pediu exames (todos deram excelentes, muito mais do que eu imaginava, exceto pela vitamina D que praticamente não existe nesse corpo, rs), e receitou uma pomada e um antialérgico. A pomada para as manchas que coçassem mais, e o antialérgico para quando a coceira ficasse mais tensa.

Usei ambos por uma semana, sem melhora alguma. Busquei informação na internet e o que via à minha frente era sempre desanimador. Até que encontrei  um grupo no Facebook, o Pitiríase Rosea de Gilbert - Ajudando a superar, entrei e percebi que a medicação além de paliativa poderia até piorar o quadro. Então suspendi a pomada, e passei a utilizar antialérgico apenas quando a coceira fosse muito forte (e aí eu tomo antialérgico forte que é pra dormir mesmo, porque pra coceira temo que não ajude nada, rs) e a caprichar na hidratação. Comprei hidratante Nivea, daquele azul escuro para pele extra seca - fica uma meleca, mas sinto que tem ajudado a aliviar bastante. Dizem que tomar sol é bom mas primeiramente sol é artigo de luxo aqui em Joinville, e segundo, saio de casa com o sol recém nascido e volto noite, então essa parte fico devendo. 

Bom, o que se sabe é que uma das possíveis causas é o stress (lembram do episódio da sexta-feira? Então...). O que fiz foi aliviar um pouco a carga de trabalho. Não havia nada que não fosse essencial. Porém eu sou muito certinha com prazos e me permiti afrouxar um pouco o prazo de alguns (só o suficiente para não ficar o tempo todo fazendo só isso da minha vida). Também numa noite da semana passada larguei tudo e fui passear no Shopping, no meio da semana mesmo. E no outro dia, estava exausta e sabem o que fiz? Fui dormir às 19:30 e acordei no outro dia. Anos que não fazia isso. Resolveu meus problemas? Não. Mas a doença estacionou, o que já é bom. Ah, cortei praticamente todo industrializado da alimentação também, para ver se abrevio o tempo dessa doença em minha vida.

Bom, se você não curte imagens de perebas pode pular para o final do post, pois a seguir uma imagem de um pedaço de mim e a pitiríase:


Não há edição alguma na foto, ok? Bom, aí estão as lesões MUITÍSSIMO MELHORES do que estavam. A doença não chegou a regredir. Nas costas diminuíram um monte, na barriga e seios também, porém surgiram mais nas coxas e na parte inferior dos braços. Mas vejo que várias começaram a secar. Estou aprendendo que o principal medicamento para esta doença é a paciência, e estou tentando exercitá-la. É péssimo me ver assim, e agradeço todos os dias por ser inverno e poder me cobrir com roupas compridas - não quero nem pensar se fosse calor! É desconfortável, às vezes coça pra caramba! Em alguns dias esta aparência me deixa mal, mas não deixo essa sensação crescer em mim.

Só sei que no momento estou fugindo de cobranças e pressões desnecessárias. Se algo fica pesado demais, não levo adianta, a menos que seja essencial. Já estou pagando um preço bem alto pelo stress.

Resumindo, o que tenho feito para me curar o mais rápido possível:
  • Aliviar a sobrecarga sempre que posso.
  • Usar antialérgico somente se a coceira estiver insuportável.
  • Banhos de mornos a frios, e rápidos.
  • Evitar sabonetes comuns ao máximo para diminuir o ressecamento e a coceira.
  • Hidratação com creme potente no mínimo duas vezes ao dia.
  • Alimentação leve e sem industrializados, glúten.
  • Lactose somente do kefir - que tomo em jejum todas as manhãs.
  • Procurar ter mais momentos de lazer.
  • Exercitar a paciência e entender que vai passar.
Vou fazer UPDATES neste post periodicamente para atualizar dos avanços. Encontrei um post em um blog que fez isso e me ajudou demais - mas infelizmente não encontrei o link para mostrar a vocês. Por isso acho bacana fazer o mesmo, pode ajudar alguém.

Enfim, é isso. Inicialmente eu não iria expôr nada aqui, mas como recebi ajuda de posts na internet, quis dar minha contribuição também.

Beijão! Em breve um assunto mais leve, rs... 


UPDATES

15/07/2018 - Bom, já se passaram algumas semanas desde este post. Aconteceram diversas mudanças em relação à pitiríase, que relatarei hoje. Hoje já faz pouco mais de um mês desde que a "lesão - mãe" apareceu. Na semana seguinte a este post a situação piorou muito. As manchas voltaram com tudo e surgiram novas pelo corpo todo. Até no peito do pé, que é algo mais raro, surgiram manchas. Neste ponto formaram inclusive pequenas bolhazinhas. A coceira se tornou infernal, e precisei apelar para a loratadina (antialérgico que não dá sono) para aliviar. Eu não sei ao certo se ela funcionou ou se foi o fato de eu ter continuado trabalhando e com isso me ocupando com outras coisas que fez eu levar numa boa durante o dia. Porém à noite o bicho pegava e eu apelava para o antialérgico forte mesmo - que aí eu tinha sono e, caso a coceira não passasse, ao menos eu dormia, rs... Voltei a usar pomada +  hidratante em abundância. Então tomava dis banhos rápidos por dia, e após o banho passava o hidratante no corpo todo, deixava uns dois minutinhos para secar e depois passava a pomada - como a pele estava mais hidratada, a pomada deslizava melhor. Estava usando o hidratente para pele ressecada (azul escuro) da Nívea, mas o Vasenol Calming me ajudou muito mais. Abaixo, a duplinha:






Infelizmente a pele acabava bem melecada mesmo, mas paciência. Eu não tenho absoluta certeza sobre a pomada ter ajudado em algo. Não senti nenhuma melhora imediata. Mas pode ser que ela tenha ajudado, e tenha uma ação mais  lenta, digamos. Ou posso ter melhorado pelo ciclo natural da doença e hidratação potente. Jamais saberei, rs... Mas por via das dúvidas, passei pomada no corpo todo duas vezes ao dia por uma semana e pouco. Após uma semana infernal, as manchas começaram a clarear. Aí veio um ressecamento PUNK, nossa! Terrível. A pele ressecou tanto que parecia estar prestes a craquelar toda a qualquer momento, rs... Depois de sentada por um período maior, chegava a doer na hora de levantar, a pele parecia no limite de se rachar. Hidratei, hidratei, hidratei. Dava impressão de que iria descascar, inclusive, parecia uma queimadura de sol leve. Porém, não chegou a descascar muito não. Bem esquisito, rs... Agora estou bem melhor. A pele dos seios e barriga está praticamente limpa. Restam algumas manchas remanescentes nas coxas e parte posterior das pernas, mas muito clarinhas já. Não uso mais a pomada, apenas sigo firme na hidratação pelo menos duas vezes ao dia, e minha pele deu uma melhorada como um todo por conta disso. Vou seguir com os updates conforme forem surgindo novidades!

21/06/2018

Maratona BEDA Interblogs


Gente, desenterrei o blog. É isso. Espero que agora ele fique desenterrado de vez. Mas esta história é para outro post. Este post é para avisar que decidi aceitar o convite da Pri, do blog Bem Bela, e participar da Maratona BEDA Interblogs. 

BEDA é a sigla americana para Blog Everyday in April or August, e já vem sendo feita há anos por blogs, canais do YouTube e tudo o mais. O desafio é fazer uma postagem por dia em agosto. E para mim será um mega desafio, uma vez que ultimamente a última coisa que tenho feito é postar no blog. Inclusve o domínio dele havia vencido e fiquei me enrolando pra ir pagar o boleto e ele ficou fora do ar um bom tempo. Mas aí a Pri me chamou e decidi encarar.

Esse blog vai fazer uma década. Não quero abandoná-lo às traçasm por mais que tenha decidido blogar apenas por prazer e quando tiver vontade. 

Se você tem blog e, assim como eu, está sem muita motivação, pode ir lá no blog da Pri para se inscrever e participar também. Basta clicar na imagem abaixo:

Clique AQUI para ser direcionado ao post de inscrição.

Bom, e agora vamos ver qual é! Estou numa correria doida, mas animada para acrescentar mais esse item à ela, rs...

Beijão!

Atualizações do Instagram

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo