05/09/2011

Receitinha, filme e alguma coisa mais.

| |
Então que na sexta-feira cheguei em casa decidida a acabar com a rinite. Claro que eu sabia que isso seria temporário, mas melhor que a tensão da crise na qual passei a semana toda. Fiz algumas coisinhas, banho, Celestamine e fiquei na internet até o antialérgico começar a fazer efeito e, com o efeito, o sono chegar. 



Não demorou muito, a última vez em que espiei no relógio eram umas 19:50. Acho que não passei das 20h acordada. Fui até umas 23h, dei uma acordada, e voltei a dormir, indo assim até as 10h da manhã seguinte. Acordei, fui na igreja, voltei, fiz almocinho e o sono ainda ali. Fui pra cama outra vez, 14h e capotei até umas 18h, quando fui obrigada a levantar, havíamos marcado um jantar aqui em casa com um casal de amigos, e era hora de começar os preparativos.

E agora chega a hora da receita. Não fiz nada difícil, nada rebuscado, tudo muito simples, mas pratos simples com uma apresentação bonitinha fazem tudo parecer mais gostoso, certo? Me joguei nos legumes, frangos e queijinhos para a noite. Tudo muito leve e light. E gostoso, claro. A foto não faz jus ao quanto ficou bonitinho o prato, a pressa de não deixar os convidados esperando só para tirar uma foto bonita foi maior né, mas já deu pra ver que ficou legalzinho.



Então. Não vou usar medidas exatas, porque tudo sobrou por aqui. E eu não sou do tipo que trabalha com medidas exatas. Mas vamos lá. Peguei uns 5 tomates, lavei (claro), tirei bem o miolinho, e separei em uma vasilha. No dia anterior eu havia posto para cozinhar dois peitos de frango na panela de pressão, com água até cobri-los e um pouco de sal. Deixei por uns 30 minutos depois que o "tchu-tchu" começou, porque eu queria desfiá-los e para isso teriam de estar suuuper bem cozidos. Cozidos e desfiados, misturei mais ou menos 1/3 do frango a cerca de um pote de ricota light, com um pouco de milho verde em conserva e champignons picadinhos (guardei uns para enfeite). Não acrescentei sal, já que o frango já estava salgado e a ricota já tem um salgadinho. Enchi os tomates, decorei com uma folha de salsinha, um champignon e prontinho. Fica bem gostoso. 

Outro dia passo as outras receitinhas, todas leves, gostosinhas e lights. 

Ontem (domingo) à noite assisti ao filme Órfãos da Guerra (The Children of Huang Chi) que conta a história de George Hogg, um jovem e inexperiente jornalista inglês que acaba em um orfanato chinês abandonado durante a Guerra. Ele acaba cuidando dos órfãos, e transformando o lugar, tanto que o exército fica de olho nos rapazes, robustos e fortes. Então ele decide levar os 60 órfãos em uma jornada de mais de 1.000km pelas perigosas montanhas de Liu Pan Shan, que formavam a Rota da Seda, até a fronteira do deserto da Mongólia, onde eles estariam seguros. É um filme de cerca de duas horas, mas muito bacana. É legal, e triste, e feliz, e triste, e feliz de novo e triste e no final... ah, vejam vocês, rs... Adoro filmes baseados em histórias reais, e esse mostra o quanto a boa vontade humana pode transformar vidas. Espiem o trailler abaixo.





Daqui uns dias vou ensinar a baixar filmes da net, certo? Assim quem tem uma velocidade bacaninha em casa pode aproveitar melhor. ;)


Beijinhos.
Comentário(s)
Comentário(s)