05/09/2014

Sobrinhos - O açúcar da vida!

| |

Que eu tenho os sobrinhos mais lindos do mundo, isso não está em discussão. E acho que todos os tios do mundo pensam o mesmo que eu, rs. Ao menos os apaixonados do mesmo jeito! 


Esse tipo de amor é uma coisa inexplicável, vocês não acham? Minha primeira experiência foi com a sobrinha do meu excelentíssimo, a Lauren. Mesmo não sendo meu sangue, eu me apaixonei por aquela criaturinha amada, e ela sempre foi muito amorosa comigo. Fofa, querida, danada, cheia de novas brincadeiras, foi quem primeiro me chamou de tia, mesmo eu sendo na época apenas namorada do tio dela. Hoje mora longe, e me mata de saudade. Na última vez que vieram ao RS, eu estava no turbilhão de emoções do meu diagnóstico e mal pudemos nos ver, eu estava sem cabeça para reuniões familiares e as oportunidades foram poucas mesmo. Sinto falta dela, querendo sempre meus batons e glosses, vaidosa, inteligentíssima, uma princesinha!


Lembro como se fosse ontem do nascimento do João. Para quem não é a mãe, e não sente essa coisiquinha mexendo dentro da barriga, um bebê parece uma coisa meio surreal antes do nascimento. Minha mãe foi a Joinville para acompanhar o parto e ajudar nos primeiros dias do nenê. Parto normal, horas de nervosismo, mas um nervosismo bom. Eu fico bem mais nervosa quando sei de alguém que faz cesariana, rs. Acho que foi lá pelas 2h da manhã - não, não me lembro - quando minha mãe ligou avisando que o João tinha nascido, e meu irmão enviou a primeira foto dele via Facebook. Incrível dizer, mas quando eu vi aquele rostinho lindo, senti um calor no peito: era o amor explodindo dentro de mim. Uma coisa inexplicavelmente instantânea. 

O mesmo aconteceu com a Gabi - amor à primeira vista. Eu acho incrível esses dois! Desde a primeira vez que vi o João e a Gabi face a face (como eles moram longe, nos vemos com pouca frequência, infelizmente), ambos com vários meses já, nos identificamos uns com os outros. Eles nunca estranharam o meu colo, nunca demonstraram incômodo com meus abraços - e amassos! Mesmo hoje, o João já sendo um mocinho, toda vez que o vejo ele já vem se chegando da "tia Denise" e logo tudo vira uma bagunça. A Gabi é igualmente amorosa e meiga. Logos nas primeiras horas aceitou meu colo e dormiu nos meus braços. Que sensação boa a de ninar um bebê! Por essas e outras, sou apaixonada pelos meus nenês!

Hoje, inclusive, a Gabi completa seu 1º aninho. Como o tempo passa rápido! E criança é aquela coisa linda e maravilhosa, que parece comer fermento todas as manhãs. Crescem rápido e essa distância doida não me permite a proximidade que eu gostaria. Queria curtir cada segundo ao lado deles. Mas me conformo em acompanhar o crescimento deles por fotos e vídeos que meu irmão - este lindo! - me envia com tanto amor. 


Então hoje dedico este post a ela. Que, assim como o João e a Lauren, me faz uma pessoa melhor, pelo simples fato de existir. Que me faz ter uma dorzinha no coração a cada foto, porque sei que ainda demora para eu poder dar um abraço e um beijo nela. Mas que faz meus dias mais felizes, com certeza.

E um beijo especial para o Denerson, meu irmão, e a Sueme, minha cunhadinha querida, e para o Luiz Antonio e a Cíntia, cunhados, por me darem o maior presente que alguém já poderia ter me dado até hoje: essas três jóias. 


Um grande beijo e um lindo final de semana a todos!
Comentário(s)
Comentário(s)