29/06/2015

A intolerância na prática

| |

Para quem, assim como eu, tem o costume de frequentar diariamente as redes sociais, o final de semana foi muito difícil. Sabe, toda vez que alguma polêmica surge, as redes sociais (e principalmente o Facebook), se tornam uma espécie de palco onde cada um quer ter uma opinião diferente e quer que todos se curvem à sua opinião. E pior, a grande maioria julga como burros/ignorantes/sem caráter aqueles que não compartilham de sua opinião. A área de postagens é tratada como uma espécie de palanque e discursos e mais discursos são feitos. A maioria com ódio derramando nas entrelinhas.

Na sexta-feira o casamento entre pessoas do mesmo sexo foi legalizado nos Estados Unidos. Uma atitude que causa um baita desconforto nos americanos, pois foi uma decisão imposta goela abaixo pelo presidente. Calma, deixe-me explicar: este país tem um regime onde cada estado tem suas próprias leis (que logicamente precisam seguir a Constituição que é a lei maior), e seus modos de tratar certos assuntos. É comum em um estado ser permitida a união entre pessoas do mesmo sexo e em outro estado não. Cada estado legisla por si próprio, o país funciona assim: cada estado tem sua autonomia. Ao meter uma lei dessas goela abaixo, o governo abre precedente para que outras leis sobre outros assuntos venham a ser impostas autoritariamente aos estados. Esta ainda é uma lei que beneficia boa parte da população e que dá às pessoas mais direitos. Mas abre brecha para que outras leis não tão boas sejam enviadas da mesma forma. Mas enfim, só clareando o assunto pois é provável que o desgosto da população americana surja nos noticiários e isso não significa que sejam contra a união civil entre pessoas do mesmo sexo, mas sim que não querem que leis sejam impostas sem discussão, autoritariamente. 

Mas bem, no Brasil a união civil entre pessoas do mesmo sexo já é legal há mais de 2 anos, desde a Resolução nº 175 de 14 de maio de 2013. Não serei ingênua de dizer que funciona 100% porque não funciona. Nenhuma lei funciona 100% em nosso país, nenhuma lei é aplicada como deveria ser. Voltando ao caso, com a decisão da Casa Branca através do titio Obamis, o titio Mark Zuckerberg (vulgo "moço do Facebook") - que de bobo não tem nada - criou um aplicativo que coloriria automaticamente a foto do avatar de quem quisesse para demonstrar apoio à causa LGBT. E foi aí que começou o rebuliço.

Eu só percebi o que estava acontecendo quando recebi uma mensagem inbox de uma moça muito nervosinha me chamando de "fundamentalista religiosa crente babaca de merda" pelo seguinte motivo: não colori meu avatar no Facebook. Eu, a que sequer havia acessado as redes sociais a tempo de perceber o que estava acontecendo porque estava tipo.... trabalhando. Então dei aquele block gostoso, sem nem perder tempo discutindo. A partir daí li todo tipo de babaquice, de todos os lados. Friso o termo "de todos os lados" porque ainda pessoas que ou são cegas, ou fingem ser, que não percebem que tem babaca contra e a favor da causa gay. Tem babaca de todo lado, eles estão tomando conta do mundo! Algumas pinceladas, apenas uma de cada lado, para não me alongar muito:
  • "Respeito os gays, mas preciso dizer que querendo ou não eles irão para o inferno."
  • "Esses crentes descerebrados tinham que morrer para termos uma sociedade menos hipócrita".
Eu falo aqui pois fui diretamente julgada antes mesmo de ter tempo de perceber o motivo dos avatares coloridos (a princípio pensei ser apenas algum novo app que deixava as fotos bonitinhas, rs). Teve cristão tentando converter homossexuais (que timing!), teve gay afirmando a podridão e hipocrisia de todos os cristãos e teve muita, mas muita indireta de todos os lados. Quanta abobrinha! Mais uma vez o discurso velado do ódio prevaleceu. E teve indireta velada, muita, do tipo: "vendo minha TL colorida percebi que escolhi os amigos certos" ou seja: você que não coloriu, não é o certo, tá ligado? E antes que você diga que "sou uma pessoa mal relacionada" então, não meu amigo, minha amiga, não sou. Li tais coisas - e muitas outras -  de pessoas que eu acreditava ter um pouco de bom senso, que eu julgava ser cultas e inteligentes, mas que não são não!

Sou cristã, acredito veementemente na Bíblia (e a estudo!), não colori meu avatar e a partir dessas três informações, o mundo parece "saber" que eu não gosto dos gays e que desejo que todos morram queimados no fogo do inferno. Então deixa eu contar uma coisa para vocês: Jesus pregou o amor. Acima de tudo.

Se é pecado o casal gay viver junto, é pecado também maltratá-los e marginalizá-los. É pecado agredir física ou verbalmente uma pessoa por ela agir diferente do que eu espero que ela aja. Jesus não só pregou, como viveu o amor em sua vida. Deus é o único que pode julgar seja lá o que for. Quem sou eu para dizer quem vai ou não para o céu ou o inferno? O que sei eu da vida das pessoas que me capacite a ter uma ínfima ideia disso? Sou fraca, pecadora, erro todo santo dia, tenho um coração mau com o qual preciso lutar a cada minuto da minha vida. Não tenho a mínima condição de julgar quem quer que seja. 

E acima de tudo, Deus nos deu uma coisinha chamada livre arbítrio. Ele não obriga ninguém a fazer o que Ele quer, nem a amá-lo, nem a acreditar na Bíblia ou seja lá o que for. A vida é feita de escolhas e todos fazem as que desejar. Boas ou más, cabe a cada um decidir, e se houver algum acerto de contas a fazer com Deus, é Deus quem fará e eu não tenho nada a ver com isso. 

Mas eu também preciso dizer que defender a causa gay dizendo que todo cristão é hipócrita, que nenhum presta, é ser tão imbecil quanto. Toda generalização é essencialmente burra. A maioria das pessoas, infelizmente, são babacas - é isso que vemos por todos os lados e em todos os lugares! E infelizmente assim como tem muito cristão babaca, tem muito gay e simpatizante babaca também. Sabe porquê? Porque PESSOAS são babacas. E cristãos, gays, simpatizantes, são pessoas. Não dá pra eleger um lado mais esperto quando se trata disso. Triste realidade. 

E alguns momentos essa intolerência toda com o outro me irritou. E depois me entristeceu profundamente. Porque eu vejo que este mundo não tem mais jeito não. A cada nova polêmica a situação só piora. E eu, que era de fazer "textão" pra chamar o povo para a coerência, desisti e escrevo cada vez menos nas redes. Sabem porquê? Porque estou desistindo. Não adianta mais não. Até porque falta muita aula de interpretação de texto pra esse povo. Cansei de falar algo com uma intenção e vir gente ofendida que entendeu tudo errado. Quando a maldade está no coração da pessoa, não há nada que eu diga que a arranque de lá. 

Aí eu venho aqui no blog, que é meu cantinho, onde posso falar para quem quer me ler, onde posso discutir ideias, com quem quer de verdade discuti-las. E se não encontrar ninguém que queira discutir decentemente, que fique aqui registrado meu desabafo. E essa imagem que fiz, que retrata em poucas palavras o que penso:



Mas, apesar de tudo, desejo do fundo do coração que nossa semana seja boa, e que possamos refletir sobre nossas ações, e amar mais ao próximo. Dar amor, para receber amor - essa é a única fôrmula que funciona.

Beijocão!


Se você curte o blog, pode me acompanhar nas redes sociais:

SNAPCHAT: @dennybap / PERISCOPE: @dennybaptista
Comentário(s)
Comentário(s)