19/06/2015

Chás - Remédios caseiros

| |
Imagem: Freepik
Eu já fui usuária constante - e irresponsável - de medicamentos, drogas lícitas em nosso país. lembro de uma época em que eu tinha baixíssima tolerância à dor e por qualquer dorzinha já me enchia de remédios. As consequências disso, entre outras é que os medicamentos já não faziam efeito direito, pois meu organismo se "habituou" a eles; tive várias alergias de pele, desidrose, passei a ter insônia. Cheguei a ponto de tomar dois relaxantes musculares + dramin + antialérgico para tentar dormir - sem sucesso! Tentei muitas coisas até perceber que apenas abandonar esse uso indiscriminado de remédios iria de fato me ajudar. E foi o que fiz. Confesso que foi muito difícil, pois meu corpo parecia doer mais do que nunca, a insônia me detonou, mas depois de algumas semanas o organismo foi se readaptando e tudo melhorou. Insônia sumiu, desidrose desapareceu, alergias e doenças de pele também. Claro que tudo aliado a uma alimentação mais saudável, pra desintoxicar. 

O fato é que hoje eu evito ao máximo tomar remédios. Eu tinha uma verdadeira farmácia em casa e hoje tenho apenas o básico: algum analgésico, antitérmico, antigripal e antialérgico. Tomo só o que preciso mesmo e ainda sim espero para ver se passa naturalmente, e só uso medicação se não passa. Um exemplo são as alergias: sou vítima delas, não adianta. Asma e rinite andam de mãos dadas por aqui. Mas só uso antialérgico ou bombinha se a coisa pega valendo. Enrolei a semana toda para voltar a usar o medicamento que uso para controle da asma (Seretide Disqus), mas chegou a um ponto que não consegui fazer atividade física e hoje fui  lá com a viola no saco comprar, porque preciso respirar né? 

E onde entram os chás aqui? Chás podem ser remédios naturais, se usados de forma correta. A fitoterapia pode ter efeitos melhores em alguns campos do que as drogas. Em problemas venosos e digestivos, por exemplo, os fitoterápicos podem ser mais eficientes que medicamentos. Outro ponto positivo é o preço bem mais amigo. Sem contar que os efeitos colaterais são muito menores e são muito menos tóxicos e agressivos. 

Então abaixo segue uma listinha bem básica de alguns chás que podem ajudar a resolver alguns problemas e que vale a pena tentar antes de apelar para um medicamento. 

Energizante
- abobrinha-do-mato
- angélica (raiz)

Anemia
- abobrinha-do-mato
- angélica (raiz)

Cólicas menstruais
- açafrão
- funcho

Digestivos
- açafrão
- angélica (raiz)
- bergamota (folha)
- carqueja
- funcho
- hortelã

Gases
- açafrão
- bergamota (casca)
- chá-de-lagoa
- funcho
- hortelã

Calmantes
- açafrão

Dores nas articulações
- açafrão
- angélica
- funcho

Tosses, gripes e resfriados
- angélica (folhas)
- bergamota (folha)
- mil-folhas
- semente de pêssego
- transagem

Gastrite
- angélica  (raiz)

Náuseas e vômito
- bergamota (casca)

Dores abdominais
- carqueja
- espinheira santa
- camomila
- boldo falso
- guaçatonga

Icterícia
- carqueja

Cálculos biliares
- carqueja

Dor de cabeça
- carqueja
- tanaceto
- melissa
- unha-de-gato

Diuréticos
- carqueja
- hibisco
- chá verde
- chá branco

Vermífugos
- carqueja
- óleo de cravo

Azia
- chá-de-lagoa

Analgésico
- chá-de-lagoa

Relaxante muscular
- chá-de-lagoa

Ansiedade
- chá-de-lagoa
- passiflora
- kava-kava
- valeriana
- mulungu

Insônia
- chá-de-lagoa
- erva cidreira

Aftas
- óleo de cravo

Mau hálito
- erva cidreira

Prisão de ventre
- erva cidreira
- semente de ameixa preta
- semente de pêssego
- hibisco

Chás, mesmo sendo naturais, não devem ser utilizados indiscriminadamente também e deve-se ter cuidado ao misturá-los, pois um pode anular ou potencializar o efeito de outro. O ideal é eleger um tipo por vez.

Espero que tenha ajudado pessoal!

Beijo!

Se você curte o blog, pode me acompanhar nas redes sociais:
FACEBOOK | TWITTER | INSTAGRAM | GOOGLE+ | PINTEREST | TUMBLR | YOUTUBE
SNAPCHAT: @dennybap / PERISCOPE: @dennybaptista
Comentário(s)
Comentário(s)