28/09/2016

Vamos falar sobre o Kefir

| |

Quando eu era pequena minha mãe cultivava kefir. Naquela época o chamávamos de "bichinho do leite". Afinal de contas o que é o kefir, e quais as vantagens dele? Vamos descobrir já!

Primeiramente é preciso entender que nosso corpo possui bactérias, e estas bactérias auxiliam na manutenção da saúde. Nem toda bactéria é ruim, ok amiguinhos? Inclusive algumas são essenciais à saúde. O kefir é uma colônia de microorganismos (do bem!) benéfica ao ser humano, que se alimentam de lactose ou sacarose e quando em contato com o leite ou água e açúcar, fermentam, formando bebidas diferentes de acordo com seu meio de conservação, repletas de probióticos, ou seja: bactérias importantíssimas para a saúde. Essa colônia se parece com pequenos grãos gelatinosos, que são os agrupamentos destes microorganismos. Uma foto dos meus (com um resto de iogurte envolvendo eles), em close:


Existem dois tipos básicos de kefir: o de leite e o de água. Eu tenho o de leite. O resultado final dele, chamado de leite kefirado, nada mais é que um iogurte. Porém , meu povo, este iogurte ganha disparado em qualidade dos iogurtes dos supermercados, pois estes possuem uma colônia de bactérias e lactobacilos bastante limitada, enquanto o kefir cultivado em casa possui muito mais. As bactérias dos grãos de kefir de leite se alimentam da lactose (galactose + glicose) para fermentar e se tornar este iogurte. O kefir de água (conhecido como tibico) fermenta em uma mistura de água e açúcar mascavo ou suco de frutas (por conta da frutose + glicose) se tornando em uma bebida levemente gaseificada, mas não doce - o açúcar é totalmente consumido pelas bactérias. Sabe-se que o kefir de leite possui mais bactérias que o de água, mas o consumo depende de a qual deles você melhor se adapta / gosta.

Ainda não foi "desvendado" pela ciência tudo o que há no kefir. Mas já se sabem algumas das coisas que se encontram por lá:  8 leveduras, 2 bactérias acéticas, cerca de 16 lactobacilos, cerca de 9 streptococci/lactococci, ácido fólico, ácido pantotênico, biotina(vitamina B), cálcio, carboidratos, fósforo, gordura, lactase, magnésio, niacina (vitamina B3), potássio, proteínas, pyridoxina (vitamina B6), triptofano, vários outros aminoácidos benéficos, vitamina B12, vitamina K. Basicamente isso. 

Os benefícios à saúde são muitos. Vejam bem, uma colônia de bactérias saudável em nosso intestino é ESSENCIAL à saúde. Toda nossa alimentação passa pelo intestino, e a absorção dos nutrientes, bem como eliminação das toxinas, depende de uma flora intestinal saudável. Acontece que o consumo de açúcares, adoçantes artificiais, alimentos repletos de glúten e industrializados vai "matando" estas bactérias naturais do nosso organismo. O resultado disso é simplesmente ficarmos doentes das mais diversas formas, pois a imunidade diminui, o organismo fica mal nutrido. O que os probióticos como o kefir fazem é "re-povoar" o intestino com bactérias de excelente qualidade, para que ele possa absorver adequadamente os nutrientes, eliminar aquilo que não é bom para nosso corpo, e a consequência disso é uma melhora muito grande da saúde e, obviamente, de muitas doenças. Obviamente que isso precisa vir acompanhado de hábitos saudáveis, pois de nada adianta repovoar a flora intestinal e continuar ingerindo alimentos que a destroem em grandes quantidades. Mas, seguindo então, quais são os maiores benefícios à saúde do consumo cotidiano do kefir

  • Nutrição adequada do organismo, que passa a absorver melhor os nutrientes oriundos da alimentação, sendo ele próprio uma fonte variada e muito boa de diversos  nutrientes.
  • Ele possui bactérias do bem que eliminam as bactérias do "mal", ou seja: é um poderoso antibacteriano. 
  • Protege contra o câncer. Veja bem, o câncer nada mais é que um crescimento anormal de células doentes em nosso organismo. Probioticos lactofermentados são considerados inibidores naturais do crescimento de tumores. 
  • Melhora o quadro de problemas digestivos e intestinais, por fazer os órgãos funcionarem melhor. 
  • Costuma ser bem tolerado mesmo pelos intolerantes à lactose, uma vez que os bichinhos se alimentam justamente dela. Há relatos em grupos do Facebook sobre o tema de intolerantes à lactose que não sentem desconforto algum quando consomem leite kefirado que fermenta por 48h. Alguns necessitam deixar a fermentação acontecendo por mais tempo. Cada um precisa encontrar seu tempo. 
  • Pelo aumento da imunidade costuma melhorar crises alérgicas e respiratórias. 
Há muitos outros benefícios relatados, e estudos sendo feitos. O fato é que é um alimento extremamente saudável e muito fácil de obter. A partir dele é possível fazer muitas receitas, que compartilharei aqui com vocês. Algumas que já testei:

- Iogurte "normal".
- Iogurte grego.
- "Cream cheese" de kefir.
- Bolinhas conservadas no azeite.
- Queijo de corte.
- "Yakult".

As possibilidades são infinitas. Num próximo post falarei sobre como conseguir o kefir - tenho uma dica fantástica! -  e cuidar dele. Não tem mistério, apenas não quero deixar este post gigante!

Deixo com vocês alguns vídeos da nutricionista Djulye Marquato, entusiasta do kefir, que respondem a algumas dúvidas sobre ele. Há mais vídeos no canal dela, sugiro que assistam!

Beijocão!




Comentário(s)
Comentário(s)