06/10/2016

Kefir: como conseguir e cuidar do seu !

| |

Olá turma! Para quem me conhece não é segredo que o kefir é meu novo queridinho da vez. Versátil, saboroso e extremamente nutritivo e saudável. Na semana passada falei sobre o kefir aqui. O que é, quais são os seus benefícios, etc. 

Acesse o post sobre o kefir clicando aqui.

Ficou prometido que logo eu falaria sobre como conseguir kefir e como cuidar do kefir. Vou procurar ser bem detalhista para que fique tudo bem entendidinho, certo? Se ainda assim restarem dúvidas, perguntem nos comentários, ou por e-mail, que não hesitarei em responder!


Como conseguir kefir

Bom, primeiro ponto: a melhor maneira de se conseguir kefir é através de doações. A venda do kefir não é bem vista, pois há uma filosofia de solidariedade por trás do kefir. Ele é um alimento que se reproduz bastante, espontaneamente, e as pessoas doam para outras inclusive para se desfazer do excesso, pois ele é um alimento tão bom que  maioria das pessoas nem consegue imaginar colocá-lo fora. Como há uma rede bem grande de doadores, a venda acaba não sendo bem vista, passa a impressão de alguém estar se aproveitando. Eu não vejo problemas na venda, caso a pessoa tenha kefir, e esteja precisando de uma grana extra. Mas eu acho algo bem altruísta a doação que é feita pela imensa maioria das pessoas. É algo feito com carinho. Ajuda quem recebe, e quem doa também, para poder "escoar a produção". Claro que já há um comércio em cima do kefir, mas se eu puder te dar uma dica é: consiga o seu através de doação. E depois, doe também. É um alimento extremamente importante, e é tão bom ajudar pessoas!

Sobre conseguir kefir: eu acho essa a parte a mais difícil, pois apesar de algumas cidades terem vários doadores, outras não possuem nenhum. E há casos em que até há pessoas que possuem kefir na cidade, mas a gente não sabe. Foi o meu caso. Eu passei mais de um ano entrando em grupos no Facebook e nada de conseguir, pois a maioria dos grandes grupos tinha o seguinte problema: ou eram voltados apenas para a comercialização do "produto", ou era muito difícil conseguir um doador, pois abria-se um post pedindo e zero respostas. Então um belo dia perguntei, na minha própria timeline do Facebook, se alguém tinha kefir na minha cidade. Foi então que uma amiga me indicou o melhor grupo de doação de probióticos do Brasil. Sério! Não é publicidade nem nada, mas a eficiência do grupo é ímpar! O grupo chama-se "Doação de Probioticos Brasil", e a moderadora é a Daniela Pastana Cuevas. 

Para acessar o grupo clique aqui.

O processo lá é bem prático: você pede permissão para participar do grupo. Assim que a Daniela libera sua entrada, ela pede que você a adicione (já explico o motivo). Então, você deverá abrir um post no grupo dizendo seu nome, de que cidade e bairro você é e que tipo de probiotico você deseja. Às vezes ela mesma abre este tópico em seu nome, e você responde nos comentários. Ela tem um vasto cadastro de doadores do Brasil todo e de outros países também (não sei quais exatamente). Então ela faz a busca por um doador perto de você e indica o doador no post aberto. Feito isso, ela vai abrir uma mensagem privada entre você, a pessoa que ela indicou para doar o seu probiotico, e ela. Por isso ela pede para que você a adicione, ou ela não conseguiria abrir esta mensagem. Eu achei ÓTIMO este sistema, pois ela fica ali de mediadora da conversa de você, o que impede abusos no chat ou confusões (eu já soube de pessoas de outros grupos que se ofereciam como doadoras, e depois cobravam no privado). Então você e o doador combinam a entrega, dia, hora e tudo o mais. É bacana dar um feedback para ela algum tempo após você ter conseguido sua amostra. E se quiser ser doador, pode se cadastrar também, eu fiz isso. Caso não haja nenhum doador na sua cidade, ela indica alguém de uma cidade próxima para doação via Correios (é possível!), e você só arca com os custos do envio mesmo. É tudo bem prático e rápido. Em pouco mais de uma semana eu já estava com meu kefir em mãos. É importante lembrar que eles têm os mais variados tipos de kefir para doação lá: kombucha, caspian sea yogurt, kefir de água e, kefir de leite, etc. 



Como receber seu kefir

Bom, feito todo este processo, você receberá seu kefir em mãos. Eu acho muito bacana levar um mimo à pessoa que lhe deu a doação. Alguns pedem um ou dois litros de leite, a maioria não pede nada. Mas estamos recebendo um presente, é muito gentil pelo menos agradecer além do "muito obrigada". Não precisa ser algo caro. Eu levei alguns bons chocolates para minha doadora. Cada um dá aquilo que tem condições. Mas acho muito gentil levar sempre um mimo, ok? 

Continuando, é importante saber que o kefir não tem o poder de higienização, ou seja: se estiver contaminado com bactérias não vai eliminar as bactérias no processo de fermentação, por exemplo. Não é papel dele  fazer isso. Por isso é preciso cuidado ao receber sua doação. Geralmente recebemos a doação com os grãos de kefir e um pouco de leite. Ao receber o kefir, basta colocá-lo em uma peneira e lavá-lo com água filtrada ou fervida em abundância. Isso já elminina muitas coisas. Uma vez uma nutricionista fez um "experimento" com o kefir: infectou-o com coliformes fecais (não me perguntem como foi feita a infecção, rs), e depois de dias examinou-os em laboratório e viu que os coliformes seguiam no alimento. E é assim mesmo. Nunca, em nenhum lugar, foi dito que o kefir tinha a capacidade de eliminar bactérias ou contaminantes. Óbvio que não há como controlar a qualidade do kefir recebido. Mas também não há como controlar a qualidade do comercializado, já que são pessoas comuns que produzem. Mas em todos os materiais sobre kefir há a indicação de modos de manuseio que dificultam contaminações. Pode acontecer de receber contaminado? Pode. Por isso higienize bem o seu assim que recebê-lo.


Este é o vidro (uma jarra) que utilizo para fermentar meu kefir, com o tecido (tule) em cima. 

Como cuidar do kefir

Depois de receber e higienizar seu kefir, você vai precisar cuidar dele. Não é complicado, mas é essencial ter bastante higiene, afinal de contas é um produto para consumo. Ele deve ser sempre acondicionado em vidro. Você provavelmente vai recebê-lo em um pote plástico (vidro é caro!) ou a pessoa vai pedir para você levar um vidro para ela colocar seu kefir. Bom, higienize seus bichinhos, e os coloque num vidro grandinho. Acrescente cerca de 300ml de leite neste vidro (por isso grandinho). Cubra com um tecido fino (eu uso um tulezinho que comprei na loja de R$1,00), e prenda com elástico. Isso impedirá que bichinhos entrem no seu alimento. Não feche o vidro com tampa, pois a fermentação produz gases, que podem estourar o vidro. Coloque-o dentro de um armário e pronto. Só deixar ele lá. Dizem ser bom agitar ele de vez em quando para melhorar a fermentação. O quanto isso procede, não sei.

Fermentado seu kefir, agora você precisa separar os grãos do leite kefirado, que é como se chama este iogurte que se forma como resultado da fermentação. Para isso você deve usar preferencialmente uma peneira plástica, previamente higienizada (e se possível, utilizada somente para o manuseio do kefir, para evitar contaminações). Para mexer, use preferencialmente colheres de plástico ou aço inox. As de alumínio reagem com o kefir e podem matá-lo. Depois de coar todo o iogurte, coloque os grãos novamente no vidro (que já deve ter sido limpo enquanto você coava seu iogurte; para isso eu uso uma esponja só para estes vidros e não uso detergente de louça, apenas lavo bem com água), e coloque leite novamente para fermentar. Você não precisa lavar os grãos toda vez que troca o leite. O "iogurte" que fica preso aos grãos é chamado kefiran, e é uma "capa" que ajuda a fermentar mais facilmente da próxima vez, exigindo menos dos grãos, mantendo-os sempre saudáveis. Caso seu kefir fique ácido demais com o tempo (ele é naturalmente um pouco ácido), lave-o com leite mesmo, que é melhor para os grãos que água. A água é melhor para higienizar. 

Tempo de fermentação do kefir - O tempo de fermentação depende muito da temperatura que está em sua cidade e da proporção entre leite e grãos. Quanto mais grãos, mais rápido fermentará. Quando mais calor, mais rápido fermentará. Quanto mais frio, mais devagar. O normal é que ele vire "iogurte" em cerca de 24h. Basta olhar a aparência dele, e tirar quando você achar que está ao seu gosto. Algumas pessoas dizem que kefir que fermenta por 12h solta o intestino, e o que fermenta por 24h, prende. Estas informações são apenas boatos sem fundamento algum. O que acontece é que com 12h de fermentação não foi consumida toda a lactose ainda, então uma pessoa que tenha sensibilidade a ela pode ter diarreia. E sobre prender o intestino, só aconteceria se a pessoa tivesse alguma alergia aos demais componentes do leite (caseína, etc).

Uso do kefir por intolerantes à lactose - como o kefir se alimenta de lactose, com o passar das horas a concentração deste açúcar no leite vai diminuindo gradualmente. Isso significa que pessoas que possuem intolerência a lactose podem utilizá-lo também, mas após um tempo de fermentação maior. O tempo de fermentação vai depender do grau de intolerância da pessoa. Já li relatos em grupo de intolerantes que conseguiram consumir, sem resultados adversos, a partir de 48h de fermentação. O ideal é cada um testar o tempo que lhe faz bem. 

Bom, com o tempo irei postando algumas receitas que já testei com o kefir, são muitas gente! No momento estou testando um queijo de corte mesmo, está ficando ótimo! Se der bem certinho, postarei a receita aqui no blog, ok?

Beijocão!
Comentário(s)
Comentário(s)