03/07/2010

A minha teoria do futebol

| |

Não, eu não sou uma fanática por futebol. Nem tenho a camiseta do meu time (Grêmio). Bom, no caso não é por não querer, mas eu sempre acho algo mais importante em que gastar. Mas há uma questão que me incomoda no mundo futebolístico: uma rivalidade exacerbada, sem limites e na maioria das vezes sem motivos.

Com exemplo é melhor, certo? Então, sou gremista. Não desde criancinha. Na verdade até meus 12 anos eu torcia pelo Internacional. Mas não era uma decisão racional. Um belo dia fomos dar uma volta de carro, papis, meu irmão e eu, e lá estava o auê de uma comemoração por um título. O time vencedor era o Internacional e eu, do "alto' dos meus 9 anos, decidi que aquele seria meu time. Mais tarde, como se diz, "virei a casaca" e aí não teve mais volta.

Mas então, fugindo das divagações de sempre (eu nem divago quase ho-ho-ho), há aqui no RS uma rivalidade medonha entre ambos os times (assim como em outros estados logicamente, mas prefiro falar do meu senso-comum). Um torce mais contra o outro que a favor. Chega a ser engraçado. Mas a minha visão é muito diferente. E ainda não encontrei quem concorde. Fora meu lindo marido que graaaaaazadeus, pensa como eu, hahaha...

Me sinto primeiro gaúcha (apesar de nascida paranaense, mas apenas nasci lá, em seguida vim para cá). Portanto, em um Brasileirão, por exemplo, minha torcida é inicialmente pelo Grêmio. No entanto eu quero meu estado campeão. Se o Grêmio perder, lá vou eu, sem remorso algum, torcer com a mesma vontade pelo Inter nos representar bem lá. A maioria morre de raiva e indignação quando falo disso, mas eu acho algo justo. Lembro de um episódio no ano passado em que, se o Grêmio ganhasse uma partida X, o Inter se classificaria. Caso ele perdesse, o Inter seria desclassificado. Boquiaberta, vi a maioria dos gremistas torcendo para nosso time perder, a fim de que o rival não se classificasse. NÃO CONCORDO.

Na Copa, não foi diferente. Obviamente, torço demais, demais pelo Brasil. Mas sou LATINO-AMERICANA. Portanto, quando o Brasil caiu fora, minha tircida ficou com os times latino-americanos ainda em jogo: Uruguai, Paraguai, Chile e, lógicamente, ARGENTINA. Infelizmente a bichinha tomou um 4x0 doído hoje. Mas minha torida vai pelos demais e, aso todos caiam fora, Alemanha, por questão de mérito mesmo, timaço, sem explicação. Ah, mas ouvi tanto essa semana sobre minha torcida pela Argentina, que acabo pensando no egoísmo que nos permeia.

Acho vital a torcida pelos nossos irmãos. Temos nossas rivalidades? Sim! Mas todas elas por brigas e desentendimentos que nunca foram nossos, mas foram virando hábitos.

Pense e repense, qual é o hábito que nada tem a ver contigo, mas você vem alimentando?


Beijinhos.
Comentário(s)
Comentário(s)