01/07/2016

Sobre as nossas escolhas e as escolhas dos outros

| |

Hoje vivemos em uma época de quebra de paradigmas. Quanto mais estudo, quanto mais aprendo, mais percebo o quanto algumas crenças que eu tinha estavam equivocadas. E outras tantas "não são bem assim". Amo estudar e aprender coisas novas, e amo também mudar de opinião tantas vezes quantas forem necessárias. Dentro desta situação de aprendizado constante, acabo fazendo escolhas. Todos fazemos escolhas todos os dias. Todos aprendemos algo todos os dias. E estes aprendizados é que nos "empurram" para escolhas. Acho isso revigorante! Aprender, mudar! 

Ao mesmo tempo em que vamos mudando, nos transformando, escolhendo, precisamos também lidar com a dificuldade das pessoas em acolher a mudança dos outros. E não falo de mudanças que atingem as pessoas ao nosso redor, falo aqui de mudanças de cunho pessoal. Neste ano descobrimos o quanto somos intolerantes com quem discorda de nós em relação à política. Já fui muito intolerante também, e por muitas vezes não conseguia entender porque as pessoas pensavam diferente de mim, já que minhas crenças parecem ser tão claras. Mas o tempo nos ensina - e parabéns a nós, que aprendemos com o tempo - que sempre há dois lados da mesma moeda, e que o que é óbvio para mim, não é para o outro. Precisamos aceitar as escolhas dos outros. Por mais que doam ou revoltem às vezes. 

No campo pessoal, a mesma coisa acontece. Todos crescemos em meio a um conjunto de crenças e paradigmas que julgamos estarem corretos. O mundo, a vida, a família, a sociedade, nos brinda com conjuntos de crenças, que costumamos abraçar prontamente na maioria das vezes. Conforme a vida vai seguindo, e o tempo vai passando, muitos vão aprendendo que as coisas não são estanques, os aprendizados são necessários, e as mudanças podem acontecer. Mudamos, simples assim.

Dentro deste campo pessoal, entram nossas escolhas no que diz respeito a estilo de vida e alimentação. Tudo o que vai contra aquilo que a maioria acredita parece incomodar muito. Eu confesso achar bastante difícil falar para as pessoas, por exemplo, sobre minhas escolhas alimentares. Quando você usa palavra "dieta", a maioria já vê a conversa de forma negativa, quase instintivamente. Agora, então, que adotei um novo estilo de alimentação como proposta de vida, não apenas como dieta, parece que as coisas ficam mais difíceis. 

Das coisas que eu não pretendo nesta vida, é sair por aí colocando isto goela abaixo das pessoas. Eu acredito sim, que minha prática alimentar só traz benefícios à saúde. Acredito que este modo de alimentação "ocidental" que adotamos é extremamente prejudicial à saúde de forma geral. Mas isto são coisas que EU penso. E isso jamais deve ser posto às outras pessoas como forma de imposição. Aquele discurso chato pra caramba de "se você continuar comendo assim vai morrer" é algo que eu acho que não deve existir. Eu faço minhas escolhas. Você faz as suas. Cada um colhe suas consequências e tudo certo. Deveria ser assim.

Às vezes as experiências que temos durante a vida nos enriquecem demais. Meus avós eram vegetarianos (ovo lacto), e convivo com muitos vegetarianos. No meu meio muitas pessoas adotam este estilo de vida. Eu acho muito bacana, de verdade. Já falei, quem sabe um dia eu siga por esta linha. Mas infelizmente, neste meio, há muitas pessoas que levantam uma bandeira tão intransigente que angariam mais antipatia que simpatia pelo meio. Por conviver com pessoas que fazem escolhas alimentares diferentes, e que o fazem de forma a não apenas menosprezar as escolhas alheias, como quase criminalizá-las, aprendi a não agir assim. Vejam bem, não sou perfeita. Sim, já fui um tanto mais chata, digamos assim. Mas como eu disse, a vida nos amadurece. 

Eu fiz minhas escolhas, as faço todos os dias. É importante que elas sejam aceitas e respeitadas pelo que são: escolhas pessoais a intransferíveis. E também preciso respeitar as escolhas dos outros, por mais contrárias que sejam às minhas. É fácil? Certamente não. Mas precisamos caminhar rumo a isso.

Beijão!
Comentário(s)
Comentário(s)