Pessoalidades

Estou morando em Florianópolis!

21:47Unknown

Marco Baptista (vulgo, marido) em uma das pedras da Praia do Meio. Imagem: Denny Baptista.

A vida dá voltas e mais voltas e numa destas, acabei em Florianópolis!


O ano passado foi bem atípico, a carga de trabalho foi bem grande, tanto que ressuscitei o blog para o BEDA, e logo em seguida o abandonei novamente, rs... Não dei conta da carga de trabalho + especialização que estou cursando. Na metade do ano o maridão começou seu mestrado em História da Arte na UDESC, em Florianópolis. Com dois dias de aula semanais, ele acabava indo e voltando toda semana. Foi então que decidimos repensar.

Colocamos na ponta do lápis todos os gastos, toda a distância que ficaríamos um do outro e pesamos bem. Não cogitamos ele parar com o mestrado, isso jamais. Mas estávamos acomodados em Joinville já, e decidimos nos mexer. Enviei meu currículo para as escolas da rede em que trabalho situadas em Florianópolis, Era uma tentativa, mas com uma probabilidade baixa de dar certo, por alguns motivos: eu somente viria para Florianópolis se a escola me contratasse para os dois períodos (manhã e tarde) e isso é bem difícil, pois geralmente uma pessoa é contratada apenas um período para que conheçam seu trabalho, e se o trabalho for bom podem te chamar para mais um período. Então era, digamos, uma ousadia da minha parte isso, rs... Mas, como podem imaginar, deu certo. Na verdade deu mais que certo, pois no início contávamos apenas comigo trabalhando e meu esposo iria tentar uma bolsa para o mestrado - o que o impediria de ter vínculo empregatício. Porém eles não apenas me chamaram (recebi recomendações bem bacanas da escola de Joinville e da responsável pela rede no Norte de Santa Catarina), como chamaram meu marido e fizeram uma proposta tão boa que ele abriu mão de pedir a bolsa, rs... 

O difícil foi arrumar um lugar para morar! Poutz! Cidade litorânea, turística, o povo mete a faca nos aluguéis. E é preciso bastante cuidado, pois alguns ainda pedem para desocupar o imóvel na temporada. Então começamos a procurar em dezembro, mas só conseguimos fechar tudo e nos mudar dia 18 de janeiro. Em cima do laço! E eu que achei que ia curtir uma praia nas férias, nem deu. Começamos olhando pelo centro (estou trabalhando lá), mas os preços de lá são absurdos e os imóveis em sua maioria antigos e ruins. Olhamos algo no norte da ilha, os preços são bons, perto de praias, mas muito longe do centro (em média 20, 30km). Acabamos optando por morar no "continente" - como se chama a parte da cidade que fica antes da ponte. Olhamos muitos imóveis, visitamos alguns e acabamos ficando com um dos primeiros que olhamos. Perdemos alguns bons negócios por conta das festas de final de ano e da imobiliária enrolada, mas no final das contas eu acho que ficamos no melhor lugar. Um bairro bem residencial, muito silencioso, caaaalmo que só, mas com o essencial à palma da mão. Estamos em um apartamento de 1 quarto (mas não é quitinete, desse mal eu não morro mais, rs), mas com cômodos bem espaçosos, e o melhor: a duas quadras da orla. Isso nenhum dinheiro paga. Me sinto uma coloninha jeca, pois cada vez que desço a rua e vejo o mar ali, tão pertinho, meu olho brilha!

O ponto negativo daqui é o trânsito, que em pesquisas recentes foi considerado o pior do país! Por isso, meu marido e eu decidimos deixar o carro na garagem no dia a dia e usar o transporte urbano, que aqui é bem servido, tem um ponto do lado aqui de casa. 10 minutinhos e estou no centrotá ótimo. Pena horário de escola ser tão estendido, acabo tendo que sair muito cedo, buah.. 

Bom, apesar do trânsito é um lugar de muitas belezas naturais. Abaixo, algumas imagens da minha "vizinhança" que quero compartilhar com vocês.

Pedras da Praia do Meio. Imagem: Denny Baptista.

Frente do Mirante da Praia do Meio - à esquerda há uma entrada por entre as árvores e um deque bem bonitinho. Imagem: Denny Baptista.

Se seguir à direita da foto terá esta vista do Mirante da Praia do Meio. Imagem: Denny Baptista.

Vista do mar da Praia do Meio. É uma lagoa de tão calmo! Imagem: Denny Baptista.

Aí você me pergunta: "Mas Denise, se você mora praticamente n a frente dessa praia, porque não foi à praia?". Eu fui, mas esta praia não é bacana para você estender sua canga e tomar um sol, banho de mar e tal. A água é própria para banho, mas como é extremamente calma, acumula matéria orgânica (tipo um limo) próximo à beira dela, e é meio desagradável ao toque. A faixa de areia também é pequena e logo em seguida já há a rua, bem movimentada, já que há uma via gastronômica aqui (😋). Então ela é legal para levar a esteira, sentar, conversar, tomar um chimarrão, mas nada de roupa de banho, etc. Nos dias mais quentes algumas famílias vêm aqui, crianças brincam bastante e é perfeito para os amantes de standup paddle - há vários!


Maridão não deixou de aproveitar, mas eu sou mais tímida hahahaha!

Bom, agora vocês verão mais fotos no meu Instagram de lugares lindos, porque aqui tem cada beleza... Ainda tenho muito a ver!

Beijão!

Você pode gostar destes também

0 comentários

Se você deseja uma resposta a alguma pergunta específica, por gentileza use uma das opções abaixo:

- Deixe seu e-mail, pois o sistema de comentários do blogger não notifica quando respondo, e te responderei por e-mail;

- Envie sua pergunta pelo formulário de contato do blog, do lado direito e deixe seu e-mail para que eu lhe responda;

Beijão!

recent posts

Flickr Images

Formulário de contato